10 motivos para curtir uma noite na The George

10 motivos para curtir uma noite na The George

Rubinho Vitti

7 dias atrás

Siga o E-Dublin no Instagram

Estamos no mês do orgulho LGBTQ+, e a Irlanda está toda colorida para celebrar 30 dias de diversidade. O auge será no dia 29 de junho, quando acontecerá a Dublin Pride Parade.

E não dá para falar da comunidade LGBTQ+ na Irlanda sem lembrar de um verdadeiro patrimônio da capital Dublin, a The George. O night club é o mais antigo da cidade e recebe centenas de pessoas em busca de diversão e paquera.

O E-Dublin selecionou dez motivos para quem está em Dublin conhecer esse templo da diversidade.

1- A The George faz parte da história LGBTQ+ da Irlanda

The George é o ponto gay mais antigo de Dublin e a principal balada da comunidade LGBT. Foto: Alessandro0770/Dreamstime

A The George é um clube gay, o mais antigo de Dublin. Localizado na George Street, ele existe desde os anos 1980, quando era a única opção LGBTQ+ na cidade. Passados mais de 30 anos, continua reinando nas noites da capital. Ela é um dos motivos para dizer que sim, a Irlanda é um destino para gays.

2- Você pode dançar todos os dias

Palco montado no centro da balada vira pista de dança depois da apresentação das drags. Foto: Divulgação

Não tem por que reclamar de falta do que fazer nas noite de Dublin. A The George fica aberta diariamente. Ou melhor, noturnamente. É possível curtir a balada sete noites por semana. E o incrível é cada noite ser diferente da outra.

3- Sábado: o karaokê mais divertido da cidade

A drag Veda é uma das principais hostess da The George. Foto: Reprodução/Facebook

Se a escolha é ir em um sábado à noite para a The George, a diversão é certa. O karaokê leva o público ao delírio, com a apresentação de verdadeiros artistas, mas também ao riso, quando as drag queens que comandam a noite resolvem esculachar um candidato que foi bem mal na cantoria.

4- Domingo: bingo e gargalhadas

Domingo é dia do divertido Bingo com a drag Shirley Temple Bar. Foto: Reprodução/Facebook

E já imaginou ir para uma balada para dançar e ainda sair de lá com o bolso recheado de euros? Aos domingos, a The George realiza o bingo mais animado da Irlanda. A drag queen Shirley Temple Bar comanda a noite com chamadas divertidíssimas para os números sorteados. Quem ganhar a “snow ball” acumulada pode sair da balada cheio da grana.

5- Mais noites temáticas

Bunny e Phil T Gorgeous comandam as segundas-feiras na The George com o Win, Lose or Drag. Foto: Reprodução/Facebook

Além do karaokê e do bingo, todas as noites são temáticas na The George. Às segundas, Bunny e Phil T Gorgeous comandam diversos games no Win, Lose or Drag. A drag Dolly Grip é responsável pelas noites de terça com apresentação de várias drags. Veda comanda as quarta-feiras, com uma playlist mais alternativa. Davina Devine é a hostess das quintas, com muito lip sync e comédia. Já a animada festa Glitter Bomb acontece às sextas-feiras, com gogo boys, gogo girls e música boa a noite toda.

6- Drags, as rainhas da noite

Drags são o cartão postal da The George. Foto: Reprodução/Facebook

E falando em noites temáticas e as suas hostess, não tem como não falar do colorido das drag queens durante as noites na The George. Davina Devine, Dolly Grip, Veda, Pixie Woo, Shirley Temple Bar são fabulosas e dão um ar retrô de um verdadeiro club gay dos anos 80, cheio de performances e gargalhadas.

7- Pop, pop, pop

A discotecagem não deixa por menos. Apesar de tocar hits do momento, a The George não deixa de celebrar os ícones gays de todos os tempos. Para isso, além de adicionar na playlist clássicos como I Will Survive, Like a Virgin e I Wanna Dance With Somebody, a casa promove festas específicas em homenagem a grandes estrelas gays como Madonna, Cher, Britney Spears, David Bowie, entre outros.

8- Shows e performances ilustres

As drags Davina Devine e Dolly Grip, hostess da The George. Foto: Reprodução/Facebook

Daí você pensa: tá, legal… Mais um club na cidade para dançar. Não! Não é só isso. A The George também vira uma casa de show com apresentações internacionais. O palco se transforma para receber grandes nomes do universo Drag Queen do mundo todo. Prova disso são apresentações das drags do programa RuPaul’s Drag Race e de performers e grupos musicais. Já passaram pela The George Charlie Rides, Joey Arias, Bianca Del Rio, o grupo VengaBoys, entre outros.

9- Decoração inusitada

Grandes estátuas de corpos masculinos e dezenas de espelhos fazem parte da decoração. Foto: Divulgação

Ao percorrer os dois pisos da The George, você vai reparar que a decoração não é nada comum. Estátuas de homens musculosos misturadas a anjos dão um tom melancólico e, ao mesmo tempo, ousado ao ambiente escuro e cheio de espelhos. O grande globo no meio da pista de dança tem um ar bem gay anos 80. Fora o balcão, que fica no meio do espaço no solo, onde é possível beber bons drinks enquanto assiste às drag queens. O mesanino no andar de cima também é um bom visual para assistir aos shows.

10- Um local de celebração

A The George é o lugar perfeito para celebrar com os amigos. O ambiente multicolorido não dá espaço a julgamentos ou preconceito. Você pode se vestir como quiser, cantar como quiser e dançar horrores, como se ninguém estivesse olhando. Vale a pena, sendo parte da comunidade LGBTQ+ ou não, passar uma noite muito divertida no clube gay mais antigo da capital irlandesa.

By the way, a The George celebra a Dublin Pride Parade no sábado, 28 de junho, a partir das 14h, com uma festa temática e exclusiva.

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar