Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Destinos de Intercâmbio

Como planejar o seu intercâmbio na Irlanda: Preparação

Elizabeth Gonçalves postou em 07 mai 2018

Mais um ano se foi, e você ainda em cima do muro quanto a fazer o seu tão sonhado intercâmbio?

Para ajudar você a realizar o seu sonho, preparando-se a fim de evitar surpresas desagradáveis, a série Planejando a sua viagem de intercâmbio chega para tirar todas as suas dúvidas e deixá-lo informado sobre tudo o que envolve um intercâmbio na Irlanda.

Portanto, vamos começar com um checklist do que você precisa para transformar seu plano em realidade?

Providenciar a documentação necessária para sair do país é o primeiro passo da preparação. Foto: Pixabay

Providenciar a documentação necessária para sair do país é o primeiro passo da preparação. Foto: Pixabay

Documentação

1. Passaporte

Sem ele, você não cruza qualquer fronteira. Portanto, antes de mais nada, é preciso providenciar o documento.

Como? É simples! Basta agendar uma data na Polícia Federal, comparecer com todos os documentos exigidos e com o Guia de Recolhimento da União (GRU) pago.

Depois de tudo feito, é só esperar o prazo informado e comparecer no dia marcado para buscar o passaporte.

Para quem já tem o documento, é importante lembrar que é preciso renovar o passaporte 3 meses antes da data de validade dele. Então, se você vem para a Irlanda em janeiro, por exemplo, e o seu passaporte vence em abril, é preciso renová-lo antes de sair do Brasil.

2. Procuração

Embora o passaporte seja o documento mais importante quando falamos em intercâmbio, há um outro passo fundamental no quesito documentação que contribui bastante para que a viagem seja tranquila.

Esse passo consiste em redigir uma procuração, cujo outorgado (pessoa que atuará em seu lugar) seja alguém de confiança. Afinal, ninguém quer sair correndo no meio do intercâmbio para resolver alguma pendência no Brasil, não é mesmo?

3. Tradução e legalização de documentos

Essa não é uma medida obrigatória, mas é de grande valia para quem pretende ingressar em uma universidade ou, mesmo, buscar uma colocação profissional em sua área de formação no mercado irlandês.

Você precisará localizar um tradutor juramentado, se ainda estiver no Brasil, para dar início ao processo ou, então, poderá optar por um profissional na Irlanda.

A partir de agora, o trâmite internacional de documentos está menos burocrático para os brasileiros. Isso acontece porque o país aderiu à Convenção da Apostila, tratado que tem como objetivo simplificar e agilizar a legalização de documentos entre os 109 países signatários, permitindo o reconhecimento mútuo de documentos brasileiros no exterior e de estrangeiros no Brasil.

Resumidamente, com a entrada em vigor da Convenção da Apostila, documentos emitidos por países integrantes não precisam ser legalizados por repartições consulares ou diplomáticas para que tenham validade no Brasil.

4. CNH ou Permissão Internacional para Dirigir

Na Irlanda, é possível dirigir utilizando a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou a Permissão Internacional para Dirigir. Entretanto, essa permissão só vale por apenas 12 meses (período máximo), ainda que a CNH tenha uma validade superior.

Após os 12 meses, o direito à condução apenas será concedido se você passar pelo processo de obtenção da carteira irlandesa.

Agora, se você não dirige e não terá tempo hábil para tirar sua habilitação antes do embarque, não se preocupe. Qualquer pessoa maior de 18 anos, após seis meses de residência na Irlanda, poderá tirar a carteira de motorista local, cuja validade se estende para toda a União Europeia.

5. A hora de pedir demissão

Considerando que muitas pessoas precisam pedir demissão do emprego antes de se aventurarem num intercâmbio, a nossa sugestão é de que você faça um planejamento detalhado.

Lembre-se de que, ao pedir demissão, é preciso cumprir aviso prévio, homologar a rescisão, dar entrada no seguro desemprego e esperar, esperar e esperar!

Portanto, é fundamental colocar todas essas datas na ponta do lápis ou, pelo menos, anotar estimativas para evitar ficar preso no Brasil por conta de alguma pendência burocrática.

Não são poucos os casos de pessoas que pediram demissão e depois tiveram que ficar dois ou três meses esperando para acertar todos os detalhes.

Saúde

Visitar o medico para um check up pode evitar contratempos ligados à saúde. Foto: Shutterstock

Visitar o medico para um check up pode evitar contratempos ligados à saúde. Foto: Shutterstock

Comece o check-up junto à preparação do seu intercâmbio. Ainda mais importante do que ter tudo organizado é estar bem para essa grande aventura. Então, nossa recomendação enquanto veteranos é: check-up completo!

Como comentamos, o serviço “público” de saúde daqui não é exatamente como o do Brasil, e para utilizá-lo é preciso pagar — e não é pouco.

Observação importante:

O visto de estudante, para o qual se aplica a maioria dos intercambistas, não garante acesso a nenhum serviço público e o seguro de saúde também faz parte dos pré-requisitos para o visto. Por essas razões, agende um check-up completo.

1. Dentista

Os serviços dentários na Irlanda costumam ser caros. Os próprios irlandeses, inclusive, embarcam em direção à Irlanda do Norte ou, mesmo, a países do Leste Europeu para fugir dos preços exorbitantes cobrados pelas clínicas dentárias em procedimentos mais trabalhosos.

Sendo assim, também faça um check-up dentário para se certificar de que você não precisará desembolsar uma boa grana por aqui com essa especialidade.

2. Medicamentos

Toma algum medicamento específico? Tem que fazer exames com frequência? Então, venha prevenido. Se for necessário, traga medicamentos para o período total de estadia no país.

Como mencionamos, os serviços públicos são pagos, o que significa que ir ao médico só para solicitar uma prescrição não sai por menos de R$180 (valor convertido).

Estimativa de gastos da primeira etapa

Colocar todos os passos na ponta do lapis, ajudará na realização do intercâmbio. Foto: Shutterstock

Colocar todos os passos na ponta do lapis, ajudará na realização do intercâmbio. Foto: Shutterstock

Passaporte brasileiro: R$ 257,25

Check-up completo: depende da cidade, do plano de saúde, etc.

Tradução juramentada (opcional): R$ 32,77 por lauda para textos comuns (passaportes, certidões de registros civis, cédula de identidade, habilitação profissional e documentos similares) e R$45,91 por lauda para textos especiais (jurídicos, técnicos e científicos, bancários e contábeis, certificados e diplomas escolares).*

Procuração de plenos poderes (opcional): R$ 95,00*

Legalização de documentos (opcional): R$ 35,00 por página

* Valores fornecidos com base na Junta Comercial do Estado de São Paulo.

Recomendamos que essa primeira parte do processo seja iniciada com, pelo menos, seis meses de antecedência em relação à data pretendida para realizar a viagem, pois, em caso de contratempos, você terá tempo suficiente para ajustar tudo o que for necessário.

Os requisitos aqui apresentados não são todos obrigatórios, como informamos. Na verdade, a questão da prevenção com relação a alguns itens da documentação e o cuidado com a saúde são sugeridos por nós para que você tenha mais segurança durante o seu período longe de casa.

Caso você precise de documentos com certa urgência, por exemplo, precisará desembolsar muito mais grana, além de incomodar familiares ou amigos no Brasil.

Já ciente desses primeiros passos, vamos par a 2ª parte do planejamento: O que você pretende fazer na Irlanda e como chegar lá? Fazer tudo de forma autônoma, contratar uma agência ou pedir ajuda ao amigo que já foi intercambista? Seja qual for a sua resposta, você precisará se organizar e definir mais alguns pontos.

Fique ligado para tirar essas dúvidas também!

Aproveite e peça agora um orçamento para nossos parceiros sobre os diversos destinos de interesse.

ebook planejamento

Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Pré-intercâmbio

Vai valer a pena investir em um intercâmbio?

1 dia atrás, por Colaborador E-Dublin
Dublin

Problemas com moradia na Irlanda preocupam setor de TI

6 dias atrás, por Elizabeth Gonçalves
Mercado

E se eu quiser abrir uma empresa na Irlanda?

1 semana atrás, por Colaborador E-Dublin
Essenciais

Quais são os tipos de Vistos na Irlanda?

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Clima

5 caminhadas perfeitas para um dia de verão em Dublin

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Dicas de Viagem

Viajar no verão europeu pode ser uma roubada

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Dublin

5 atividades para curtir em dias de sol em Dublin

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Cultura

5 curiosidades sobre a cultura irlandesa

3 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Agenda Cultural

15 atrações imperdíveis no Dublin Pride Festival

4 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Documentos

Tire suas dúvidas sobre a cidadania portuguesa

4 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Dicas de Viagem

5 destinos perfeitos para gays na Europa

4 semanas atrás, por Rafael Leick
Irlanda

Irlanda aprova legalização do aborto em referendo

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves