Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Cultura

Cinco autores irlandeses que você deveria ler

Elizabeth Gonçalves postou em 02 set 2015

Há quem diga que o clima frio e chuvoso da Irlanda é perfeito para a produção literária. Verdade ou não, o fato é que ao longo de séculos o país tem se firmado como terra natal de grandes escritores.

Bram Stoker, Samuel Beckett, George Bernard Shaw, W.B Yeats, C.S Lewis, Seamus Heaney, Jonathan Swift, entre muitos outros, são apenas alguns exemplos de autores irlandeses cujas histórias cruzaram oceanos e se tornaram famosas ao redor do mundo.

Como você já pode imaginar, a lista de escritores irlandeses que merecem ser lidos é bem extensa, mas, para começar, confira cinco dicas imperdíveis de clássicos a contemporâneos:

James Joyce

Reprodução: The Daily Beast

Reprodução: The Daily Beast

Um dos principais ícones da literatura irlandesa, James Joyce, nascido em 1882, foi também um dos autores mais influentes do século 20.

Grande parte de sua obra tem Dublin como principal cenário, cidade onde passou sua infância e adolescência, e cujos personagens e paisagens são frequentes descritos nas páginas de seus livros.

Entre as principais obras do autor está Dublinenses, uma série de contos que retrata de forma realista as miseráveis condições da capital irlandesa na época. Ele é também o autor de Ulisses, considerado um dos textos literários mais complexos de todos os tempos. A história acompanha um dia na vida de Leopold Bloom, no qual tudo acontece. A obra prima deu, inclusive, origem a um importante festival irlandês, o Bloomsday.

Outro excelente exercício mental é ler Finnegans Wake, obra que Joyce levou 16 anos para escrever e para a qual criou uma série de neologismos.

Oscar Wilde

Reprodução: Flickr

Reprodução: Flickr

Poeta, dramaturgo e romancista, Oscar Wilde é outro ícone da literatura irlandesa. Entre suas publicações está O Retrato de Dorian Gray, considerada uma obra-prima por críticos literários.

Outros clássicos escritos por Wilde são os contos O leque de Lady Windermere, Uma mulher sem importância, Um marido ideal e A importância de ser prudente.

Polêmico, Oscar Wilde também era um mestre na hora de criar frases irônicas e sarcásticas. Como já abordamos aqui no E-Dublin, a brilhante carreira do escritor entrou em decadência no fim do século 19, quando foi preso e acusado de cometer atos imorais com diversos rapazes, já que na época a homossexualidade era considerada crime na Irlanda e no Reino Unido.

Roddy Doyle

Reprodução: ABC Net

Reprodução: ABC

Considerado um dos mais populares escritores irlandeses atuais, Roddy Doyle teve alguns de seus livros transportados para as telas do cinema. Esse é o caso de The Commitments, escrito em 1987 e que gira ao redor de uma banda de rock que busca a fama a qualquer preço. O filme homônimo foi dirigido por Alan Parker e conta com a participação do músico irlandês Glen Hansard.

O autor conquistou a fama mundial em 1993 com o livro Paddy Clarke Ha Ha Ha, obra que conta a história de um garoto de 10 anos que vive em Dublin e narra acontecimentos do seu dia a dia. O livro vendeu mais de meio milhão de cópias e chegou a ser traduzido para 19 idiomas.

Marian Keyes

Reprodução: Independent

Reprodução: Independent

Essa escritora irlandesa é bem popular no Brasil, principalmente entre o público feminino, já que suas obras, como: Melancia, Férias!, Sushi, Casório?! e É Agora… Ou Nunca, entre outras, abordam o universo feminino de uma forma leve e bem humorada. Ao mesmo tempo, seus livros têm como temas centrais assuntos delicados, como depressão pós-parto, violência doméstica e luto.

Seus livros já foram traduzidos para mais de trinta idiomas, sempre se destacando nas listas dos mais vendidos. A razão de tanto sucesso está no fato de a escritora criar personagens realistas, com as quais os leitores se identificam imediatamente.

Éilís Ní Dhuibhne

Reprodução: Emerging Writer

Reprodução: Emerging Writer

Escrevendo em inglês e gaélico, pode-se dizer que Éllís Ní Dhuibhne é uma excelente introdução à cultura irlandesa.

Também conhecida como Eilis Almquist e Elizabeth O’Hara, ela é autora de peças de teatro, romances, contos e também de livros infantis. Entre suas obras em inglês, estão os títulos The Bray House, Singles, The Dancers Dancing, entre outras.

E você, tem algum escritor irlandês favorito ou alguma sugestão de leitura interessante? Conta pra gente aqui nos comentários!

Revisado por Tarcisio Junior

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Cultura

O menino que vendia livros

1 mês atrás, por Colaborador E-Dublin
E-Dublin TV

Acredite em mim

7 meses atrás, por Edu Giansante
E-Dublin TV

Aprenda mais rápido com audiobooks

8 meses atrás, por Edu Giansante
E-Dublin TV

Você precisa ler esses livros – Hevialand#9

8 meses atrás, por Tarcisio Junior
Pra Onde Ir

William Yeats e o turismo literário em Sligo

9 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Eventos e Festivais

Bloomsday Festival 2017

11 meses atrás, por Ávany França
Cultura

A literatura do escritor irlandês Oscar Wilde

12 meses atrás, por Thaiz Beltrão
Cultura

Conheça as cinco pontes mais famosas de Dublin

1 ano atrás, por Elizabeth Gonçalves
Irlanda

10 motivos para se apaixonar pela Irlanda

2 anos atrás, por Carol Braziel
Conte Sua Historia

Uma carta para Oscar Wilde

2 anos atrás, por Colaborador E-Dublin

Posts recentes

Cultura

5 locais descolados para se tatuar em Dublin

22 horas atrás, por Thaiz Beltrão