Bizarrices da Irlanda: o casamento de uma irlandesa e um pirata fantasma

Bizarrices da Irlanda: o casamento de uma irlandesa e um pirata fantasma

Rubinho Vitti

5 meses atrás

Siga o E-Dublin no Instagram

Se tem uma coisa impagável em viver na Irlanda é acompanhar o noticiário, principalmente os chamados tabloides, que são recheados de notícias sensacionalistas como a que será narrada a seguir. A irlandesa Amanda Teague ganhou as manchetes depois de se casar com o fantasma de um pirata. A história bizarra aconteceu em 2016 e, desde então, a imprensa acompanha esse inusitado relacionamento.

Casamento aconteceu em 2016 após Amanda conhecer o noivo fantasma por meio de sessões espirituais. Foto: Acervo pessoal

Segundo a história, o fantasma de um pirata haitiano de 300 anos propôs a irlandesa em casamento. Amanda tem 45 anos e mora em Drogheda, no condado de Louth. O casamento ocorreu por meio de um médium. Até então, nada muito distante do universo irlandês, onde acredita-se até na existência de duendes.

Mas a história do casal feliz não durou muito. Recentemente, Amanda apareceu no talk show britânico This Morning para relatar que seu relacionamento com Jack chegou ao fim. A explicação, segundo ela, é que ele se tornou um “vampiro energético”.

Teague explica na entrevista que ela começou a explorar a espiritualidade em 2010, depois que seu filho morreu. Ela tinha esperança de encontrar um “elo com o outro lado”. Cinco anos se passaram antes de Jack aparecer. Ela explica que nunca encontrou Jack fisicamente, mas o conheceu por meio da “energia”.

Teague notou algo errado em seu relacionamento alguns meses depois do casamento.O ápice foi um surto quase fatal que exigiu uma cirurgia de emergência em 2018. Teague acredita que seu ex-marido Jack era a raiz de seus problemas: “Ele era basicamente como um vampiro da energia.”

Segundo Amanda, a separação aconteceu por meio do exorcismo e agora ela está livre do contato com o mundo espiritual. A história se parece com filme de terror e até que soa aceitável no país onde surgiu o Halloween.

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar