Cobra venenosa desafia lenda de St. Patrick e aparece na Irlanda

Cobra venenosa desafia lenda de St. Patrick e aparece na Irlanda

Rubinho Vitti

1 mês atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Existe uma lenda de que o St. Patrick, padroeiro da Irlanda, expulsou todas as cobras da ilha. Desde então, não se vê mais nenhum rastejante rondando por terras irlandesas e amedrontando seus moradores. Mas uma notícia curiosa mostra que a lenda mais emblemática do país pode ter chegado ao fim.

Uma das cobras mais mortais do mundo foi encontrada na Irlanda, no condado de Offaly. Segundo reportagem da RTÉ, um garoto de nove anos avistou o réptil em seu quintal.

Víbora é uma das mais perigosas do mundo e foi encontrada na Irlanda. Foto: Shahid Shaikh/WikiMedia

Tratava-se de uma Echis (gênero de serpentes venenosas da família dos Viperídeos), também conhecida mundialmente como Saw-scaled viper. Seu habitat natural é na África, Médio Oriente, Paquistão, Índia e Sri Lanka.

A “víbora com escama de serra” (em tradução literal) é uma cobra perigosa e a que mais mata humanos pelo mundo.

A cobra foi resgatada pelo National Reptile Zoo (Zoológico Nacional dos Répteis), em Kilkenny, e poderá ser encaminhada a um centro de pesquisas de antídotos no Reino Unido.

Leia também: Falsa viúva-negra aterroriza Irlanda no verão

St. Patrick teria afogado répteis da Irlanda

Segundo lenda, St. Patrick livrou a Irlanda dos répteis enquanto jejuava em uma colina. Foto: Reprodução

St. Patrick é conhecido no mundo todo, principalmente pela festa do St. Patrick’s Day, celebrada todo dia 17 de março. Na Irlanda, ele é conhecido por ser o missionário cristão que livrou a ilha das cobras durante o século V d.C.

Segundo a lenda, São Patrício fazia jejum no topo de uma montanha quando foi atacado pelos répteis. Ele, então, conduziu os animais ao mar, matando-os afogados.

O canal National Geographic diz que, assim como Nova Zelândia, Islândia, Groenlândia e Antártica, a Irlanda é um país livre de cobras, não havendo nem mesmo registro de fósseis desses répteis.

Mas a resposta científica é de que as cobras não conseguiram chegar à Irlanda, já que a Idade do Gelo manteve a ilha muito fria para répteis até o seu fim, há 10.000 anos, e o oceano, após essa data, pode ter impedido as cobras de colonizar a ilha.

 

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar