Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Mercado

Carreira profissional pós-intercâmbio: o que muda?

Andre Luis Cia postou em 08 jul 2016

Muito se fala dos benefícios do intercâmbio, seja pela experiência de vida ou pelos rumos profissionais. Mas, afinal, o que realmente muda apos uma temporada no exterior? As oportunidades profissionais aumentam?

shutterstock_367065533

Foto: Shutterstock

A paixão por Dublin foi como amor à primeira vista para o administrador Everson Rubira. Gaúcho de Porto Alegre, ele chegou à Ilha Esmeralda em 2008, ao lado da mulher Claudia, com muitos sonhos na bagagem, dentre eles, o de aprender inglês e conhecer outros países. Passados quase sete anos, ele garante que a experiência de vida foi melhor do que o esperado. “Além de aprendermos outro idioma, fizemos muitos novos amigos – irlandeses, brasileiros e de outras nacionalidades”.

Aos 43 anos, ele garante que após a experiência no exterior aprendeu a dar valor às coisas simples da vida, e também a outras profissões que, muitas vezes, ignorava no Brasil.

O processo de readaptação não foi fácil. Um ano após o intercambio e de volta ao Brasil, ambos tiveram que encarar uma nova rotina, que incluía o desemprego, muita reorganização e a busca por novas oportunidades profissionais.

Everson_cLaudia4

Everton e Claudia. Arquivo Pessoal

No total, foram seis meses de muita prospecção. A Claudia foi a primeira a conseguir trabalho, em uma empresa de trading (comercial exportadora).  Por conta do inglês avançado e da experiência conquistada durante o intercâmbio, a ascensão foi inevitável.

Rubira diz que sentiu um pouco mais de dificuldade, porque em sua faixa etária o mercado brasileiro é mais resistente. Diante disso, ele decidiu abrir uma empresa na área de comércio exterior, a qual possui formação acadêmica. “O inglês aprendido na Irlanda me auxiliou muito neste recomeço de vida”. Ele se diz realizado. Feliz, atualmente possui um outro sócio que também faz intercâmbio no exterior. Para completar, recentemente também ganhou um dos seus maiores presentes – se não o maior – de sua vida : o nascimento do filho Arthur.

No caso da turismóloga Caroline Haddad, o gosto por experiências novas surgiu em 2007, quando fez seu primeiro intercâmbio para os EUA, que durou um ano. Lá estudou e trabalhou. Isso despertou nela o desejo de vivenciar outras culturas. No retorno ao Brasil, decidiu pesquisar um novo destino e optou por Dublin. Como já falava bem inglês, conseguiu um emprego de Au Pair em sua primeira semana no país e, logo em seguida, outro trabalho, no jornal Herald. Trabalhava das 7h às 9h da manhã no jornal, e das 10h às 18h como Au Pair. Depois, conseguiu uma vaga numa escolinha infantil, onde dava aula de inglês para as crianças. No total, ficou dois anos na Irlanda, mas decidiu retornar para o Brasil porque sentiu necessidade de trabalhar na sua área de formação, sem contar o fato de ser muito apegada à família, o que também pesou bastante em sua decisão.

Caroline2

Arquivo Pessoal

Hoje, ela se diz plenamente feliz com sua escolha. Trabalha em um banco como coordenadora comercial de toda região sul do país, é responsável pela gestão de três equipes diferentes e atua diretamente na área que sempre gostou: o turismo. “Faço o que amo, comprei minha casa própria, tenho meu carro, estou noiva e muito feliz. O que vivi no exterior conta muito e teve um peso muito significativo no meu currículo”.

Revisado por Tarcísio Junior
Imagem de capa via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Jornalista com pós-graduação em Roteiro para TV e Cinema, é autor do livro Desejo de viver, que conta a história de luta, superação e de amor à vida de Eliete Gandolfi Cia, sua mãe, falecida em2015. Profissional com 18 anos de experiência na área de comunicação, incluindo a idealização, produção e escrita de duas séries de jornalismo internacional: sonho americano e sonho italiano, e atuação em diferentes veículos de mídia do Brasil, como redações de jornais impressos, assessorias de imprensa e TV, dentre outros.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Documentos

Tire suas dúvidas sobre a cidadania italiana

1 semana atrás, por Colaborador E-Dublin
Voluntariado

Voluntariado pelo mundo

2 semanas atrás, por Andre Luis Cia
Trabalho

5 sites para procurar vagas de marketing na Irlanda

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Ensino Superior

Quais são as melhores universidades irlandesas?

4 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves