Área de atuação e experiência contam muito no exterior

Área de atuação e experiência contam muito no exterior

Tana Storani

3 anos atrás

Foto: Shutterstock

Experiência e área contam muito no mercado exterior. Foto: Shutterstock

As saídas profissionais são fundamentais na hora de decidir qual carreira seguir, pois algumas delas são praticamente impossíveis na Irlanda caso você não disponha de uma certificação irlandesa. Advocacia e contabilidade, por exemplo, são alguns exemplos de carreiras de difícil atuação por aqui caso você tenha sido formado no Brasil.

A experiência no Brasil conta e é super reconhecida se for em multinacional ou em uma área bem específica de TI. Sei de brasileiros que acabaram de chegar na Irlanda e são chamados continuamente para entrevistas devido à experiência no país do qual são provenientes. Portanto, se você tiver a experiência procurada e for bem articulado na entrevista, já terá conquistado o tão desejado emprego na sua área. Funciona dessa forma especialmente em áreas como: análise de negócios, atendimento ao cliente, suporte técnico, marketing e vendas. Atualmente, essas são as mais procuradas na Irlanda.

Geralmente a maioria dos brasileiros acaba não voltando para o Brasil depois que consegue um emprego em multinacional, pois a qualidade de vida aqui é muito boa e as oportunidades de trabalho são grandes. Uma vez que você entra no mercado, a sua carreira só tende a crescer. Áreas como finanças e saúde também estão em demanda.

Os entraves do mercado

É preciso ter uma coisa em mente: todo crescimento se dá por etapas.

Estar na Irlanda com fluência no idioma e ter disponibilidade para trabalhar em período full-time (40h semanais) são só duas delas. A etapa mais desafiadora, na minha opinião, é a entrada no mercado de trabalho, a conquista do primeiro emprego.

Existem muitas empresas aqui na Irlanda que podem ser usadas como porta de entrada ou, o que chamamos em inglês, “Stepping-Stone”. São empresas de call-center que recrutam pessoas mais pela língua falada do que pela experiência. Essas empresas não dispõem de um salário atrativo, mas têm um treinamento muito bom e pesado. Alguns exemplos são Arvato, HP, Lufthansa, Teletech, GamingVc e Concentrix. Depois de seis meses de experiência em alguma dessas empresas você já poderá se sentir preparado para alçar voos mais altos e procurar emprego na sua própria área.

Quem são os brasileiros que conseguem emprego na área?

Muitos dos meus clientes são brasileiros com fluência na língua inglesa que acabaram de pegar o Stamp 4 e que têm anos de experiência como garçom/garçonete, recepcionista, cleaner, etc. Então, como pode observar, esse é um processo natural de todo simples mortal e não europeu até conquistar um lugar no mercado qualificado da Europa. Entretanto, seguir outros passos não é impossível.

Tudo vai depender do quão preparado e esclarecido você está para o mercado em que pretende investir. Saber quais áreas e empresas estão recrutando e buscar qualificação nos setores de maior demanda são passos importantes para quem pretende se firmar profissionalmente nos países estrangeiros. Um website muito bom para procurar empresas situadas na Irlanda é o ida.ie. Nele você pode acessar um overview de todas as empresas que estão planejando vir para a Irlanda, que já fazem parte do mercado e também as que estão ampliando negócios e recrutando no país. Outro site muito recomendado é o do Irish Times, no qual é possível ter acesso a uma lista das Top 1000 – Empresas na Irlanda. Detalhe: você tem acesso ao telefone, website e e-mail de todas as empresas.

Uma dica para quem ainda não possui a fluência, mas que vislumbra um plano de carreira para o futuro, é que são muitos os diplomas ou certificados de um ano que te dão a possibilidade de entender melhor o mercado de trabalho local. Um site legal para ver todos os cursos na Irlanda é o findacourse.ie. Vale ficar de olho e ir se preparando para quando uma oportunidade chegar, e ela chega! Como disse lá em cima: é preciso respeitar as etapas do processo até estar preparado para entrar no mercado qualificado com força total.

Veja também

Como montar um currículo para a Irlanda

Tana Storani
Tana Storani, Atuando há mais de três anos na área de recrutamento e seleção na Irlanda, fala no E-Dublin sobre empregabilidade. Como colunista do "Sua Carreira no Exterior" ela compartilha com vocês alguns dos meandros para tornar a sua chegada ao mercado internacional mais curta e possível.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar