Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Dublin

Brasileiros relatam casos de roubos no centro de Dublin

Rubinho Vitti postou em 29 jun 2018

Relatos de roubos e furtos na região central de Dublin é assunto recorrente nas redes sociais e comunidades de brasileiros na Irlanda.

Celulares, carteiras, relógios, óculos de sol e, até, cigarros eletrônicos são alvos comuns em locais muito populares do centro, como o Spire, e ruas como a Henry e O’Connell Street.

Os roubos, quase sempre, ocorrem por ciclistas mal-intencionados, atentos a pedestres desavisados.

Relatos são de ações rápidas e feitas por adolescentes

 Celulares e carteiras são os principais itens roubados ou furtados em Dublin, mas outros objetos como óculos e bicicletas também chamam a atenção dos criminosos. Foto: Antonio Guillem/Dreamstime

Celulares e carteiras são os principais itens roubados ou furtados em Dublin. Foto: Antonio Guillem/Dreamstime

Roubos de aparelhos eletrônicos, principalmente celulares, estão entre os preferidos dos assaltantes, que, segundo relatos, são, na maioria, garotos andando de bicicleta que agem rapidamente. As próprias bikes também são alvos dos assaltantes, que levam pneus, aros, bancos, entre outras peças, com o objetivo de vendê-las.

A estudante brasileira Mariana Miranda estava indo trabalhar em um sábado, por volta do meio-dia, quando foi surpreendida por dois adolescentes, no bairro Phibsborough. “Vi um garoto me olhando e olhando para o meu celular. Segurei forte e, nisso, senti alguém por trás pegando meus óculos. Mas foi tão rápido tudo isso que não consegui pensar”, relatou.

Segundo ela, eles aparentavam ter 14 e 17 anos, estavam de bicicleta e fugiram rapidamente. “Eu gritei muito alto, a rua inteira parou, mas ninguém perguntou se aconteceu algo ou tentou me ajudar. Fiquei bem chocada com isso também”, disse.

Ela relatou o acontecido para a Garda, que entrou em contato e encontrou as filmagens, mas sem conseguir identificar o rosto dos assaltantes. “A Garda me falou que continuaria procurando, mas que era pra eu não esperar ver os óculos de volta.”

Mariana contou que, depois do ocorrido, não se sente mais segura em Dublin. “Pelo menos, não no verão. Sempre andei tranquila, mexendo no celular, mas agora estou olhando para os lados e, até, evitando de usar muito na rua”, disse.

Número de roubos e furtos

Imagens como esta podem ser vistas diariamente pelas ruas de Dublin: criminosos roubam peças de bicicleta para vender. Foto: Aleksandar Varbenov/Dreamstime

Imagens como esta podem ser vistas diariamente pelas ruas de Dublin: criminosos roubam peças de bicicleta para vender. Foto: Aleksandar Varbenov/Dreamstime

O número de crimes como esses aumentou em Dublin, mas não significativamente. De acordo com o Osac (Overseas Security Advisory Council) — conselho de segurança ligado à embaixada dos Estados Unidos —, em 2017, foram 18.272 casos de roubos simples, 3% a mais que em 2016, quando foram registrados 17.740 incidentes.

Já outros tipos de crimes tiveram um aumento maior como assassinatos (5%), venda ou uso de drogas (8%), uso de armas (5%), crimes sexuais (16%), entre outros. Ainda não existem números definitivos sobre o ano de 2018.

Dublin ainda é considerada uma cidade segura!

Apesar dos números da criminalidade, a capital ainda figura entre as cidades mais seguras da Europa. © Gazzag | Dreamstime.com

Apesar dos números da criminalidade, a capital ainda figura entre as cidades mais seguras da Europa. © Gazzag | Dreamstime.com

Apesar dos aumentos nas taxas de criminalidade, Dublin ainda é considerada uma cidade segura. De acordo com o site Safe Around, que mede a segurança das cidades pelo mundo, Dublin consta como risco baixo de insegurança.

“Dublin é uma cidade segura com uma classificação de 72,7%. Está em 41º lugar no ranking de 113 cidades — das mais seguras às mais perigosas”, afirma o site.

Segundo os dados coletados pelo Safe Around, há riscos médios de assaltos e furtos, acidentes em transportes públicos e terrorismo. Outros acontecimentos como desastres naturais, assaltos a mão armada e golpes estão classificados como baixos.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Rubinho Vitti é jornalista de Piracicaba, SP. Vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Posts recentes

Transporte

Carsharing: economize no aluguel de carros

3 horas atrás, por Colaborador E-Dublin
Como alugar

7 aplicativos essenciais para quem vive em Dublin

1 dia atrás, por Elizabeth Gonçalves
Conte Sua Historia

Mochilão pela Nova Zelândia

2 dias atrás, por Colaborador E-Dublin
Dicas de Viagem

Como levar medicação para a Europa?

3 dias atrás, por Elaine Wzorek
E-Dublin TV

Fazer yoga no intercâmbio na Irlanda

4 dias atrás, por Mah Marra
Cultura

7 festivais curiosos e imperdíveis na Irlanda

4 dias atrás, por Rubinho Vitti
Pré-intercâmbio

Vai valer a pena investir em um intercâmbio?

5 dias atrás, por Colaborador E-Dublin
Curiosidades

Superstições irlandesas na Sexta-Feira 13

6 dias atrás, por Tarcisio Junior