Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Economia

A bonança chamada SOCIAL WELFARE

postou em 22 ago 2011

dsp_logo

Se você não ligou o nome ao serviço, o social welfare nada mais é que alguns benefícios concedidos pelo governo a cidadãos irlandeses, que por motivos diversos enfrentam dificuldades para arcar com despesas essenciais como moradia, manter seus filhos na creche e coisas do gênero. Para muitos, incluindo a ministra da Ação Social Joan Burton (foto), o social welfare virou um estilo de vida. Sim, poque com a ajudinha semanal do governo um desempregado ganha muitas vezes melhor que um trabalhador assalariado.

Quer um exemplo? Uma leitora irlandesa escreveu indignada ao Metro Herald. Com o salário de 500 eur/semana, pagando 200 de creche para a filha, mais as contas habituais da semana ela disse sobrar-lhe apenas 50 euros. Já a sua amiga que saiu do trabalho justamente por perceber que é mais negócio viver de beneficio de governo, tem livre cerca de 280 euros toda semana fazendo absolutamente nada. Isso porque como desempregada, além de receber o social welfare ela ainda recebe auxilio para pagamento de aluguel e outros benefícios sociais. Fala ai se não é para se indignar.

O problema desse relato é que esse não é um caso isolado. São milhares de irlandeses coçando em casa e vivendo de beneficio social. O formato assistencialista do governo irlandês é sim bem generoso, e ao mesmo tempo que dá ao cidadão o suporte que lhe é de direito, também criou um problema social de dependência difícil de se solucionar.

Mary e Eileen são duas jovens de 18 e 19 anos, acabaram de ingressar na universidade e mudar de cidade. As duas decidiram dividir uma casa no valor de 400euros mensalmente, como estudantes podem recorrer ao beneficio moradia, e com isso o governo passou a pagar 45 euros/semana para cada uma delas, ou seja 360 euros mensalmente. Pagando apenas 20 euros cada elas vivem dando festinhas entre os amigos da faculdade, comprando revistas de fofocas e viajando nos finais de semana! Quem não queria fazer faculdade numa mamata dessa?

Darragh  é outro acomodado com o seguro desemprego do governo. Ele tem 27 anos, faz academia, viaja para a áfrica pelo menos uma vez por ano, faz parte do club masculino que chega a gastar 2mil euros anualmente em bebida alcoólica. Não se interessou em fazer uma faculdade e pelo visto não tem pensado nisso. Ele trabalha informalmente com uma diária de 16euros/h, apenas duas vezes por semana, mas bem escondidinho dos olhos do governo, já que ele não pretende perder o beneficio. Bacana não?

Com esses exemplos fica fácil entender porque os tidos como subempregos continuam disponíveis para brasileiros e imigrantes de outras nacionalidades. O irlandês ganha muito mais ficando em casa que fazendo serviços low paid meu bem. Quantos irlandeses você já viu fazendo housekeeper em hotéis, ou trabalhando nos famosos subempregos?

Os próprios irlandeses começam a repensar se esse sistema paternalista não precisa chegar ao fim. Já não é difícil encontrar irlandeses jovens desistindo de sua posição profissional para viver do social welfare. Viver de beneficio do governo em tempos de crise virou filosofia de vida e com isso tem levado parte de uma geração ao conformismo.É por essas e outras que pouco se ver irlandeses indo a luta em outros países. Esse boom de imigração que estamos escutando nos noticiários na maioria das vezes é bem amparado por acordos entre países. O da Austrália, por exemplo, criou um programa para irlandeses com visto de trabalho.

Diante da bolha do social welfare o governo começa a tentar tirar os 450 mil beneficiados do comodismo. Reduziu o valor do beneficio, tem criado programas de estudos de requalificação profissional para empurrar os desempregados para o mercado de trabalho e também reduziu de 18 para 16 anos, a idade máxima de beneficio para crianças, mas com o agravamento da crise e as poucas oportunidades de trabalho é pouco provável que esse problema tenha uma solução a curto e médio prazo.

Então meus caros, da próxima vez que vocês pensarem em fazer qualquer comentário sobre a bolsa familia fornecida pelo governo brasileiro, abaixo lhe dou algumas razões para rever os seus conceitos!

Tipos de benefícios concedidos pelo governo irlandês

One Parent – se você é mãe ou pai solteiro, take it easy o governo te ajuda a pagar as contas.

Child benefit: é cidadão nascido na Irlanda? Sorria, você tem direito a uma mensadinha garantida até os 16 anos.

Supplementary welfare allowance: Você trabalha part time, ou esta desempregado e esta precisando de uma forcinha para despesas como aluguel? O governo te ajuda.

Back to School Cloting and Footwear Alowance. De junho a setembro estudantes de 2 a 22 anos podem solicitar um benefico extra para gastos com uniforme o que pode variar de 200 a 305 euros.

Para saber mais sobre como funciona o sistema de benefícios do governo clique aqui. Welfare.ie 

Sobre o Autor


Uma vida sem desafios não foi desenhada para essa baiana de Salvador. Jornalista por profissão, já passou por editorias de moda, gastronomia, história e turismo. Amante das viagens, coleciona mais de 80 destinos no passaporte. Quer saber mais? Corre porque até você terminar de ler esse perfil já terei alguma novidade.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Reflexões

Reclamações durante o intercâmbio

3 anos atrás, por Carol Braziel

Posts recentes

Cultura

Curiosidades: Costumes natalinos na Europa

5 dias atrás, por Ávany França
Curiosidades

Intercambistas contam como é o Ano Novo na Europa

1 semana atrás, por Colaborador E-Dublin