Como eu passei de cuidador para enfermeiro na Irlanda

Como eu passei de cuidador para enfermeiro na Irlanda

Colaborador E-Dublin

10 meses atrás

Olá pessoal meu nome é Bruno Canha, vim para a Irlanda como estudante em maio de 2015. Atualmente vivo no país com a minha dupla cidadania que saiu há alguns anos. Hoje quero compartilhar com vocês sobre a área de cuidador/ auxiliar de saúde, e de como foi a minha transição de cuidador para enfermeiro.

Primeiramente acredite, o setor de Healthcare  Assistant é grande na Irlanda e as agências estão brigando por profissionais. E como você já deve ter lido aqui no E-Dublin, com uma certa experiência na área, alguns cursos, mesmo estudantes de línguas, podem conquistar uma vaga como care staff, support worker, ou empregos do gênero. Já para enfermeiros, a coisa muda um pouco, mas hoje vamos focar no Healtcare Assistant, o auxiliar de saúde.

Como entrei no setor de care na Irlanda com o visto de estudante Stamp 2

 Estudantes com stamp 2 também podem trabalhar como auxiliar de enfermagem na Irlanda. © Kolotype | Dreamstime.com

Estudantes com stamp 2 também podem trabalhar como auxiliar de enfermagem na Irlanda. © Kolotype | Dreamstime

Quando eu iniciei, entrei por indicação de uma amiga e fui contratado por uma agência, na época eu era estudante de inglês, e como sabem, só podia trabalhar 20h semanalmente, E assim fui contrato. Antes eu trabalhava informalmente lavando carros em uma empresa que prestava tal serviço.

Fiquei oito meses trabalhando na mesma agência, e desde 2016 migrei para uma empresa do setor público. Aliás é interessante salientar, que diferentemente das agências, as empresas do setor público priorizam irlandeses, europeus ou residentes, e desde que entrei aqui, realmente não soube de nenhuma contratação de estudantes Stamp 2. Mas, o país está repleto de agências e você não terá problema em conseguir trabalhar com a limitação de 20h.

Aliás, voltando a primeira agência que trabalhei, lá havia uma pressão grande para eu consegui outro visto, já que eles tinham muita demanda e queriam que eu trabalhasse mais horas.

O que você precisa para trabalhar como care staff?

No meu caso, não tive que fazer o curso de Healthcare Assistant, por ser enfermeiro e ter conseguido comprovar por meio do meu certificado de graduação. NO entanto, para quem não é da área, ou tenha dificuldade de comprovar experiência no setor, o curso de Healthcare é prioridade e tem duração aproximada de um ano.

O investimento varia de 800 a 1400 euros. Quanto ao nível de inglês, você precisa ter um inglês suficiente, primeiramente para conseguir acompanhar as aulas, assim como posteriormente para conseguir se comunicar com os pacientes.

Como é estudar e trabalhar como care staff?

Atualmente, grande parte das ofertas de trabalho para care staff/auxiliar de saúde são das agências e a rotina de trabalho não é diferente de outros setores. Você informa a sua disponibilidade para a agência que te contratou e eles te escalam para trabalhar dentro da sua realidade.

Esse é o fator chave para quem está no país como estudante e, só pode trabalhar 20h por semana. Sabendo disso, a agência te incluirá na escala e nos horários, respeitando às suas 20h. E isso não é um fator negativo para a sua contratação, já que na Irlanda, é comum os profissionais trabalharem part-time, ou mesmo situações em que a disponibilidade é apenas finais de semana, ou em dias específicos.

Dá para sobreviver na Irlanda como care worker?

A resposta é SIM. Da para sobreviver e muito bem, mesmo com apenas 20h semanais. O valor da hora trabalhada varia de agência para agência. No geral varia entre 12 e 30 euros, claro esses valores estão associados a experiência, turno de trabalho e mesmo as especificidades do trabalho.

Para quem trabalha no final de semana e à noite, por exemplo, os valores são mais altos, já que o pagamento geralmente é double, ou seja dobrado. É claro que são shifts super concorridos, já que em um turno de 12h pode-se fatura até 400 euros. Já pensou?

Sobre o autor:

BrunoCanhaBruno Canha é Enfermeiro pela Faculdade Anhanguera de Campinas, com experiência de mais de 10 anos em atendimento hospitalar e domiciliar, com foco em gestão da assistência de pacientes de alto grau de complexidade.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Veja também

Como montar um currículo para a Irlanda

Colaborador E-Dublin
Colaborador E-Dublin, Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar