Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Trabalho na Irlanda

Como é trabalhar de babá na Irlanda?

postou em 03 jan 2019

A gente vive escutando que aqui na Irlanda os subempregos são o que nos resta na condição de estudantes com Stamp 2, mas para quem está do lado de lá, eu digo, ainda no Brasil, às vezes dá aquele nozinho no tico e no teco para entender que raio de trabalhos são esses.

Foi pensando nisso que estamos aqui para contar sobre os empregos de babá na Irlanda.  Quais são, quanto se ganha, se é difícil conseguí-los e onde buscá-los. Para melhor exemplificar, fui buscar depoimentos de quem virou estatística por aqui. O primeiro texto da série está logo aí embaixo!

Oi galera, meu nome é Marina, estou há três anos na Irlanda e nesse período sempre trabalhei com crianças. Fiz de tudo. Fui nanny, childminder, aupair e já fui explorada também. Tá confuso com esse monte de terminologia? Normal. Resumindo tudo significa a mesma coisa: CUIDAR DE CRIANÇA, a diferença é como!

Como é ser aupair na Irlanda

Quanto ganha uma babá na Europa. © Oleg Chernyavsky | Dreamstime.com

Quanto ganha uma babá na Europa? © Oleg Chernyavsky | Dreamstime.com

Fui aupair em três famílias diferentes. Ganha-se uma merreca, mas para quem está nos primeiros meses é uma mão na roda. Antigamente, o valor era pago por semana, coisa de 120 a 150 euros, porém, com tantos abusos e movimentos de apoio à categoria, isso mudou. Hoje em dia, apesar de não estar totalmente regulamentada, uma aupair na Irlanda não pode ganhar menos que o salário mínimo por hora, que hoje é de 9,80 euros.

A parte boa de ser aupair é que você não precisa se incomodar com as compras,  alimentação, com a luz, com a internet. Está tudo lá… Prontinho pra usar. O salário é pouco, mas livre.

A parte ruim é que, como você mora com a família, dar satisfação é algo que não dá para fugir. Mesmo porque você precisa respeitar as regras da família. Ah, também não dá para levar visita, fazer aquelas festinhas brazucas etc. Liberdade é limitada. Tem gente que dá conta, outras não!

Como trabalhar de nanny na Irlanda

Depois de dois anos como aupair, senti falta da minha liberdade e fui ser nanny. A diferença? Tive que alugar um lugar, dividir com cinco brasileiros e me virar indo e vindo para a casa da família onde trabalhava. Ou seja, nanny é uma babá que não mora com a família.

Paga-se mais por nanny. Eu ganhava cerca de 300 euros/semana. Com essa grana conseguia pagar o aluguel, minha alimentação e viajar. Trabalhava cinco dias por semana, das 8h às 17h. Fazia de tudo: cuidava dos pirralhos, fazia o lanche deles e ainda tinha que manter tudo em ordem. O bom era que quando dava 17h eu vazava e não precisava ficar dando satisfação da minha vida. A parte ruim é que, morando com brazuca, o inglês melhorou pouco.

Vida de childminder na Irlanda

Entre um nanny e outro rolava uns bicos, e por três meses cuidei de criança em casa, ou seja, o famoso childmind. Nesse caso a criançada vem até você, fica algumas horas e vai embora. Eu ganhava por hora. Era bom e ruim. A parte boa é que você não precisa fazer lanche, dar banho, nadinha. Só ficar de olho, brincar e esperar os pais virem pegar! Eu cheguei a cuidar de cinco ao mesmo tempo.

Existe exploração. Fique atento!

Gente, nessa vida de intercâmbio a gente encontra de tudo. E eu me deparei com uma família filha da $%$%. Pois é… Eles me contrataram para ser aupair, e até me pagavam bem. Quando cheguei lá, criança que é bom, nada. Nunca ficava com eles e era obrigada a limpar uma mansão por quase cinco horas todos os dias. O salário depois de um mês foi reduzido para quase a metade.

Além de falar inglês zero, pois eles nem davam bola para mim, ainda vivia exausta de tanto trabalho. Só aguentei por dois meses. Se vocês se depararem com gente assim, corram e denunciem. Eles são espertos, contratam aupair para pagar pouco e te exploram como cleaner, pois o que eles querem mesmo é uma faxineira. E isso é mais comum do que se imagina. Aff!

Bom, mas independente do tipo de babá que você se tornará, fique ciente que na Irlanda não há regulamentação para a categoria ainda. As vagas são sempre no boca a boca, e na maioria das vezes sem contrato. A boa notícia é que de uns anos para cá existem muitos grupos de apoio às babás, no geral. Para você que acabou de chegar e pensa em ser babá, vale ter esses links na manga.

O Migrant Rights Centre Ireland, o Au Pair Rights Ireland e o Au Pair World Safety. Estes são apenas alguns dos canais disponíveis para se buscar ajuda.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Uma vida sem desafios não foi desenhada para essa baiana de Salvador. Jornalista por profissão, já passou por editorias de moda, gastronomia, história e turismo. Amante das viagens, coleciona mais de 80 destinos no passaporte. Quer saber mais? Corre porque até você terminar de ler esse perfil já terei alguma novidade.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Carreira Internacional

Trabalhando com enfermagem na Irlanda

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin