Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Pré-intercâmbio

Como planejar o seu intercâmbio na Irlanda: O Visto

Elizabeth Gonçalves postou em 04 abr 2018

Depois de toda preparação e expectativa, finalmente chega o dia em que você desembarca em seu destino. E se você achou que os preparativos para a viagem terminariam quando você sai do Brasil, está muito enganado!

Ainda há algumas etapas importantes na chegada à Irlanda antes de você receber o Irish Residence Permit- IRP e o tão sonhado visto de estudante na Irlanda.

Chegando na Irlanda – Imigração no Aeroporto

Imigração na chegada à Irlanda é tranquila. Foto: Shutterstock

Imigração na chegada à Irlanda é tranquila. Foto: Shutterstock

Todo mundo tem um certo medo da imigração. A boa notícia é que esse não é um bicho de 7 cabeças, mas quanto mais preparado você estiver, com todos os documentos que precisa comprovar, mais fácil será sua entrada no país.

Oficialmente, os documentos que você deverá apresentar no aeroporto são:

– Passaporte com validade mínima de seis meses – Lembrando que, de acordo com a nova regra de 2013, os países da Europa que estão no Tratado de Schengen, o que exclui a Irlanda, também exigem a validade mínima de três meses a partir da data de saída do país;

– Carta de confirmação da escola (Letter of Acceptance), comprovando que você pagou tudo certinho para estudar na Irlanda;

Seguro Saúde (Health Insurance);

– Passagem de volta para o Brasil: não é sempre que este documento é solicitado mas, de acordo com as regras, você precisa comprovar que vai voltar depois de 6 meses, mesmo que o visto tenha uma validade maior.

O que a maioria das pessoas faz é alterar posteriormente a data de volta da passagem com a companhia aérea. A maioria sempre acaba voltando, mas muitos intercambistas gostam da experiência e resolvem ficar mais, renovando o visto ou arranjando um trabalho.

Falamos sobre as passagens, compras e trocas neste texto da série Como Planejar o seu Intercâmbio na Irlanda;

– Endereço na Irlanda, caso você vá ficar em residência estudantil, hostel, casa de família agenciada pela escola ou até mesmo uma carta convite do amigo em que você vá ficar hospedado na casa;

– Três mil euros, que podem ser comprovados em dinheiro ou em extrato bancário.

Alguns oficiais são mais tranquilos, e em alguns casos só é preciso mostrar a carta da escola e o passaporte, mas, assim como em toda situação que implica riscos, é melhor prevenir do que remediar.

Lembre-se que na imigração o ideal é ficar calmo, respondendo apenas às perguntas que lhe forem feitas. Se você tem algum conhecido no país e não fala inglês, uma boa dica é pedir uma carta para esta pessoa contendo informações como número para contato, endereço e passaporte. Pode ajudar você a não entrar em desespero.

Reprodução: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Dúvida frequente: Muitas pessoas questionam a possibilidade de ir para a Irlanda sem ter adquirido o curso, já que contatar a escola aqui pode ser mais barato.

Em relação ao preço, é muito relativo. Dependerá mais das promoções lançadas pelas escolas. Alguns estudantes já pagaram 100 euros de diferença no mesmo curso em questão de semanas, mesmo estando na Irlanda.

Sobre vir para cá com o visto de turista, é importante lembrar que caso o seu carimbo no passaporte seja de turista, você não pode solicitar a troca para o visto de estudante posteriormente.

Ou seja, para que isso seja feito será necessário sair do país (mesmo que seja algum outro destino da União Europeia) para voltar e requerer novamente o visto de estudante, com todos os documentos em mãos. Para algumas pessoas isso pode valer a pena, mas tudo precisa ser muito bem planejado. No final das contas, o que parece ser mais barato pode sair bem mais caro e dar muitas dores de cabeça.

Também não é todo mundo que precisa comprovar os três mil euros logo na entrada, mas isso pode acontecer. Portanto, fica o aviso: caso você esteja trazendo seu dinheiro no cartão VTM, traga também o extrato impresso do dia do seu embarque para comprovar o valor.

Na imigração, o oficial vai carimbar seu passaporte com um visto temporário. Lembre-se de checar, pois embora a maioria seja para três meses, há estudantes que recebem um mês ou até uma a duas semanas. Não há regra definida para isso.

Portanto, se esse for o seu caso, tome cuidado para agilizar tudo que precisa o quanto antes para tirar o visto de estudante e resolver toda a parte burocrática da chegada. O melhor a fazer é contatar a escola ou alguém de confiança que possa te mostrar como resolver tudo da forma mais fácil.

Feito isso, você terá a prazerosa sensação de estar em solo verde pela primeira vez! Welcome!

Para ajudar um pouco mais, abaixo segue o passo a passo da parte burocrática.

Comprovação dos 3 mil euros

Estudantes não europeus precisam comprovar 3 mil euros na Irlanda.Foto: Shutterstock

Estudantes não europeus precisam comprovar 3 mil euros na Irlanda.Foto: Shutterstock

Até alguns meses a única maneira de comprovar ter os três mil euros exigidos pela imigração era abrir uma conta bancária em banco irlandês.

Entretanto, esse procedimento tem sido dificultado, já que para abrir a conta as instituições financeiras exigem o número PPS (documento equivalente ao CPF no Brasil), que só pode ser requerido por pessoas que tenham uma proposta de emprego, o que definitivamente não é o caso de estudantes recém-chegados no país.

Visando contornar o problema, desde setembro de 2016 estão em vigor novas medidas criadas pelo governo para que os estudantes comprovem a renda na imigração. São elas:

Extrato bancário em banco irlandês, no caso de estudantes que conseguiram abrir a conta;

Extratos bancários do Brasil, desde que a conta esteja em nome do estudante e que o documento tenha sido tirado em menos de 1 mês e acompanhado do cartão;

Comprovante de que o dinheiro está seguro por uma instituição financeira regulamentada pelo Banco Central da Irlanda, como o Bank Draft, por exemplo;

Extrato do cartão de débito pré-pago;

Portanto, basta verificar qual dessas quatro opções é a mais viável para você antes de requisitar o seu visto na imigração. Outra dica é que a maioria das escolas também oferece explicação sobre tudo o que deve ser feito para tirar o visto de estudante. Vale tirar todas as dúvidas.

Outro fator importante é que, desde a sua chegada no país até a retirada do Irish Residence Permit- IRP,  o ideal é não mexer nos 3 mil euros. Por essa razão, é muito importante que você tenha uma reserva para o primeiro mês, a fim de que você não movimente o montante exigido pela imigração. Esse dinheiro extra é o que garante a sua paz de espírito. Aconselha-se, no mínimo, 300 euros a mais.

Irish Residence Permit- IRP

O Irish Residence Permit- IRP é um certificado de registro da Garda National Immigration Bureau, a imigração da Irlanda. Ele é um pequeno cartão que comprova que você está vivendo legalmente no país. Nele constam informações básicas como nome, nacionalidade, data de nascimento e tipo de visto, além da validade do documento.

Para tirar o IRP é preciso ter tudo organizado: passaporte, comprovante dos 3 mil euros, carta da escola confirmando que você pagou o curso com a carga horária correta e apólice do seguro de saúde em inglês, que precisa ter cobertura mínima de 30 mil euros.

Por isso é que este é um dos últimos documentos a serem tratados. O IRP  custa 300 euros e deve ser pago com cartão de crédito ou débito no momento em que você tira o visto.

Muitas especulações indicam que os valores de comprovação – três mil euros, e do IRP, 300 euros – aumentarão em breve, mas a informação no site da imigração continua a mesma.

Como tirar o IRP?

Antigamente bastava se dirigir ao prédio da imigração para fazer o registro em Dublin. Porém, devido às filas imensas, desde novembro as regras mudaram e o atendimento é realizado apenas com agendamento prévio, realizado online.

De acordo com o INIS, órgão responsável pela emissão dos vistos na capital irlandesa, devido a alta demanda, os agendamentos tem um prazo de espera mínimo de 10 semanas.

Fila para a retirada do visto na imigração de Dublin. Fonte: Irish Times

Fila para a retirada do visto na imigração de Dublin. Fonte: Irish Times

Ao agendar seu atendimento na imigração você receberá um e-mail de confirmação com a lista de documentos necessários para tirar o IRP. Imprima e leve uma cópia desse e-mail com você no dia de tirar o visto e é recomendado chegar com 10 minutos de antecedência.

Ressaltamos aqui que o agendamento é válido somente para quem vai morar em Dublin, no caso de outras cidades do país continua valendo a regra de se dirigir diretamente ao escritório da imigração mais próximo. A lista completa de endereços pode ser consultada aqui.

Quando chegar sua vez de ser atendido, o oficial te fará perguntas básicas sobre o seguro saúde, o tempo que você ficará na Irlanda, entre outras coisas. Você também tirará uma foto e registrará sua digital na imigração. Tudo isso em inglês.

Nesse momento você já paga o cartão e aguarda até que ele seja emitido. Basta esperar mais um pouco até que eles chamem seu nome. Aí você confere se tudo está correto, assina o que tiver que assinar e pronto.

Procurando casa e trabalho

Procurar casa e trabalho em Dublin pode ser bastante cansativo, mas tendo coragem, disciplina e persistência você conseguirá organizar sua nova vida aos pouquinhos.

Para o desafio de encontrar casa, o Daft é uma mãe. O Edu já explicou sobre isso aqui.

Atualmente também rolam ofertas nos grupos do Facebook, além, claro, do bom e velho “boca a boca”, que é sempre eficiente.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Uma das razões de você trazer dinheiro extra é exatamente para poder pagar o depósito da casa (caso ache uma bem rápido), além das primeiras despesas com aluguel e supermercado, já que você não poderá mexer nos três mil euros, como já dissemos.

Na Irlanda, para alugar uma casa sempre é cobrado um depósito (caução), que pode ser do mesmo valor ou mais do que o próprio aluguel. Quando você sair da casa, este valor extra será devolvido a você, a não ser que tenha algum problema no imóvel, como estrutura danificada, por exemplo.

O nosso colaborador Fabiano Araújo contou um pouco da experiência dele com a busca de residência neste post.

Outra dica: para quem chega no final do ano, essa é uma das melhores épocas para encontrar residência, principalmente a partir de novembro. Isso porque muita gente está voltando para o seu país de origem para as férias, então, nem que seja uma acomodação temporária, já pode ajudar muito!

Sobre trabalho: as pessoas sempre comentam que o melhor jeito de conseguir emprego é andar pela cidade distribuindo currículos, mas isso não é uma regra. Também tem gente que consegue o primeiro emprego através dos sites na Internet.

Outra opção é se cadastrar em agências de emprego ou até mesmo utilizar a agência do estado da República da Irlanda, a Foras Áiseanna Saothair (FAS). Confira esse nosso post sobre o que você precisa para encontrar um emprego na Ilha Esmeralda.

Sobre as dificuldades de se conseguir um emprego em Dublin: não é muito diferente da dificuldade que encontramos no Brasil. Tudo vai depender do seu inglês, das suas experiências, da sua persistência e também de um pouquinho de sorte.

O importante é não desistir de procurar. Muitos lugares pedem a apresentação do visto, mas tem ofertas para tudo que é tipo. Dublin é uma cidade não muito grande, mas com número expressivo de restaurantes e bares, para quem quer procurar nesta área.

Para os entendidos e formados em Tecnologia da Informação, a oferta continua sendo muito boa também. Então o jeito é se dedicar e procurar, que uma hora o emprego vem!

Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Meu Intercâmbio

A Irlanda é o destino que você procura?

3 semanas atrás, por Caroline Rodrigues
Essenciais

Quais são os tipos de Vistos na Irlanda?

3 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Meu Intercâmbio

Como se organizar antes do intercâmbio? 

3 semanas atrás, por Caroline Rodrigues
Dicas de Viagem

Planeje sua viagem e evite surpresas

2 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Vistos

Como tirar o Irish Residence Permit (IRP) em Galway?

4 meses atrás, por Alessandra Karla Leite
Trabalho

À procura de emprego na Irlanda?

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Conte Sua Historia

Meu primeiro emprego na vida foi na Irlanda

7 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Cursos de Inglês

Intercâmbio depois dos 50 anos

9 meses atrás, por Deby Pimentel
Vistos

Cuidado com a Deportação

9 meses atrás, por Ávany França
E-Dublin TV

Perguntas feitas na imigração na Irlanda

10 meses atrás, por Edu Giansante