Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Dicas de Viagem

Amsterdã em dez atrações

Colaborador E-Dublin postou em 16 nov 2014

A capital da Holanda é conhecida por sua cultura tolerante e diversificada. Não é à toa que figura no Top 5 das cidades mais visitadas do continente europeu.  Aqui mostraremos um roteiro com dez das principais atrações pela cidade de Amsterdã dedicado, especialmente, à galera da mochila nas costas.

1. Um giro de bike

As grandes atrações da cidade são, sem dúvida, a atmosfera e as pessoas. Por isso, nada melhor do que entrar no clima e alugar uma bike. Há diversas lojas pela cidade oferecendo esse tipo de serviço  e os preços vão desde 11 euros, por 3h (o tempo mínimo), até 14,75 euros, por um dia inteiro.

2. Passeio pelos canais

IMG_3909-2-660x440

Crédito: Thiago Machado

A cidade é cortada por canais (somados em mais de 100Km de extensão), que formam um complexo de hidrovias que, no século XVII, serviram de atrativo para que comerciantes ali se instalassem. Há diversos tipos de embarcação que oferecem passeios com guias que contam mais sobre a história do lugar. O preço médio é 15 euros e o tempo de duração é de 1h30.

3. Sexmuseum – Museu do Sexo

Qualquer coisa que você possa (ou não) imaginar em relação ao sexo é possível encontrar nesse museu. Seu acervo conta com estátuas, fotos, pinturas, vídeos e informações sobre a história do sexo. O slogan do museu é: “Sexo é a coisa mais natural do mundo”. Não podia ser mais sugestivo, não é mesmo? Abre de 9h30 as 23h30 e a entrada custa 4 euros.

4. Vondelpark

Amsterdam_-_Vondelpark_-_1505

Crédito: Wikimedia

É o maior e mais popular parque da cidade, que fica aberto 24 horas e está sempre cheio de gente. É um parque para ser apreciado com calma, já que faz parte da vida cotidiana dos moradores de Amsterdã. Um passeio inteiramente gratuito e que vale muito a pena.

5. Anne Frank Huis

O museu de Anne Frank situa Amsterdã num capítulo triste da história mundial: o Nazismo. Apesar de possuir uma atmosfera que mexe com as pessoas, vale investir na visita, que custa 9,50 para adultos (não há desconto para estudante).

6. Het Museumplein

A chamada “praça dos museus” situa-se entre os museus Rijksmuseum, Van Goghmuseum e o Stedelijkmuseum, e você provavelmente já a conhece por fotos, pois é nela que fica aquele grande letreiro “I amsterdam”. Há sempre muita gente por lá, além de boas opções de lanchonetes e restaurantes em conta (é possível comer bem sem gastar mais que 10 euros!).

7. Van Goghmuseum

vangogh

Crédito: Van Gogh Museum

O pintor holandês Vincent Van Gogh é famoso por sua influência artística no século XX e você provavelmente conhece alguma obra ou, pelo menos, a história sobre a orelha dele. O fato é que trata-se de um dos museus mais renomados do mundo, com um acervo que mostra as diversas fases da vida do artista. A entrada para adulto custa 15 euros.

8. Rijksmuseum

Após uma longa reforma, o museu que reúne obras de Rembrandt, Vermeer, entre outros, reabriu suas portas em maio de 2013 e vem recebendo ainda mais visitantes do que na época de sua abertura. Sua arquitetura imponente já chama a atenção, mas por dentro ele é ainda mais fantástico. Os preços variam de acordo com a época do ano (veja aqui), mas o valor mínimo é 15 euros para adultos.

9. Albert Cuyp Market

A feira que já existe há mais de 100 anos não aparece na maioria dos roteiros. Porém, você, mochileiro, certamente vai querer conhecê-la. Acontece de segunda a sábado, de 9h as 18h, num famoso quarteirão chamado De Pijp, também conhecido como o “Quarteirão Latino” de Amsterdã. Lá você encontrará de tudo, e o melhor: por preços muito em conta. Destaque especial para comidas (queijos típicos, em especial) e os gifts, que são facilmente encontrados em toda a cidade, mas não tão baratos quanto na feira.

10. Red Light District

O “bairro da luz vermelha”, em tradução livre, é a região que melhor demonstra a cultura liberal da capital holandesa. O distrito é repleto de casas de shows, bordéis, bares e restaurantes. Vale muito dar um giro por lá à noite, que é sempre muito movimentada, para tomar uma cerveja holandesa.

Como Amsterdã é uma cidade pequena e fácil de transitar, é possível cumprir esse roteiro em 7 dias ou, com mais calma, em 10. Esperamos que tenham curtido e até a próxima viagem!

Texto de Matheus Rachid
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Dicas de Viagem

5 cidades francesas que vale a pena conhecer

1 ano atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

Como é a ida pra Dublin?

1 ano atrás, por Tarcisio Junior
Dicas de Viagem

Amsterdã em 10 fotos incríveis

1 ano atrás, por Colaborador E-Dublin
E-Dublin TV

Passeando pela Islândia – All That Jess#70

2 anos atrás, por Tarcisio Junior
Dicas de Viagem

Por que Bruges encanta tanto os brasileiros?

2 anos atrás, por Elizabeth Gonçalves
Meu Intercâmbio

O intercâmbio me transformou em um viajante

2 anos atrás, por Colaborador E-Dublin