6 medidas sobre visto de estudante na Irlanda que você deveria conhecer

6 medidas sobre visto de estudante na Irlanda que você deveria conhecer

Elizabeth Gonçalves

7 meses atrás

Siga o E-Dublin no Instagram

Um dos maiores objetivos do Ministério da Educação Irlandês é transformar a Irlanda num dos principais destinos para estudantes estrangeiros.

Para alcançar essa meta, o governo possui uma estratégia em ação que visa ampliar em 33% o número de estudantes estrangeiros até 2020. Com isso, estima-se que o país terá mais de 170 mil alunos internacionais matriculados em cursos de inglês e de nível superior.

Irlanda pretende se tornar referência de ensino para estudantes internacionais. Foto: Monkey Business Images | Dreamstime

Irlanda pretende se tornar referência de ensino para estudantes internacionais. Foto: Monkey Business Images | Dreamstime

Entretanto, visando garantir a qualidade do ensino, o governo irlandês realizou, nos últimos cinco anos, uma série de mudanças no que diz respeito às regras para estudantes internacionais no país.

Portanto, confira aqui um resumo dos resultados da reforma do sistema educacional irlandês para estrangeiros e fique inteirado sobre tudo o que mudou.

1. Duração do visto

Essa pode ser considerada uma das mais decepcionantes mudanças para os intercambistas que pretendem estudar inglês no país.

Após a reforma educacional, o visto concedido para estudantes matriculados em cursos de inglês passou a ser de 8 meses. Sendo que, destes, 6 meses devem ser dedicados à realização do curso, que obrigatoriamente deve ter 25 semanas, e os demais 2 meses contam como férias.

O tempo total de permanência no país para a realização de cursos de inglês também foi reduzida de três para dois anos. Após esse período, quem quiser permanecer no país precisa se matricular em um curso universitário.

2. Permissão de trabalho

Regras de trabalho estão mais rígidas para estudantes estrangeiros. Foto: Designer491 | Dreamstime

Regras de trabalho estão mais rígidas para estudantes estrangeiros. Foto: Designer491 | Dreamstime

As novas regras também ficaram mais duras no que se refere à permissão de trabalho. Com as mudanças, estudantes internacionais podem trabalhar até 20 horas semanais durante o período de estudos.

Trabalho full-time — ou seja, de até 40 horas semanais — pode ser realizado apenas nos meses de junho a setembro e entre 15 de dezembro e 15 de janeiro, desde que você realmente esteja de férias da escola no período em que for trabalhar.

3. Escolas oficiais

Desde as últimas mudanças nas regras para a imigração, o governo irlandês tem sido proativo e vem levando a sério a fiscalização das instituições de ensino que podem oferecer cursos para estudantes estrangeiros.

Portanto, durante o planejamento do seu intercâmbio ou renovação de visto, é fundamental que você cheque a ILEP (Interim List of Eligible Programmes), lista oficial de instituições aptas a receber estudantes internacionais.

lista é atualizada, em média, duas vezes por ano, já que as escolas que não oferecem os requisitos mínimos determinados pelo governo perdem a acreditação.

Destaca-se que isso vale tanto para escolas de inglês quanto para instituições de ensino superior. Assim, muita atenção na hora de escolher a faculdade na qual você pretende se matricular.

Todas as escolas presentes na lista também têm a obrigação de fornecer o Learner Protection. O serviço funciona como um seguro. Segundo essa norma, se a escola encerrar as atividades, os alunos serão realocados gratuitamente em outras instituições de ensino.

4. Frequência escolar

Na Irlanda, frequência mínima nas aulas deve ser de 85%. Foto: Muhammad Yousaf | Dreamstime

Na Irlanda, frequência mínima nas aulas deve ser de 85%. Foto: Muhammad Yousaf | Dreamstime

Esse é outro detalhe que se tornou mais rigoroso desde as mudanças impostas pela reforma educacional. A frequência mínima para estudantes estrangeiros subiu de 80% para 85%.

Além disso, a partir de agora, a frequência nas aulas pode ser questionada durante o programa de estudos e não apenas no momento de renovação do visto.

5. Certificados – FETAC, o atual QQI

UPDATE: O FETAC agora recebe a sigla de QQI – Quality and Qualification Ireland, o nome mudou mas o programa de formação técnica é a mesma.

Os cursos do QQI, antigo FETAC oderecem cursos técnicos e qualificações em setores específicos. Reprodução QQI

Os cursos do QQI, antigo FETAC, oferecem modalidades técnicas e qualificações em setores específicos. Foto: Reprodução QQI

O QQI, anterior FETAC,  se refere a cursos que pertencem a uma categoria intermediária entre o ensino médio e uma universidade e tem como objetivo preparar o profissional para o mercado de trabalho.

Anteriormente, era possível obter o visto de estudante por meio da realização de um curso técnico na Irlanda, também chamados de FETAC Level 5 and 6. Infelizmente, depois do anúncio das novas regras, desde janeiro de 2014, tais cursos não dão mais direito ao visto.

Você ainda pode se matricular em um desses cursos, mas tenha em mente que precisará investir paralelamente em um curso de línguas a fim de poder solicitar o visto de estudante com validade de 8 meses.

6. Comprovação financeira

Comprovação dos 3 mil euros para estudantes na Irlanda ficou mais simples. Foto: Lucian Milasan | Dreamstime

Comprovação dos 3 mil euros para estudantes na Irlanda ficou mais simples. Foto: Lucian Milasan | Dreamstime

Desde 2016 o governo irlandês começou a simplificar a vida dos intercambistas que precisam comprovar a renda mínima de 3 mil euros para obter o visto de estudante.

Com o anúncio da medida, passam a ser aceitos como comprovante de renda os extratos bancários de conta bancária estrangeira, extrato atualizado de cartão pré-pago, além de comprovantes de instituições irlandesas.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Elizabeth Gonçalves
Elizabeth Gonçalves, Jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há cinco anos e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar