A Irlanda já não é mais a mesma

A Irlanda já não é mais a mesma

Ávany França

1 ano atrás

Apesar do declínio, violência na Irlanda preocupa. Foto: Shutterstock

Apesar do declínio, violência na Irlanda preocupa. Foto: Shutterstock

Há cerca de dois anos, publicamos um texto alertando nossos leitores quanto ao aumento da criminalidade na Irlanda, inclusive envolvendo casos de racismo e violência contra estrangeiros. Apesar dos números da violência terem caído em alguns casos, segundo dados do Central Statistical Office — CSO, o tema ainda preocupa.

Esta semana, o desaparecimento de uma estudante estrangeira, ilustra novamente que não estamos livres da violência nas ruas da capital Dublin. Este texto é para reforçar: todo cuidado é pouco.

Apesar de infinitamente mais segura que o nosso Brasil, a Irlanda tem publicado manchetes preocupantes sobre insultos, casos de vandalismos e crimes contra mulheres.

Quadro ilustra os números de crimes registrados entre 2012 a 2017 no país. Fonte CSO

Quadro ilustra os números de crimes registrados entre 2012 e 2017 no país. Fonte: CSO

Nenhum lugar está livre da possibilidade de um crime. Para quem vem de um “background” considerado violento e circundado de desigualdade social, estar na Europa pode dar um alívio e tanto, além de passar uma enorme sensação de segurança.

Quando você não vê nada suspeito, quase não observa ninguém suspeito e não sabe quais são os lugares mais perigosos, é fácil afrouxar as rédeas, tirar o telefone do bolso sem olhar para os lados, andar sem checar se alguém está seguindo e, até, conferir o dinheiro na rua. Más dá para ficar 100% tranquilo?

Infelizmente, essa falsa sensação de segurança esconde diversas armadilhas, que podem pegar de surpresa até mesmo os mais prevenidos.

Aqui na Irlanda, por exemplo, já houve os casos dos caixas eletrônicos fraudados copiando senhas de clientes, iPhones arrancados das mãos de seus donos nas ruas, etc. Os inúmeros casos de roubos de bicicleta, então, viraram quase uma banalidade.

É só fazer uma rápida busca em grupos de brasileiros em Dublin no Facebook, e lá estão depoimentos de muita gente que já teve celulares, câmeras, carteiras, passaportes, casacos e outros itens roubados.

Um dos dados mais assustadores dos depoimentos feitos é que o inimigo pode estar mais perto do que você imagina, sendo uma figurinha carimbada que vai aos mesmos lugares toda semana para “fins lucrativos”, ou, até mesmo, casos de colegas de quarto que aplicam golpes baixos com quem estão dividindo a casa.

Como mostra a tabela acima, os números da violência caíram na maioria das situações, mas os casos de roubos, ofensas sexuais e agressões tiveram um leve aumento. O que ilustra que nem tudo é lindo e verde na nossa Irlanda.

Como ficar esperto?

Violência também é uma realidade na Irlanda. Fiquem atentos. © Tatiana Belova | Dreamstime.com

Violência também é uma realidade na Irlanda. Fiquem atentos. © Tatiana Belova | Dreamstime.com

É claro que precisamos levar em consideração que a violência e os roubos que acontecem na Irlanda e na Europa, de forma geral, são incomparáveis aos níveis com os quais nos deparamos sempre em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. Mas, abaixo, algumas dicas que devem ser levadas a sério e praticadas em qualquer lugar do mundo.

Evite usar mochilas ou bolsas nas costas:

Essa é uma prática muito comum na Europa, e você fatalmente verá muitas pessoas usando a mochila assim. Nossa dica é sempre evitar deixar coisas importantes nos bolsos mais expostos, ou, se tiver algo de valor, coloque sempre no fundo da mochila.

Evite colocar carteiras, celulares ou dinheiro nos bolsos traseiros do jeans

Se na mochila já é vacilo, imagine no bolso da calça? Fique esperto, use sempre os bolsos da frente e, se for viajar, utilize aquelas bolsinhas de segurança que se colocam por dentro da roupa. Sobretudo, em se tratando do passaporte, dinheiro e cartão de crédito.

Desconfiou de alguém ou pensa que está sendo seguido?

Mude o caminho ou pare em algum lugar por alguns minutos para se certificar.

Evite andar com os documentos brasileiros na carteira. Aqui, eles não têm utilidade nenhuma

E isso vale também para o IRP. Para não andar sem nada, tire uma cópia do passaporte e tenha sempre na carteira.

Vai para a balada e precisa comprovar idade? 

Uma coisa muito comum aqui é ver gente barrada na balada por ter uma carinha de bebê ou por não ter mais de 21 anos. E, como aqui as coisas são levadas mais a sério, não adianta tentar convencer o segurança, pois não vai rolar.

Então, uma dica de documento que vale para comprovação de idade é o Garda Age Card. Mas vale lembrar que o Age Card, que pode ser solicitado na polícia local por um custo de 10 euros, não tem função de identidade, apenas como comprovação de idade.

Evite os knackers

Eles são uma realidade na Irlanda. Então, o melhor é evitá-los. Sobretudo em áreas e bairros de maior concentração desses grupos de vândalos.

A verdade é que esses jovens inconsequentes vivem em busca de confusão e adoram criar caso com quem quer que cruze o caminho deles. Então, se avistar um de longe, mude de lado da calçada.

Jovens vandalos é uma realidade nas ruas da capital, Dublin. Foto: Shutterstock

Jovens vândalos são uma realidade nas ruas da capital, Dublin. Foto: Shutterstock

Vale lembrar que a Irlanda continua sendo um lugar seguro para morar, inclusive tem estado presente nos principais rankings de qualidade de vida. No entanto, por conta dos longos anos de recessão, fatores como desemprego, falta de oportunidades e criminalidade acabaram crescendo no país. A fase agora é de botar a casa em ordem e diminuir ainda mais os índices de criminalidade.

Se você sofreu um crime, perdeu um documento ou está com alguma dúvida, é sempre importante entrar em contato com a polícia. Clique aqui para verificar os endereços de todas as unidades da Garda.

Avatar
Ávany França, Jornalista por profissão, já passou por editorias de moda, gastronomia, história e turismo. Uma vida sem desafios não foi desenhada para essa baiana de Salvador. Amante das viagens, coleciona mais de 80 destinos no passaporte. Quer saber mais? Corre porque até você terminar de ler esse perfil já terei alguma novidade.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar