Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Reflexões

A importância do Mc Donalds e Burger King

postou em 18 out 2008

Quando ainda morava no Brasil, não valorizava muito o Mc Donalds, e muito menos o Burger King (apesar de ter ido muitas vezes nas madrugadas pós-balada, o Bk não tem tanta tradição no Brasil).

Um fato interessante sobre o Mc Donalds, é que, no Brasil, ele é o único restaurante (Fast-food) que consegue aproximar diferentes classes sociais. Para pessoas de classe C e D, é o momento que elas se sentem tão importantes quanto pessoas de classe A, pois ambas estão pagando o mesmo, e comendo no mesmo lugar uma mesma comida.

Mas o Mc Donalds e o BK são muito mais que isso. E agora entendo porque eles investem tanto no marketing do Big Mac.

Quando comecei a viajar pela Europa, apesar de muitos falarem, não tinha noção do que seria caro ou barato. E aí começa o primeiro fator de ter um Mc e um BK: preço. Ambos tem preços tabelados mundialmente. Não importa aonde você esteja, você vai pagar o mesmo valor em um Big Mac.

Porquê o Big Mac?

Porque é o único lanche vendido mundialmente. Na Suécia, por exemplo, você não encontra um Cheddar McMelt, e na Dinamarca também não tem um quarteirao com queijo. Big Tasty? Nem pensar.

Isso é por questão de cultura e diferentes hábitos alimentares.

Segundo fator: eles estão em todos os lugares. Dentro de todas as estações centrais que desci aqui (Dinamarca, Suécia, Alemanha, Irlanda, Inglaterra..) tem sempre um Mc e/ou um BK (Geralmente tem ambos). Depois de uma viagem de 7 horas de trem, a primeira coisa que voce quer fazer é comer, e as vezes ainda não trocou seus Euros por outra moeda e não faz idéia de onde vai ter um restaurante barato por perto. É aí que entram o Mc e BK.

Terceiro fator: Horário de atendimento. Não importa se você saiu bêbado da balada, vai encontrar um Mc/Bk aberto. Essencial pra “larica” pós-balada.

Quarto fator: Atendimento. Não, não estou falando que eles tem um ótimo atendimento. Me refiro ao idioma. Em todos os Mc DOnalds e BK que fui, eles falavam inglês. Pode parecer besteira, mas as vezes você quer pedir um sanduíche ou um PF em um boteco no sul da Suécia, e o rapaz nao fala um A em inglês. Alguns por birra, alguns porque não tiveram “oportunidade” (Vontade) de aprender.

No Mc e BK, não importa o quão bom ou ruim é seu inglês. É só pedir pelo número ou apontar para a imagem exposta atrás do atendente.

Quinto fator: o frio. Ein? Sim, o frio. Quando voce está na estação as 5, 6 da manha esperando pelo seu trem chegar, você precisa enfrentar um friozinho beeem chato. E as vezes só um café não adianta. Você quer comer algo quente, e nessas estações eles só vendem aqueles lanches naturais que custam 5 euros e são gelados. Entre um lanche de 5 euros gelado, e um big mac/whooper + batata frita + coca por 5.50 euros, eu prefiro o Mc.

Sei que não são os dois restaurantes fast-food mais saudáveis do mundo, mas digo: nunca precisei comer tanto neles. Fica a dica. Quando vocês precisarem, vocês vão me entender! ;-)

Sobre o Autor


Fundador e CEO do E-Dublin, Edu chegou na Irlanda em 2008, no ano pré-crise, pegou a nevasca de 2010 e comeu cérebro de cabra em Marrakesh. O Edu também é baterista da banda Irlandesa Medz.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Alimentação

5 restaurantes irresistíveis em Cork

2 semanas atrás, por Carol Braziel
Mercado

Irlanda têm vagas para biotécnicos e químicos

4 semanas atrás, por Deby Pimentel
Como alugar

7 aplicativos essenciais para quem vive em Dublin

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves
Alimentação

Culinária da Irlanda: Frutas e Verduras

1 mês atrás, por Edu Giansante
Alimentação

Por que engordamos no intercâmbio?

1 mês atrás, por Ávany França