Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Destinos de Intercâmbio

A Alemanha é um bom destino para se estabelecer?

Elizabeth Gonçalves postou em 13 set 2016

life in berlin

Foto: Shutterstock

Desde a Segunda Guerra Mundial, a Alemanha vem tentando compensar o seu passado sombrio e ser mais receptiva aps estrangeiros. Atualmente, o país é considerado aberto a imigrantes e, como resultado, tem uma sociedade multicultural.

Se você vem considerando a ideia de migrar para o país, certamente se questiona se é ou não possível se estabelecer por lá, não é mesmo?

O que dizem os brasileiros?

Foto: Acervo Pessoal

Foto: Acervo Pessoal

“A Alemanha é um bom destino para brasileiros que buscam maior qualidade de vida e segurança. É um país que me acolheu muito bem. Moro há um ano em Munique e logo no início já me sentia em casa”. Márcia Oliveira, autora do blog Vou pra Alemanha.

thumbnail_Maracy e Família

Foto: Acervo Pessoal

“Eu e meu marido nos mudamos para a Alemanha em 2011. Na época, ele foi transferido da empresa onde trabalhava, em São Paulo, para cá, com um contrato local, ou seja, benefícios e obrigações, mesmo não sendo cidadão europeu. Como a Alemanha possui carência em mão-de-obra qualificada, principalmente nos setores ligados a indústria, como engenharia, ciências e TI, e pelo país ser sede de grandes multinacionais, como BMW, Siemens, Volkswagen, entre outras, acredito que é, sim, um destino para quem quer se estabelecer em um novo país”. Maracy Monteiro, autora do blog Pequenos pelo Mundo.

Foto: Acervo Pessoal

Foto: Acervo Pessoal

“A Alemanha oferece melhores perspectivas de vida para a grande maioria das pessoas que se mudam pra cá. O que percebo ao longo dos anos, é que até as pessoas menos qualificadas, ou sem boas perspectivas no Brasil, conseguem um padrão de vida aqui incomparável com o que tinham por lá, uma maior acessibilidade a tudo, em todos os sentidos: saúde, educação, lazer, etc. Para as pessoas bem qualificadas e que estão dispostas a aprender a língua alemã – e trazem consigo um bom inglês – há muitas portas para o sucesso profissional. Há muitas empresas internacionais na Alemanha, que com o bom domínio da língua inglesa, muitas vezes basta. Nesses casos, o alemão é um plus, mas isso depende da área de atuação, que varia de profissão para profissão. A minha dica é vir para cá ciente das dificuldades iniciais e disposto a aprender o idioma, que é fundamental também no processo de integração social. Trace metas, pesquise para ver aonde você se encaixa e dê tempo ao tempo”. Camilian Pereira, do blog Destino Munique.

Foto: Acervo Pessoal

Foto: Acervo Pessoal

“Eu acho que a Alemanha é um país incrível. Aqui existem diversas oportunidades de trabalho e a sociedade funciona muito bem como um todo. No começo pode ser um pouco difícil se adaptar com a cultura alemã, mas com o tempo é impossível não se sentir em casa”. Tatiana Olegário, do blog Viagem 0800.

Mas, dá pra conseguir cidadania?

Esse é um assunto bem complicado, tanto que o próprio site da imigração alemã, conhecido como German Foreign Office, alerta que o processo é relativamente complexo.

Claro que não precisa desanimar, já que após morar legalmente por cinco anos no país é possível aplicar para o visto de residência permanente. Mas alertamos que essa regra não é válida para quem possui visto de estudante!

Entre os requerimentos para adquirir o visto de residência estão: comprovar que você pode se sustentar sem precisar da ajuda do governo, comprovação de pagamentos de impostos, não ter antecedentes criminais. Também é necessário se mostrar interessado na cultura local e participar de um curso de integração cultural, além de comprovar conhecimentos da língua alemã.

visto na alemanha

Foto: Shutterstock

Já no caso de quem quer a cidadania, é necessário viver no país por no mínimo oito anos com visto de permanência. Além dos requisitos mencionados acima, é necessário comprovar que sabe o idioma, possuindo pelo menos o nível intermediário – chamado de B1, através de uma prova feita em instituições oficiais, como o Instituto Goethe, por exemplo. Também é necessário ser aprovado em uma prova de conhecimentos gerais do país.

Com algumas exceções, a Alemanha não permite dupla nacionalidade. Assim, ao ser aprovado em todo o processo para adquirir a sua cidadania alemã, você certamente terá que abrir mão da brasileira.

Revisado por Tarcísio Junior
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Destinos de Intercâmbio

Blogueiros pelo mundo: Frankfurt, Alemanha

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Destinos de Intercâmbio

Blogueiros pelo mundo: Destino Munique

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Dicas de Viagem

Conheça a Alemanha de trem e sem gastar muito

6 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Irlanda

Dublin ocupa 34ª posição em ranking de qualidade de vida

8 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Festivais

5 destinos para curtir o carnaval pela Europa

10 meses atrás, por Deby Pimentel
Dicas de Viagem

5 destinos para o seu Réveillon na Europa

12 meses atrás, por Deby Pimentel