Ator brasileiro integra projeto que revive teatro em Dublin pós-lockdown

Ator brasileiro integra projeto que revive teatro em Dublin pós-lockdown

Rubinho Vitti

3 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O ator brasileiro Rodrigo Ternevoy integra o projeto Reboot Live, que tem como objetivo reavivar o teatro em Dublin em tempos de pandemia do novo coronavírus. Serão 18 peças, que serão apresentadas a partir de 25 de agosto, durante três semanas, no International Bar em Dublin, com plateia reduzida. Ao todo participam 50 artistas.

Entre as apresentações estará Saudade, escrita pelo autor brasileiro André Silveira e interpretada por Ternevoy e pelo ator irlandês Barry John Kinsella. “O legal da nossa peça Saudade é que a mesma será em português, mas traduzida simultaneamente pelo ator irlandês no palco”, explica Ternevoy.

Rodrigo Ternevoy participa de ação na peça Saudade, de André Silveira. Foto: Divulgação

Segundo o ator, a ideia é original na ilha. “A peça será algo novo e que nunca foi feito antes na Irlanda, qualquer pessoa que não fale português poderá assistir à peça e ainda entender absolutamente tudo e o mesmo vale para quem nao falar uma palavra de Inglês. Eu estou muito ansioso e feliz com os ensaios até agora.”

Rodrigo Ternevoy é nome conhecido na Irlanda, participando da novela Fair City, no canal RTÉ, a mais antiga em exibição no país.

Leia também: Brasileiro realiza sonho de estudar teatro musical na Irlanda

Teatro na pandemia?

Programação do evento começa dia 25 de agosto, com 18 apresentações limitadas a dez pessoas. Imagem: Divulgação

O distanciamento social é uma obrigação para o evento acontecer. O tempo máximo de duração de cada peça será de 25 minutos e apenas dois atores contracenando. Apenas dez pessoas poderão compor a plateia, mas todas as peças serão gravadas e disponibilizadas no site online. “Isso facilitará a qualquer pessoa assistir de casa ou até mesmo no Brasil”, explica o ator.

O criador do Reboot Live é Peter Reid. Ele disse que para retornar às perfomances ao vivo não seria necessário um público muito grande.

“Lembrei que não é o tamanho da audiência que é importante. O importante é que há alguém na sala assistindo. A única maneira de retornar a qualquer forma de teatro ao vivo era simplificar o processo: dois atores em um palco em branco podem criar mundos, mesmo que existe apenas uma audiência de dez pessoas. Isso é tudo o que é necessário para criar um teatro ao vivo genuíno.”

Quem quiser participar da plateia deve preencher um formulário disponível no site do evento. Serão três apresentações por noite, sendo um total de 75 minutos. A ordem das apresentações será divulgada por e-mail preenchido no cadastro.

O International Bar possui um espaço com palco para apresentações. Lembrando que os teatros foram liberados para funcionamento na terceira fase de flexibilização do lockdown.

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar