Documentos

O poder do passaporte vermelho

Ávany França postou em 23 abr 2012

 By Camila Freitas

Imagine vir para Dublin sem aquelas burocacracias que perseguem os brasileiros como: Provar verba de 3.000 euros, ter curso fechado e ainda esperar um mês para tirar o visto? Simples: Ter cidadania europeia!

Quer dizer, na realidade não é tão simples assim e nem todo mundo pode ter. (Infelizmente!)

Confira o que os sortudos de dupla cidadania devem fazer para adquirir o passaporte e quais as vantagens de ser cidadão europeu em Dublin!

Quem pode ter passaporte europeu?
Filhos, netos e bisnetos de ascendente europeu, em todas as gerações mantendo-se a linha paterna. Assim que um brasileiro se torna cidadão europeu seus filhos terão o mesmo direito.

As duplas cidadania mais comuns no Brasil são a italiana e a portuguesa. Mas, como todo caso tem sua exceção, existem também brasileiros com nacionalidade alemã, polonesa e por aí vai.

O que é necessário para adquirir o passaporte?
Como as etapas para reconhecer cidadania europeia são bastante burocráticas e diferenciam de acordo com o país, falarei sobre o básico para conquistar o tão desejado “passaporte vermelho”.

Primeiro é necessário ir até a Embaixada ou Consulado do país de sua segunda nacionalidade. Os documentos comuns exigidos são:

Do ascendente europeu: Certidão de nascimento ou Certidão de batismo, Certidão negativa de naturalização, Certidão de casamento, Certidão de óbito (se for o caso) .

Do requerente: Certidão de nascimento original do interessado ao reconhecimento da cidadania; toda a série de certidões de nascimento e casamento necessárias para comprovar a descendência do interessado; fotocópia autenticada da cédula de identidade brasileira do interessado.

Feita a entrega dos documentos o requerente deve aguardar a cidadania ser reconhecida no país de sua ascedência e o documento que comprove o reconhecimento, normalmente uma carta.

O tempo para cumprimento da cidadania é relativo, se os documentos requeridos estiverem de acordo, demora menos, no entanto se for preciso localizar os documentos necessários, pode demorar bem mais. De qualquer forma o andamento dos processos pode levar de 5 a 10 anos.

A boa notícia é que se você for direto no país de ascedência para reconhecer a cidadania o tempo dimunui consideravelmente, coisa de menos de 1 ano. A má notícia é que você terá que ir pra lá para acompanhar todo o andamento. Porém se você já tiver cidadania reconhecida, o processo para tirar o passaporte é normalmente igual a retirada do passaporte brasileiro. Preechimento de um formulário, pagamento da taxa e agendamento para retirar o documento. A diferença é que isso será feito no consulado do país referente a cidadania europeia que será adquirida.

Como já citado acima, algumas etapas diferem de país para país, por isso eu aconselho uma visita direto na embaixada ou consulado, segundo sua cidadania, para obter todas as informações necessárias.

Vantagens
Se me perguntarem quais as vantagens de ser cidadão europeu, respondo: TODAS!
Cidadão europeu não precisa tirar visto. Isso mesmo! Passaporte vermelho tem passe livre para entrar na Irlanda;
Como dito anterirmente, não é necessário comprovar verba de 3.000 euros;
Não é obrigatório vir com curso de inglês fechado;
Sem restrições de viagens pela Europa, apenas apresente seu passaporte e pronto;
Com relação a emprego o mercado de trabalho para cidadão europeu é bem mais amplo, tanto pela aceitação quando para encontrar oportunidades na área, uma vez que cidadão europeu tem o direito de trabalhar full-time.
Cidadão europeu também tem direito a plano de saúde governamental, no entanto compensa fechar um plano particular no Brasil, pois normalmente os Irlandeses pagam por consulta.

Portanto, se você que está lendo a matéria tem passaporte europeu+vontade de fazer intercambio pela Europa, apesar da recessão, vale a pena passar uma temporada aqui!

Alguns sites que podem ajudar:

http://www.cidadaniaitalia.com.br/

http://www.italiaoggi.com.br/migrazioni/migra_cidadania_geral.htm

http://www.embaixadadeportugal.org.br/

http://www.cidadaniaportuguesa.com/

Gostaria de agradecer ao Lucas  Cirigliano e Ricardo Martins, brasileiros com cidadania europeia, que me ajudaram com várias informações.

Sobre o Autor


Ávany França

Uma vida sem desafios não foi desenhada para mim. Jornalista por profissão, já passou por editorias de moda, gastronomia e turismo. Amante das viagens, coleciona mais de 40 destinos no passaporte. Quer saber mais? Corre por que até você terminar de ler esse perfil já terei alguma novidade.

comments powered by Disqus