Adolescente acusado de matar Thiago Côrtes é detido novamente

Adolescente acusado de matar Thiago Côrtes é detido novamente

Rubinho Vitti

1 mês atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O adolescente de 16 anos acusado de matar o brasileiro Thiago Côrtes em agosto passado foi preso novamente nesta terça-feira, 15 de dezembro. Ele é acusado de ter atropelado o ciclista e fugido do local sem prestar socorro.

O acusado teve prisão preventiva decretada em 7 de novembro e em seu primeiro julgamento a corte negou a fiança. Ele recorreu, mas solto após um pedido de fiança feito com êxito na “High Court” (Tribunal Superior).

Segundo Teresa Dantas, noiva de Thiago, ele foi preso novamente após ter quebrado os “termos de fiança”.

Thiago Côrtes morreu no dia 1 de novembro após ser atropelado enquanto trabalhava como entregador em Dublin. Foto: acervo da família

Segundo o jornal Breaking News, a Garda solicitou com sucesso a revogação da fiança do adolescente na sexta-feira passada, e ele compareceu novamente na Children’s Court (Juizado de Menores). Agora, o adolescente vai aguardar o julgamento sob custódia.

Segundo o jornal, a Garda possui um extenso arquivo com 244 declarações e 149 clipes câmeras de segurança que serão entregues ao “Public Prosecutions” (Ministério Público). Tudo indica que o julgamento deva acontecer em janeiro.

“Eu estou vendo o trabalho por parte da Garda sendo feito, o que me dá certa segurança de que não vai ficar impune”, disse Teresa.

Entenda o caso de Thiago Côrtes

Há dois meses o sonho do brasileiro Thiago Cortês em viver na Irlanda, se casar e ter uma longa vida pela frente foi interrompido, no auge de seus 28 anos. O entregador foi atropelado enquanto trabalhava de bicicleta no subúrbio de Dublin, no dia 31 de agosto.

O motorista que o atropelou e cúmplices que estavam no carro fugiram sem prestar socorro e Thiago morreu no hospital, no dia seguinte.

Teresa contou que o velório e a cremação do corpo de Thiago foram abertos a poucos amigos e familiares, nove dias após o falecimento dele. A despedida teve o espírito leve que ele sempre levou a vida.

“Tivemos uma cerimônia não religiosa, já que ele era ateu. Tocamos as músicas favoritas dele, o hino do Vasco, seu time de coração. A personalidade brincalhona e alegre dele deu o tom da cerimônia.”

A gente contou mais sobre o caso neste artigo.

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar