Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
English

Como foi nosso intercâmbio em Bundoran, Irlanda?

Publicidade E-Dublin postou em 11 jul 2018

Bundoran fica localizada no condado de Donegal e, apesar de pequena, possui quase todos os recursos de uma cidade grande como Dublin. A diferença é que tudo é pertinho de você e com aquela tranquilidade de uma cidade de interior.

Brasileiros tem descoberto Donegal, no interior da Irlanda, como opção de intercâmbio. © Patrick Mangan | Dreamstime.com

Brasileiros tem descoberto Donegal, no interior da Irlanda, como opção de intercâmbio. © Patrick Mangan | Dreamstime

Vivendo com os 3 mil euros

É  claro que fazer boas escolhas na hora de escolher o destino do seu intercâmbio, não pode se limitar ao país. Escolher a cidade também deve entrar na sua listinha de vantagens e desvantagens. Considerando o elevado custo de vida nas grandes capitais, viver em uma cidade pequena certamente figura entre as vantagens, dentre elas, com o custo de vida mais acessível e também menos concorrência no mercado de trabalho. Afinal, estamos cansados de saber que os 3 mil euros exigidos pela imigração evaporam-se muito antes do que a maioria pensa, principalmente em destinos como a capital irlandesa, Dublin.

Como em qualquer lugar do mundo, viver no interior acaba representando uma economia no bolso. Custo de vida mais baixo e melhor qualidade de vida são os fatores mais relatados por quem fez essa escolha. Em média, os apartamentos com dois quartos custam 100 euros por semana. É isso mesmo que você leu! Parece absurdo no primeiro momento, mas se considerarmos que na capital, a maioria dos intercambistas pagam em média 300 euros para viver com vários outros intercambistas no mesmo apartamento – e, muitas vezes, dividindo o mesmo quarto -, o valor praticado no interior acaba saindo mais cômodo, já que estamos considerando morar com, no máximo, três pessoas.

Em Bundoran, paz, tranquilidade e custo de vida mais baixo durante o intercâmbio. © Anthony Dodd | Dreamstime.com

Em Bundoran, paz, tranquilidade e custo de vida mais baixo durante o intercâmbio. © Anthony Dodd | Dreamstime

Foi exatamente o que fizemos. Alugamos um apartamento de apenas 2 quartos, o qual dividimos com uma amiga que conhecemos aqui, o que foi ótimo, pois além de repartir as despesas, também somos forçados a praticar o inglês em casa, pois ela não é brasileira. Aliás, está aí outra vantagem de morar em uma cidade pequena e sem muitos brasileiros. Por aqui será mais difícil encontrar uma flatmate que fale Português. O resultado disso? Mais uma oportunidade de praticar do inglês no dia a dia.

E se você está se perguntando: É fácil encontrar pessoas para dividir um aparatamento no interior? A resposta é sim! Mas esqueça os métodos tradicionais. Aqui, por exemplo, os landlords não usam o Daft.ie para divulgar seus apartamentos. O mais comum é encontrar anúncios no Facebook e em estabelecimentos locais, como supermercados ou no Post Office (correio). Quem está em busca de compartilhar um espaço normalmente usa esses canais.

No valor do aluguel que citamos acima já incluem as taxas de lixo e de água. Em nosso caso, não temos gastos com gás ou óleo, pois todo o apartamento funciona à base de energia elétrica – e essa, sim, é um pouco salgada, principalmente no inverno, quando precisamos manter os aquecedores ligados.

O que para muita gente é um item de luxo, em nossa opinião é algo essencial para não virar um picolé, além de manter o ambiente agradável. O que tentamos fazer é economizar. Gastamos em média 150 euros por mês. Com os heaters desligados, o valor cai para 60 euros mensais. Então gerenciar o uso dos aquecedores durante o dia é essencial para não pesar na conta.

Paisagens de tirar o fôlego, também faz parte da routina no condado de Donegal. © Nirina Sands | Dreamstime.com

Paisagens de tirar o fôlego, também faz parte da routina no condado de Donegal. © Nirina Sands | Dreamstime

Quanto à Internet, optamos pelo 4g portátil da e-mobile. Pagamos 20 euros por 50 gb mensais, o que para os três é mais que suficiente, além da velocidade excelente. Além disso, temos mais 5gb em nossos celulares pela operadora Vodafone em um plano de 20 euros mensais, porém se você é daqueles fanáticos por fazer downloads e assistir filmes pelo Netflix, o melhor é aderir a uma banda larga fixa.

No quesito supermercados, aqui também não deixa a desejar. Temos duas opções a poucos minutos caminhando: o Lidl e o SuperValu. Se está procurando economia, o Lild é a sempre a melhor opção, mas peca na diversidade de produtos e marcas. Neste caso, o SuperValu é melhor lugar.

Colocando na ponta do lápis, na média gastamos cerca de 50 euros por semana para duas pessoas. E como ninguém virá fazer um intercâmbio para se trancafiar em casa e não sair pra canto nenhum, também gastamos uma média de 100 euros mensais com lazer e alguns imprevistos. A sorte é que, como somos um casal que costuma sair pouco a noite, isso já gera uma economia, pois o custo da cerveja na Irlanda, esse sim, é o mesmo em qualquer lugar!

03

Também conseguimos fazer algumas viagens. Essa aí foi uma daquelas dos sonhos, em Londres. Arquivo pessoal.

Onde economizamos?

Aqui não se gasta muito com transporte. Dá pra se fazer tudo a pé tranquilamente ou de bike. Sem falar que optando pela bicicleta você também já economiza com a academia, que por aqui custa em média 30 euros por mês, com acesso à piscina.

Em resumo, gastamos menos de 800 euros por mês (400 euros cada), para viver com boa qualidade de vida, sem nos privarmos de muita coisa e em um ritmo mais tranquilo, sem a necessidade louca de ter que manter um trabalho a todo o custo para conseguir se manter durante os 8 meses de intercâmbio. Por falar nele, já contamos em outro post que optamos por fazer serviço voluntários para não ter despesas com acomodação e alimentação, o que deu super certo no nosso primeiro ano.

Como economizamos no primeiro ano, conseguimos resolver esse tema da renovação sem problemas. Mas, claro que já estamos pensando na segunda renovação e já começamos a pensar em outras possibilidades. Não podemos negar que o número de oportunidades de trabalho é menor que em uma cidade grande, porém o contraponto está na concorrência, também infinitamente menor, já que na pequena Bundoran não há muitos estrangeiros e estudantes, o que nos deixa com uma grande vantagem.

Além disso, Bundoran é conhecida como um forte ponto turístico entre os próprios irlandeses da República da Irlanda, além de também atrair muitos turistas da Irlanda do Norte. Por isso é recheada de hotéis, restaurantes e pubs, uma ótima chance pra quem busca um trabalho por aqui. Importante citar, também, que o surfe e outras atividades atraem muita gente no verão. Então, a partir de junho, as ofertas de trabalho também costumam aumentar.

Bundoran também é destino dos amantes do surf! © Rihardzz | Dreamstime.com

Bundoran também é destino dos amantes do surf! © Rihardzz | Dreamstime.com

Além das ofertas na cidade, também vale considerar apostar nas cidades vizinhas. Essas informações, por exemplo, fazem parte do auxilio que recebemos da escola Donegal English Language School, quem vem nos ajudando nessa nova fase do intercâmbio. Desde a orientação para elaborar o currículo, técnicas de entrevistas, dicas de vagas, assim como a busca por emprego propriamente dito. Tudo sem custo adicional para os estudantes.

Para quem pensa em uma opção no interior, especialmente em Bundoran, além das classes tradicionais, a escola também oferece opções para quem deseja aprender o inglês e aproveitar a beleza natural da região por meio de muitas aventuras.

Então, respondendo uma das perguntas mais citadas pelos futuros intercambistas, é possível, sim, fazer o seu intercambio gastando apenas os 3 mil euros nos 8 meses. Nossa experiência pessoal mostra que não existe apenas uma forma única de fazer intercâmbio. As possibilidades são inúmeras, e considerar regiões e cidades menos populares pode ser uma delas para ter a sua experiência de uma forma bem mais interessa

Por Danilo Rodrigues & Juliana Molnar

Sobre o Autor


Posts patrocinados exibem informações escritas e fornecidas pelo próprio anunciante/agência. Os editores do E-Dublin não têm relação direta com os anunciantes e não influenciam na mensagem.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Ensino Superior

Como se candidatar a uma universidade em Portugal

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Destaques

Quais são os tipos de Vistos na Irlanda?

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Clima

Prós e contras de se chegar na Irlanda no inverno

2 semanas atrás, por Carol Braziel
Destaques

Como planejar o seu intercâmbio na Irlanda: Preparação

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Documentos

Tire suas dúvidas sobre a cidadania italiana

1 mês atrás, por Colaborador E-Dublin
Publicidade

Intercâmbio na Nova Zelândia vale a pena?

2 meses atrás, por Publicidade E-Dublin
Trabalho

5 sites para procurar vagas de marketing na Irlanda

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Ensino Superior

Quais são as melhores universidades irlandesas?

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Crônicas da Ilha

Dizem que sou louco

2 meses atrás, por Leandro Mota
Pré-intercâmbio

Não deixe o seguro saúde para depois

2 meses atrás, por Deby Pimentel
Quanto custa

Quanto custa manter um carro na Irlanda?

3 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Escolas

8 motivos para fazer o seu intercâmbio em Donegal

3 meses atrás, por Publicidade E-Dublin