Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Dublin

Acidente com brasileira alerta sobre cuidados ao pedalar em Dublin

Rubinho Vitti postou em 04 jun 2018

Acidentes com ciclistas têm ocorrido com frequência nas ruas de Dublin. Na sexta-feira, dia 1º de junho, mais um caso deixou a comunidade brasileira chocada e triste.

A brasileira Thames Tavares foi atropelada enquanto pedalava, após sair do trabalho. Ela sofreu inúmeras fraturas nos braços, pernas, pélvis e vértebras e está internada em estado grave.

Amigos iniciaram uma campanha para auxiliar nos custos médicos e na vinda da família do Brasil (mais detalhes abaixo).

Em acidentes como este, na maioria das vezes, o ciclista não tem culpa.

De acordo com a RSA, autoridade de segurança rodoviária da Irlanda, 70% dos casos são de responsabilidade do motorista de veículos motorizados. Em 2017, houve 142 colisões fatais com 157 mortes. Destas, 15 foram ciclistas.

O E-Dublin selecionou 8 formas de se proteger e redobrar os cuidados ao pedalar pela capital Dublin.

1 – Equipe sua bicicleta

Foto: Thorsten Schiller/Dreamstime

Iluminação da bicicleta é item de segurança essencial. Foto: Thorsten Schiller/Dreamstime

Equipar a bicicleta para trafegar é o primeiro item de segurança que deve ser pensado. Na legislação irlandesa, uma bicicleta que se destina a ser utilizada em vias públicas deve ser equipada com buzina, luzes brancas na parte frontal e vermelhas na parte traseira, além de refletores.

Luzes LED que piscam também podem ser instaladas. Um espelho retrovisor é outro item muito útil para evitar acidentes.

2 – Equipe seu corpo

Apesar de não ser exigido pelas leis irlandesas, usar apetrechos no seu próprio corpo é uma forma de evitar acidentes. Sendo assim, capacete e roupas reforçadas especiais para ciclistas podem ser cruciais para sua sobrevivência, caso se envolva em algum acidente.

Em campanha, a RSA pede para que os ciclistas “sejam seguros, sejam vistos!”. Por isso, a jaqueta de reflexo luminoso (a famosa jaquetinha amarela fluorescente) é essencial.

3 – Se beber, não pedale

Foto: Salvador Ceja/Dreamstime

Conduzir uma bike embriagado pode causar acidentes, além de ser contra a lei. Foto: Salvador Ceja/Dreamstime

Ingerir álcool e pedalar pode ser danoso tanto para você quanto para outro ciclista ou pedestre. É uma das regras de bebidas na Irlanda.

Conduzir uma bicicleta sob a influência de qualquer intoxicante é ilegal, e o delito pode levar a receber uma multa e, até, ser preso.

4 – Bicicletas em bom estado

Bicicletas baratinhas são costumeiramente vendidas em lojas de segunda mão ou pela internet, mas é preciso saber se elas têm realmente condições de uso.

A Garda tem autoridade de parar o ciclista e fazer inspeção em sua bicicleta. Caso esteja fora dos padrões, ela pode ser apreendida.

5 – Ultrapassagem perigosa

Muitos acidentes acontecem pela ultrapassagem dos veículos muito perto dos ciclistas. Segundo a lei, um motorista não deve ultrapassar caso isso ponha em perigo qualquer outra pessoa. A multa é de € 80.

Ciclistas precisam ficar atentos, principalmente, em curvas e entroncamentos, e denunciar estes motoristas à Garda.

6 – Pedalar em ciclovias

Foto: Davidschunack/Dreamstime

Pedalar na ciclofaixa é sempre uma boa opção para evitar colisões com outros veículos. Foto: Davidschunack/Dreamstime

Apesar de pequena, Dublin tem uma malha cicloviária gigantesca. Porém, os ciclistas não são obrigados a pedalar nela.

Campanhas de diversas organizações pediram a revogação, e a lei mudou em 2012. No entanto, muitos motoristas não sabem da lei ou ignoram o fato, agindo de forma perigosa perto dos ciclistas, quando estes estão pedalando fora da faixa.

Por isso, se existe a faixa corretamente, o melhor ainda é segui-la.

7 – Sinalização

Sem sinal de luz para virar à esquerda ou à direita, o ciclista deve utilizar os braços para indicar aonde quer ir.

Ele também pode ultrapassar os veículos à esquerda dos carros que estão parados ou seguindo de forma mais lenta.

8 – Me envolvi em um acidente. E agora?

Foto: Katarzyna Bialasiewicz/Dreamstime

Motoristas envolvidos em acidentes são obrigados a ficar no local até a Garda liberar. Foto: Katarzyna Bialasiewicz/Dreamstime

Sempre que um ciclista se envolve em um acidente, é preciso que não se desespere, apesar do susto. O choque pode fazer com que não sinta, ainda, dores ou perceba ossos quebrados. Por isso, é preciso cautela.

O motorista é obrigado, por lei, a parar e permanecer no local até a chegada de ajuda. Além disso, a Garda deverá registrar os envolvidos e, posteriormente, decidir se o motorista do veículo deverá custear gastos médicos e de reparos à bicicleta.

Procure uma testemunha e tente fotografar ou pedir para que alguém fotografe a placa do carro e toda a situação.

Campanha segue para ajuda financeira a Thames

Foto: Reprodução/Facebook

Thames, com a mãe e o marido irlandês: brasileira está internada em estado grave após ser atropelada enquanto pedalava. Foto: Reprodução/Facebook

O auxílio financeiro para Thames é essencial neste momento. Para ajudar, é preciso entrar no site do Go Fund Me e se cadastrar.

É possível doar qualquer valor, e a taxa para o site é opcional. A meta da campanha, agora, é conseguir 10 mil euros.

Ao contrário do que estão divulgando, Thames não precisa de doação de sangue, e o hospital está com o estoque abastecido.

Organizações defendem o uso e respeito às bicicletas e ciclistas

Diversas organizações atuam pelo respeito no trânsito aos ciclistas.

Recentemente, houve um protesto no centro de Dublin contra as mortes de ciclistas na cidade. Segundo o The Journal, o movimento foi realizado pelas instituições Dublin Cycle Campaign and I Bike Dublin, que fazem trabalhos de conscientização e auxiliam a população nos casos de acidentes.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Rubinho Vitti é jornalista de Piracicaba, SP. Vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Transporte

Como pedalar com segurança em Dublin

6 meses atrás, por Caroline Rodrigues
Transporte

Direitos e deveres ao andar de bike em Dublin

6 meses atrás, por Ávany França
Transporte

Já conhece o projeto Cycle to work?

2 anos atrás, por Elizabeth Gonçalves

Posts recentes

Economia

Onde apriveitar o Black Friday na Irlanda

2 dias atrás, por Elizabeth Gonçalves
Alimentação

Dá para evitar o efeito sanfona no intercâmbio?

2 dias atrás, por Colaborador E-Dublin
Cultura

A Irlanda é um destino para gays?

4 dias atrás, por Rubinho Vitti
Destinos de Intercâmbio

Quer estudar de graça na Europa?

1 semana atrás, por Carol Braziel
Como alugar

7 aplicativos essenciais para quem vive em Dublin

1 semana atrás, por Elizabeth Gonçalves
Documentos

PPS: Será que você precisará de um?

2 semanas atrás, por Carol Braziel
Irlanda

Transporte público: diferenças entre Brasil e Irlanda

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
E-Dublin TV

Onde morar em Dublin? (Tipos de Acomodação)

2 semanas atrás, por Tarcisio Junior