Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Destinos de Intercâmbio

Como planejar o seu intercâmbio na Irlanda: Passagem Aérea

Elizabeth Gonçalves postou em 16 mai 2018

Vamos lá! Você decidiu, já começou o planejamento, já tem o curso, decidiu a escola, optou por um seguro e se vai contratar uma agência de intercâmbios ou fazer tudo por conta própria. Mas… e a passagem?

Já está na hora de pesquisar o melhor valor, data, cia aérea e as diferenças entre a tarifa normal e de estudante!

É por isso que no nosso checklist preparatório de hoje vamos falar justamente delas: as passagens aéreas.

Uma das primeiras coisas que escutamos por aí é sobre a tarifa de estudante. A ideia de usufruir de benefícios especiais é bem motivadora, mas será que vale mesmo a pena? Seria a tarifa de estudante a melhor opção para o período escolhido para a sua viagem?

O que é a tarifa de estudante e qual a economia real?

Diversas companhias oferecem tarifas especiais para pessoas entre 12 e 34 anos que comprovem estar matriculadas por mais de duas semanas em algum curso no exterior – seja em uma faculdade, pós-graduação, especialização, curso de idioma ou mesmo curso de férias. A diferença de valores em comparação à tarifa comum nem sempre é significativa e pode variar muito.

Tarifa de estudante garante desconto na passagem aérea para o exterior. Foto: Shutterstock

Tarifa de estudante garante desconto na passagem aérea para o exterior. Foto: Shutterstock

O grande atrativo, entretanto, é a flexibilidade para alterar datas e o prazo estendido entre os voos de ida e volta.

Quem compra a tarifa comum sabe que não é possível marcar o retorno para dali a um ano, então a solução, muitas vezes, é deixar para trocar o bilhete depois.

Para isso, entretanto, normalmente é preciso pagar uma taxa de aproximadamente 100 dólares ou mais dependendo da companhia aérea. Já a passagem de estudante permite alterar as datas sem que nenhuma quantia extra precise ser paga.

Em alguns casos é preciso ter flexibilidade no período da viagem para conseguir usar esses benefícios, então fica a dica: quando pensar na passagem, lembre-se de deixar uma margem de datas para facilitar a possibilidade de tarifas mais baixas.

Se você já passou dos 35 e pretende comprar passagens com preços mais em conta o melhor é optar por viajar na baixa temporada, quando as ofertas são mais comuns. O intercambista Fabiano Araújo passou por esse processo e conta os meandros para quem não pode mais aproveitar a tarifa estudantil.

Comprar por conta própria ou por agência? Faz diferença?

Muitas companhias aéreas, como é o caso da TAM e da Ibéria, não oferecem passagens de estudante diretamente aos clientes, de modo que só é possível comprá-las por meio de agências de viagem especializadas, como CI, STB e Experimento.

A Air France e KLM, por sua vez, é uma das poucas que oferecem o serviço diretamente ao cliente através do seu call center.

O lado negativo de comprar com agências é que, além da tarifa estudantil nem sempre ser a mais barata, é preciso pagar uma taxa de serviço. Ou seja, no final das contas nem sempre essa será a opção mais em conta.

O melhor é fazer uma cotação não só das tarifas de estudante, mas também das tarifas comuns. Assim você conseguirá saber qual tem realmente o melhor preço.

De todo modo, vale lembrar que para comprar o bilhete de estudante é preciso apresentar a carta de matrícula na escola, que será fornecida pela instituição de ensino em questão.

O que levar em consideração ao escolher a cia aérea?

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Além de escolher o menor valor, vale levar em consideração a qualidade do serviço e a rota de cada empresa. Não há voos diretos entre Brasil e Irlanda e, por isso, cada companhia aérea faz conexão em seu país de origem.

A holandesa KLM, por exemplo, faz conexão em Amsterdã, a British Airways faz uma pausa em Londres. Já a Lufthansa, em Frankfurt e a Air France, em Paris.

Programe-se para embarcar na baixa temporada europeia. Muitas vezes o valor das tarifas sai muito mais baixo do que a tarifa de estudante. Julho é época de férias na Europa, logo, tudo fica relativamente mais caro.

Então, procure chegar mais cedo ou considere embarcar a partir do final de agosto. Se quiser mais detalhes, leia o nosso artigo sobre Qual a melhor época para visitar a Europa?.

Tem milhas acumuladas? Saiba que elas também podem ser úteis. Dependendo da quantia acumulada você pode até mesmo comprar o trecho Brasil – Europa através de milhas e apenas desembolsar a ida até Dublin, o que deixará a passagem muito mais em conta.

Também vale ficar de olho nos sites de comparação de preços. Por ser um mercado bastante competitivo, essas plataformas podem possuir acordos com as companhias aéreas, o que possibilita com que volta e meia você encontre uma super promoção.

Uma forma fácil de acompanhar essas tarifas promocionais é cadastrar o seu e-mail com as datas da sua viagem, assim, a cada mudança na tarifa, para mais ou para menos, o site te avisará!

Qual a melhor companhia aérea?

A gente até poderia dizer aqui que a KLM é incrível por isso, que a British é boa por aquilo, mas, na verdade, a maioria oferece serviços bem parecidos. O que a gente sugere é ficar atento à duração dos voos, ao tempo e quantidade de conexões, verificar o que está incluso na tarifa, se há serviços disponíveis e gratuitos para pessoas com limitação alimentar, a franquia de bagagens etc.

Aliás, na busca por uma tarifa mais baixa você pode até cair na besteira de não prestar atenção a esses detalhes e uma viagem de 14h poderá durar 30h. Já pensou?

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Outro detalhe importante é considerar a quantidade de malas que você poderá levar no voo. Muitas vezes as tarifas promocionais limitam as opções, assim como impõem algumas restrições extras, então, leia e releia as condições da tarifa antes de clicar em pagar.

Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Essenciais

Como planejar o seu intercâmbio na Irlanda: O Visto

5 dias atrás, por Elizabeth Gonçalves
Essenciais

Como planejar o seu intercâmbio na Irlanda: Agências

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Meu Intercâmbio

A Irlanda é o destino que você procura?

2 meses atrás, por Caroline Rodrigues
Meu Intercâmbio

Como se organizar antes do intercâmbio? 

2 meses atrás, por Caroline Rodrigues
E-Dublin

E-Dublin XP II: A Experiência

2 meses atrás, por Deby Pimentel
Publicidade

E-DublinXP II – Conheça nossos expositores: KLM

3 meses atrás, por Publicidade E-Dublin
Serviços

Air France começará a voar para Cork

4 meses atrás, por Tarcisio Junior
E-Dublin TV

Voei de Business Class pra Irlanda

5 meses atrás, por Mah Marra
Dicas de Viagem

Saiba como viajar barato para os Estados Unidos

5 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves