Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Destinos de Intercâmbio

7 motivos para escolher Galway para o intercâmbio

Rubinho Vitti postou em 22 set 2018

Enquanto muitos optam pela capital Dublin, outros preferem o interior, como é o caso dos estudantes que vivem e estudam na cidade de Galway.

Distante cerca de 200 km de Dublin, a cidadezinha de 80 mil habitantes mantém seu ar interiorano, o que atrai muita gente que prefere ficar distante de metrópoles. Apesar disso, ela é a quinta maior cidade da Irlanda.

Quem escolhe Galway também prima pela qualidade de vida, com mais segurança, saúde, facilidades burocráticas, entre outros pontos. Ela é considerada uma das melhores cidades para se viver entre sites de viagem e turismo do mundo todo. O E-Dublin listou alguns motivos para morar — e se apaixonar — por Galway.

1- Qualidade de vida

Foto: PxHere

Galway tem cara de interior, um ponto positivo para quem deseja uma vida mais confortável e vivenciar mais a cultura irlandesa. Foto: PxHere

Morar em Galway significa ter uma ótima qualidade de vida. De acordo com a organização TelePort, que pontua e monitora a qualidade de vida das cidades mundo afora, Galway possui um ambiente de vida muito seguro com altas classificações em liberdade comercial, saúde e qualidade ambiental.

Para se ter uma ideia, são contabilizados uma média de 0,88 assassinatos com arma de fogo a cada 100 mil habitantes por ano na cidade. Isso significa uma morte deste tipo a cada 645 dias. A expectativa de vida é de 81 anos em média. O único ponto fraco do ranking é o clima. São apenas 71 dias de sol no ano todo.

2- Clima de interior

Karen

Karen escolheu morar em Galway pelo clima tranquilo que tem a ver com sua terra natal, no interior de São Pauo. Foto: Acervo pessoal

Tudo isso faz Galway ter o clima de uma cidade do interior.

Sabe aquela vila tranquila, sem muitos carros pelas ruas, onde as famílias se conhecem e até o tio da padaria te chama pelo nome? Galway tem esse ambiente que, aliás, foi um dos motivos para Karen Domingos, 32, se mudar com o namorado para a cidade há seis anos. “Sou do interior de Sao Paulo, então tinha a minha cara.”.

A cidade também tem uma burocracia muito mais tranquila que Dublin, sendo bem mais fácil tirar documentos essenciais para se viver no país.

3- Prática do inglês

Outro ponto positivo para Karen se mudar para Galway foi o inglês. Com menos brasileiros vivendo na cidade — cerca de 400, segundo o censo (CSO) divulgado no ano passado — é possível focar na língua e vivenciar a cultura irlandesa.

São bem menos escolas de inglês disponíveis para os cursos, porém o número de estudantes por sala de aula também é menor e poucos são brasileiros.

Nas ruas, também é mais raro ouvir pessoas falando português. Ou seja, tudo isso pode ajudar a forçar a falar apenas inglês, o que é um dos principais motivos para considerar Galway como destino de intercâmbio.

Recentemente quem teve a oportunidade de explorar os encantos de Galway de forma intensa foi a brasileira maranhense Karina, que abocanhou gratuitamente três semanas inteiramente free com a promoção da Time2Travel  e do E-Dublin.

Aliás você acompanhar tudo pelo canal E-Dublin TV clicando na websérie It’s Time2Travel

4- Custo-benefício

Foto: PxHere

Aluguel, mercado, transporte, entre outras necessidades, podem ser bem mais baratos em cidades pequenas como Galway. Foto: PxHere

Outra brasileira que está feliz em viver em Galway é Bruna Castilho Ferreira, 32, que chegou no início de agosto. Novata, ela já reparou que o custo de vida na cidade é menor que o imaginado. “Compra de supermercado é bem barato. Eu compro coisas saudáveis e até o momento gastei 10 euros por semana”, afirmou.

A média para se viver bem, com conforto em uma casa localizada na região central, é de 1.200 euros mensais. Mas é possível gastar bem menos. Karen afirma que seus gastos hoje giram em torno de 700 euros mensais, dividindo o apartamento com o namorado e ainda gastando com alimentação e outras contas. “Os preços das casas estão subindo e está cada vez mais difícil achar acomodação, mas ainda não está a extrapolação de Dublin de ter que dividir quarto com mais quatro pessoas.”

5- Emprego

De acordo com o site CV-Library, existe demanda de emprego no comércio, saúde, trabalho social e nas atividades profissionais, científicas e técnicas. O “boom” do turismo na cidade fez crescer os setores de hospitalidade e alimentação. Galway é responsável por 16% de todas as visitas internacionais à Irlanda.

Galway também é conhecida pelo cenário tecnológico. Cerca de 15% do emprego de Galway vem da tecnologia. Outro setor crescente é do audiovisual, que vale 72 milhões de euros. Não à toa, a Unesco elegeu Galway como a Cidade do Filme em 2014.

6- Cidade cultural

Apesar de ser pequena, Galway está longe de ser monótona, pelo menos no quesito cultural. Não só pela canção Galway Girl, de Ed Sheeran, Galway também é conhecida no mundo das artes. A cidade é considerada um ninho artístico forte na Irlanda. Entre as principais vertentes está o teatro, sendo casa de companhias como The Druid e Macnas.
Seus festivais também são famosos no calendário irlandês, como o Festival Internacional de Arts, o Festival de Teatro de Galway, além e festivais de cinema, gastronomia, música e muito mais. Também são muitos museus e galerias de arte espalhados pela cidade. As ruas também são palcos de músicos e artistas.

 

7- Beleza natural

Foto: PxHere

Paisagens bonitas, tranquilas e naturais são motivo de sobra para viver em Galway. Foto: PxHere

E quem não quer viver rodeado pela natureza? A paisagem natural de Galway é exuberante. Só a baía de Galway, banhada pelo Atlântico Norte, tem um visual espetacular. Existe muitos espaços na cidade para caminhadas e contato com a natureza. Muitos dos destinos turísticos da Irlanda são localizados na região, no condado de Galway, como Cliffs of Moher e o Parque Nacional de Connemara. Galway ainda tem muitos lugares bacanas para visitar. Entre eles, castelos, jardins e muitas paisagens naturais.

 

 

Sobre o Autor


Rubinho Vitti é jornalista de Piracicaba, SP. Vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Baladas e Pubs

Como é viver na cidade de Galway, na Irlanda?

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Meu Intercâmbio

Como um um mês na Irlanda mudou minha vida

2 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Publicidade

Saiba como fazer seu intercâmbio acontecer

3 meses atrás, por Publicidade E-Dublin
E-Dublin TV

Quer passar o verão na Irlanda com tudo pago?

8 meses atrás, por Tarcisio Junior
E-Dublin

E-Dublin XP II: A Experiência

9 meses atrás, por Deby Pimentel
Publicidade

6 razões para fazer intercâmbio em Cork

11 meses atrás, por Publicidade E-Dublin
Galway

Quanto custa viver como um estudante em Galway?

11 meses atrás, por Alessandra Karla Leite
E-Dublin TV

Tô voltando pra Irlanda – PCVV#155

12 meses atrás, por Tarcisio Junior