Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Essenciais

Como planejar o seu intercâmbio na Irlanda: Agências

Elizabeth Gonçalves postou em 09 mai 2018

Se você já tomou aqueles cuidados básicos que comentamos no primeiro texto da série e também já começou a decidir o destino escolhido para o seu intercâmbio, agora é hora de pensar sobre qual agência contratar. Isso, claro, se você não decidiu fazer tudo por conta própria.

A contratação da agência é um dos passos mais importantes do planejamento, pois o que mais precisamos é segurança e informações de pessoas experientes no assunto. Para evitar meter os pés pelas mãos, lembramos vocês que essa etapa também exige alguns cuidados essenciais.

Não existe agência de intercâmbio perfeita. Foto: Shutterstock

Não existe agência de intercâmbio perfeita. Foto: Shutterstock

Qual agência contratar?

Existe a melhor agência? Existe alguma que não tenha registro de reclamação de estudantes? Existe alguma que faça tudo como manda o figurino?

Todas essas perguntas têm uma única resposta: não. Nada é perfeito nesse mundo e, por melhor que seja o serviço prestado, ninguém poderá garantir que, durante o processo, você não terá nenhuma insatisfação.

Diante disso, a nossa dica é: pesquise o máximo que puder antes de decidir. Tenha em mente que, quanto mais informações sobre o assunto e mais interação com intercambistas que já passaram por essa fase você tiver, melhor!

Dessa forma, você poderá conversar com o agente “de igual para igual” e evitará muitas surpresas que os intercambistas desavisados costumam enfrentar.

No entanto, além das informações obtidas pelo “boca a boca”, das ideias trocadas nos inúmeros grupos de discussões e das notícias sobre agências de intercâmbios, vale ainda dar uma olhada na Brazilian Educational & Language Travel Association (BELTA).

Se você ainda não conhece a BELTA, precisa acessar o site já. Não apenas por ser uma instituição brasileira reconhecida internacionalmente, mas também pelo fato de ela ser responsável por uma das principais feiras anuais de intercâmbio brasileiras: a ExpoBelta.

Você pode se perguntar: então basta entrar no site da BELTA, acessar a lista de agências e escolher uma delas?

Não. Na verdade, ela é apenas mais um instrumento para ajudar na sua escolha, já que, para constar como associada, a agência precisa cumprir certas exigências, como caráter de excelência no fornecimento de seus serviços e atuar dentro dos padrões exigidos pela associação.

Outro cuidado importante que pode evitar muita dor de cabeça é a busca por reclamações sobre a agência que você tem em mente. E é bom lembrar que essa dica vale para qualquer tipo de serviço adquirido em nosso país. Não custa nada e evita prejuízo.

Como foi dito lá em cima, a agência perfeita ainda está para nascer. Então, ter ideia do tipo de serviço que ela tem prestado, assim como as reclamações mais comuns a respeito dela, já ajuda a evitar problemas futuros.

PROCON e Reclame Aqui são buscas que devem ser consideradas, e não apenas para verificar casos envolvendo as agências, mas também para conhecer os principais erros cometidos pelas empresas que trabalham com intercâmbios, como esses problemas foram solucionados, além de tomar conhecimento de divergências comuns durante o período do contrato.

Além desses sites, recomenda-se uma visita ao portal do Ministério do Turismo — Embratur, que sempre traz dados atualizados do setor de turismo dentro e fora do país.

Todos os anos o Brasil envia muitos estudantes ao exterior. Foto: Shutterstock

Todos os anos o Brasil envia muitos estudantes ao exterior. Foto: Shutterstock

Pesquise, compare, especule…

Como o Brasil envia muitos estudantes ao exterior, não é de se admirar que o mercado de agências seja amplo. Por um lado, isso é bom, mas, por outro, pode gerar grande dúvida com relação a qual empresa contratar. Na dúvida sobre qual será a sua escolha, parta para a eliminação.

Se a agência com a qual você simpatizou aparece de forma negativa na voz de estudantes que já contrataram o serviço, evite-a. Onde há fumaça, há fogo.

Preços!

É claro que uma viagem desse porte custa caro, mas devemos sempre lembrar que, em se tratando de educação, vale a pena juntar mais grana em vez de investir em uma agência que traga ofertas irrecusáveis. Afinal, não existem milagres. E tenha certeza: o barato pode sair muito caro.

E fique atento, pois, se a agência não consegue responder às suas perguntas, isso é um péssimo começo. Se o que buscamos é justamente a garantia de tomarmos as decisões mais acertadas, ela deve, por obrigação, deixá-lo o mais seguro possível sobre as suas escolhas.

Compare!

Quem disse que você não pode negociar com várias agências ao mesmo tempo? Escolha duas ou três, exponha suas necessidades, deixe claro que está em contato com outras opções e compare o que as agências têm a oferecer.

Se, no meio do caminho, a agência A ou B apresentar informações desencontradas ou deixá-lo inseguro com relação ao serviço ofertado, elimine-a. Assim, no final ficará aquela que transmitiu segurança e que melhor atendeu suas expectativas.

Vantagens em contratar uma agência

Muito planejamneto para quem decide contratar um intercâmbio por conta própria. Foto: Shutterstock

Muito planejamento para quem decide contratar um intercâmbio por conta própria. Foto: Shutterstock

Como citamos no artigo anterior, contratar uma agência passa uma segurança a mais ao intercambista. Isso ocorre porque, além da experiência dos empregados, as agências podem garantir um maior conforto durante o intercâmbio.

Para onde ligar se o transfer não aparecer no aeroporto na sua chegada? Quem procurar em situações de imprevisto? E se, no meio do caminho, a escola contratada não passar na inspeção do governo?

Todas essas questões podem ser resolvidas de forma simples se você estiver assegurado por uma empresa e por um contrato no qual ela se responsabilize pelos serviços prestados.

É importante pontuar que isso não significa que, ao contratar uma agência, você estará imune a qualquer problema. O essencial é perceber que, assim, evitará maiores dores de cabeça, já que poderá contar com uma empresa para auxiliar durante todo o processo no exterior.

Contratar o intercâmbio por conta própria

Isso é possível e pode ser muito vantajoso, já que sai mais barato — principalmente se você já tiver um nível intermediário de inglês. Assim como as agências, as escolas também querem tê-lo como aluno e são bem pacientes com os futuros estudantes.

Nos sites das instituições, é possível encontrar praticamente todas as informações, como tipos de cursos disponíveis, valores, duração, etc.

Mas será que a escola é realmente tudo isso que o site mostra?

Desde que o governo irlandês anunciou a regulamentação do setor no país, somente poderão emitir visto de estudo e trabalho as escolas que tenham passado pela criteriosa avaliação e que se encontrem na lista oficial do governo.

Portanto, antes de tomar qualquer decisão, confira se a escola pesquisada consta nesta lista, que pode ser consultada aqui.

Ouro fator bem comum na Irlanda são as equipes brasileiras (Brazilian Team) contratadas pelas escolas para melhorar ainda mais o contato com o estudante brasileiro. Ou seja: a negociação poderá ser toda feita em português. Assim, você terá contato com diferentes escolas e poderá decidir qual delas se enquadra melhor nas suas necessidades.

ebook planejamento

Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Cultura

5 mercados de Natal imperdíveis na Irlanda

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin News

Tarifas do transporte em Dublin sofrem reajuste

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Baladas e Pubs

Como é viver na cidade de Galway, na Irlanda?

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
E-Dublin TV

Onde morar em Dublin? (Tipos de Acomodação)

1 mês atrás, por Tarcisio Junior
Destaques

Quais são os tipos de Vistos na Irlanda?

2 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Clima

Prós e contras de se chegar na Irlanda no inverno

2 meses atrás, por Carol Braziel