Bate e volta de Dublin para Malahide, de trem

Bate e volta de Dublin para Malahide, de trem

Colaborador E-Dublin

5 meses atrás

Siga o E-Dublin no Instagram

A minha primeira saída dos domínios de Dublin foi até Malahide, uma cidadezinha litorânea que fica ao norte da Capital. Excelente passeio para quem recém chegou e quer conhecer a região sem gastar muito. O lugar foi ideia de uma amiga, que queria conhecer o Malahide Castle. Para chegar até lá fomos de DART: baratinho e de fácil acesso.

Castelo de Malahide ficará pertinho. © Chon Kit Leong | Dreamstime.com

Castelo de Malahide fica pertinho de Dublin. © Chon Kit Leong | Dreamstime

Na época eu ainda não me aventurava pelos ônibus da cidade e a opção do DART pareceu mais fácil. Ainda assim, nos perdemos na estação, pois pegamos o que ia em direção a Howth. Depois de passar frio esperando na estação, pegamos o trem certo. Após uns 20 minutos, estávamos em Malahide.

Para chegar até o castelo é só sair da estação e virar à direita, passar pela ponte e entrar no Malahide Park. O caminho para chegar ao castelo deve levar uns 15 minutos de caminhada. A ida foi mais demorada, pois encarnamos o papel de turistas. Fotografamos praticamente todo o trajeto, com direito a paradinhas para as poses.

Se for no verão, recomendaria até um piquenique: a grama é plana e bate um sol bem gostoso.

Depois de atravessar esta parte do parque e passar ao lado de um campo de futebol gaélico, entramos numa estradinha que segue até o castelo.
O lugar é bem movimentado. É possível ver várias pessoas correndo, passeando com cachorro, crianças brincando. Isso que é inverno.

Interior do Castelo Malahide. © Chon Kit Leong | Dreamstime.com

Interior do Castelo Malahide. © Chon Kit Leong | Dreamstime

O tour no castelo é guiado e as explicações históricas são em inglês, feitas por um sistema de som. Mas há disponível também um caderno em diversas línguas – inclusive português – para o acompanhamento. Como a intenção é aprender inglês, dispensamos a ajuda.

O Malahide Castle é relativamente pequeno. No térreo fica a parte administrativa, lojinha de souvenirs, restaurante e banheiros. A visita pode ser decepcionante para quem espera um castelo digno de filmes e contos de fadas, mas ainda assim válida. É um dos castelos mais antigos da Irlanda. Foi construído em 1185 e até 1975 pertenceu à família Talbot, quando foi vendido para o governo irlandês.

Conta a lenda que existem alguns fantasmas circulando pelo Malahide Castle. Um deles é Puck, o bobo da corte dos Talbot. Ele teria sido assassinado por um dos membros da família após uma história envolvendo amor, poder e traição. Desde sua morte, no Século 16, ele vem assombrando o castelo que costumava animar. Eu não vi nenhum fantasma. Aliás, ainda bem que este fato só fui descobrir depois da visita.

Como já disse, o caminho até lá é lindo. São campos e mais campos perfeitos para a prática de esportes. Quando fui ainda tinha um pouco de gelo na grama, mas em estações mais quentes deve ser melhor para aproveitar toda a infra-estrutura do local.

Arredores do Malahide Castle um convite a um chá da tarde © Chon Kit Leong | Dreamstime.com

Arredores do Malahide Castle são um convite a um chá da tarde. © Chon Kit Leong | Dreamstime

Depois da visita ainda fomos dar uma volta pela cidade. Caminhamos umas duas quadras além da estação do Dart e descemos em direção à marina. A cidade é bem charmosa, bem cara de cidade pequena, onde todos devem se conhecer. Na igreja, a comunidade estava reunida numa espécie de ato de Natal, falando de caridade, da crise e do espírito natalino.

Como escurece cedo nesta época, as fotos desta parte do passeio ficaram bem escuras. Na orla, próximo à marina, existem diversos restaurantes. A vontade era ficar por lá mesmo, jantar e quem sabe até morar. Acabamos voltando pra estação e pegando o trem de volta para Dublin.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Colaborador E-Dublin
Colaborador E-Dublin, Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar