Como é dirigir no inverno da Islândia?

Como é dirigir no inverno da Islândia?

Ávany França

2 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Primeiramente, vamos aos fatos… Sim! É super verdade que dirigir na Islândia na temporada de inverno não é para qualquer um. Você precisará de espírito de aventura, uma pitada de coragem e passar muitas horas lendo relatos e assistindo a vídeos no Youtube para, pelo menos, entender os principais desafios que as rodovias islandesas podem reservar para você.

Você realmente precisar alugar um carro na Islândia?

Vamos lá. A Islândia é um destino fascinante, daqueles que fará você se apaixonar à primeira vista. Porém, como todo outro país, também apresenta suas limitações e, no tema transporte público, pode decepcionar. E é aí que entra a opção do aluguel de carro. Levando-se em conta que grande parte das atrações estão na natureza e distante do perímetro urbano, para chegar até elas você terá duas opções: ou embarcar nos tours, ou apostar na flexibilidade de fazer seu próprio roteiro alugando um carro.

Escolha o carro apropriado para a estação

Como este texto fala de desembarcar na Islândia no inverno, então anota aí! Você só tem uma opção: alugar um 4X4. Por quê? Como já citamos, dirigir no inverno islandês não é para os fracos, já que os ventos fortes e as condições climáticas são fatores adicionais e imprevisíveis. Enquanto, no verão, você não terá a preocupação de lidar com as mudanças bruscas, no inverno a coisa é bem diferente. Por isso, há necessidade de um 4X4.

  • Um 4×4 é ideal para explorar a região Norte e Leste, com estradas cobertas de neve
  • Muito mais seguro, dada a instabilidade e as mudanças climáticas
  • Sem restrição às conhecidas F-Roads, regiões montanhosas ou irregulares (rios, por exemplo)

Condições climáticas imprevisíveis

Durante os 10 dias, só nos deparamos com duas estradas fechadas. Se acontecer, não tente ultrapassar. Foto: Ávany França

Na fase de pesquisas, deparamo-nos com feedbacks bem negativos, sobre encarar as rodovias islandesas no inverno, sobretudo para aqueles com pouca ou nenhuma experiência de conduzir na neve, como era o nosso caso. Desanimamos, mas não desistimos.

Embarcamos para a terra do gelo e do fogo conscientes de que não seria uma roadtrip basiquinha e que o nosso senso de responsabilidade, cuidado extra e muita atenção seriam preponderantes para uma jornada segura, e assim foi.

Por que assusta tanto dirigir no inverno islandês? Pois é, o danado no clima. Ou melhor, seu temperamento bipolar. Nossa viagem à Islândia ocorreu de 28 de outubro a 8 de novembro, fizemos a Ring Road, que corta todo o país e, como já esperávamos, a cerca de 200km da capital Reykjavik, sentido norte, já encontramos rodovias cobertas de neve. Em nosso caso, apesar da neve, não enfrentamos nenhum extremo ou mudança brusca de temperatura. Durante todo o roteiro, só encontramos duas rodovias fechadas e passamos por alguns momentos de neblina intensa.

Para evitar qualquer contratempo, decidimos, desde o início, que evitaríamos dirigir à noite. Dessa forma, pegávamos a estrada cedo, ainda com pouca luz solar, e evitávamos passar do por do sol, que, na Islândia, pode variar. No período da nossa viagem, às 17h escurecia rapidamente. Porém, é sabido que, a partir do mês de dezembro e até o final do inverno, em abril, a incidência solar diminui muito mais.

Leia também: Guia prático de como organizar uma roadtrip para a Islândia.

Faça dos apps seus melhores amigos

Estradas cobertas de neve exigem atenção redobrada no inverno da Islândia. Foto: Ávany França

Dirigir na Islândia foi, sem sombra de dúvida, a parte mais incrível da nossa roadtrip. A liberdade que o carro nos permitiu foi realmente muito importante para cumprirmos o roteiro. Gostamos tanto que acabamos esticando o nosso rental por um dia.

Porém, além do suporte da Blue Car Rental e todas as informações que recebemos no office deles, os apps foram imprescindíveis para nos dar segurança durante a nossa viagem. Com o app do Road.ie, consultamos as condições das rodovias, o tipo de gelo que encontraríamos pelo caminho, bem como a possibilidade de uma rodovia fechada por conta do tempo ruim, tudo isso consultado antes de ligar a chave.

Com o check-in em todas as manhãs no SafeTravel.is, garantíamos que, em caso de uma eventualidade, a localização do nosso carro aconteceria rapidamente, uma vez que o check-in funciona como um rastreador.

Outro app que nos acompanhou durante toda a viagem foi o Vedur. Nesse caso, o auxílio era com a previsão do tempo. Com ele, também conseguíamos acompanhar alertas de mau clima em tempo real.

Além dos apps, os números de telefone 112 e 1777 também podem ser consultados, para emergências e para checar a condição das estradas.

Respeitem as regras, as multas na Islândia custam caro

Estradas sem acostamento, tolerância zero para velocidade e multas altas fazem parte das regras de trânsito na Islândia. Foto: Ávany França

Regras existem em todo lugar, e na Islândia não é diferente. Ao encarar o volante no país, levem em consideração:

  • Limite de velocidade oscila entre 30, 50, 70, 80 e 90, e em alguns trechos isso muda em uma distância muito curta. Esteja atento.
  • A penalidade para quem ultrapassar o limite de velocidade vai de 150 a 690 euros.
  • Vai para o Norte? Não se esqueça de pagar a taxa do Vaðlaheiðargöng Tunel. Você tem o espaço de 3 horas para pagar o valor de 1500 ISK; se esquecer, uma multa de mais 2500 ISK será cobrada. Pois é, esquecemos e tivemos que pagar 4000 ISK.
  • Se dirigir alcoolizado, a multa é de 100.000 ISK, além da perda da carteira por 4 meses. A tolerância é ZERO.
  • Dirigir fora da estrada é ilegal na Islândia. Existe grande zelo pela natureza inóspita. Então, respeite.

O que dizem os especialistas?

Se convenceu a dirigir no inverno islandês? Prepare-se para paisagens sensacionais. Foto: Ávany França

Uma coisa é certa! Dirigir na Islândia é uma experiência desafiante, mas também excepcional. É preciso cautela, muita preparação e, acima de tudo, seguir as recomendações de quem conhece as rodovias islandesas como a palma da mão.

Para ajudar na sua próxima roadtrip na Islândia, selecionamos algumas dicas importantes com a turma da Blue Rental Car, considerando o período de novembro a março. E antes que a gente esqueça, para quem for se aventurar pela Islândia neste Inverno 2020, a Blue Car oferece aos leitores do E-Dublin um cupom desconto de 5% + o segundo condutor grátis, para aluguel de carros. Basta informar o Código #E-dublin.

  • Sabe aquela história de cinto de segurança? Nem precisa dizer que aqui também vale, não é?
  • Ligou o carro? Certifique-se de que os faróis estejam acesos todo o tempo. Sem exceções.
  • Você sabe quanto custa uma multa de velocidade na Islândia? Nem queira. SEMPRE respeite o limite de velocidade.
  • Antes de sair do hotel, pare alguns minutos para visitar a road.is. Leve isso a sério. Rodovias na Islândia, e no inverno, fecham devido ao mau tempo.
  • Não faça o turista inconsequente. Nunca, mas nunca mesmo, pare o carro na rodovia para fotografar.
  • Acostamento não existe na Islândia. Fique atento sobre onde você está parando o carro, principalmente em superfície com neve.
  • Para emergências, ligue para 112 ou 1777.
  • Não economize no seguro viagem, uma porta levada por uma rajada de vento pode custar um rim.
Ávany França
Ávany França, Jornalista por profissão, já passou por editorias de moda, gastronomia, história e turismo. Uma vida sem desafios não foi desenhada para essa baiana de Salvador. Amante das viagens, coleciona mais de 80 destinos no passaporte. Quer saber mais? Corre porque até você terminar de ler esse perfil já terei alguma novidade.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar