Como se preparar para conseguir emprego no meio da crise do COVID-19

Como se preparar para conseguir emprego no meio da crise do COVID-19

Edu Giansante

2 semanas atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

Há muita incerteza no momento, especialmente se você está em busca de emprego.

Seja onde for no mundo, o mercado está bem balançado e muito incerto.

Alguns de vocês começaram recentemente sua busca por um emprego no exterior, outros estão no meio de um processo seletivo que provavelmente foi pausado ou transferido pro remoto, e os que estão empregados agora estão preocupados com risco de perderem o emprego.

Pra isso quero compartilhar algumas dicas e recursos, pois, como já se diz por aí: não existe estabilidade. Precisamos estar em constante aprendizado e atentos a sinais do mercado. Situações como essa são muito maiores do que qualquer coisa que a gente consiga prever, mas o princípio de se preparar é o mesmo.

Como se preparar para o mercado de trabalho durante a crise:

Livro Abrindo Portas por Edu Giansante

Livro Abrindo Portas por Edu Giansante

E pra adiantar, vou responder a algumas perguntas frequentes sobre o mercado de trabalho:

  1. As empresas ainda estão contratando?
    Sim! As empresas ainda estão contratando, mas a dinâmica mudou. Mais vagas remotas e áreas que ganharam demanda por conta da panorâmica de mercado. Acompanhe as páginas de talento / careers das empresas e também o perfil delas no LinkedIn para ver áreas que continuam contratando.
  2. As empresas vão continuar contratando?
    Isso é algo que vai ser difícil saber, pois vai depender da saúde da empresa e recursos que irão precisar aumentar ou economizar.Muitas empresas já estão sentindo efeitos do COVID-19, mas empresas que pensam no longo-prazo entendem que essa fase (por mais que dure meses) é apenas uma fração do tempo de vida de uma empresa, e por isso vão continuar trabalhando, mesmo que remotamente, para entregar os seus produtos e serviços.
  3. Devo mudar minha estratégia?
    Sim. Use e abuse de recursos online. Troque cafés e encontros, eventos, por participação online. Quem me conhece sabe que adoro eventos e defendo muito o encontro presencial para networking (pra isso fazemos alguns eventos durante o ano), mas o momento não é esse, então foco no online!
  4. O que fazer para me destacar em meio a crise do COVID-19?
    Primeiro, monte um plano de ação: Crie objetivos e defina metas para alcançá-los, melhore o seu currículo e o seu LinkedIn para alcançar mais visualizações e ser visto por potenciais contratantes. Agora é a hora de renovar totalmente o seu perfil do LinkedIn e se destacar no mundo digital.
    Use esse tempo para se aprofundar nas pesquisas das empresas e áreas que deseja trabalhar. Leia notícias, vasculhe as redes sociais deles, encontre entrevistas / podcasts com executivos, leia as opiniões dos clientes, fique por dentro do que está acontecendo com cada uma delas.
  5. Como alinhar meus objetivos a demanda do mercado?
    Com os seus objetivos definidos pelos próximos 12 meses pelo menos, descubra como o coronavírus afeta sua área de negócios – acompanhe notícias do setor, especialistas e relatórios que estão sendo publicados focados na sua área de trabalho. Converse com profissionais e entenda as iniciativas que estão tomando e como estão se posicionando. Enquanto estiver pesquisando, pense em possíveis idéias e hipóteses de como você poderia ajudar essa(s) empresa dentro da sua área de expertise.

Auditório vazio no E-DublinXP IV por conta do COVID-19

Triplique a quantidade de contatos online
Comece a criar uma lista de pessoas com as quais você entrará em contato nos próximos dias. Eu recomendo chegar a um mínimo de 50-100 pessoas (10 pessoas por empresa). Procure por eles no LinkedIn e pesquise sobre eles! Coloque-os em uma planilha do Excel / Google sheets junto com o e-mail, cargo e observações de cada um.

Importante: Nesse momento, muitos devem estar com gazilhões de e-mails, reuniões e decisões a serem feitas. Veja se o momento é ideal para um primeiro contato. E o mais importante: Não peça emprego! 

Esse não é nem o momento e nenhum contato quer ser abordado com um pedinte. Entregue valor, compartilhe o que você encontrou nas suas pesquisas (item 5) e inicie uma conversa profissional afim de aumentar sua rede de contatos.

Como encontrar assunto para falar com contatos novos?

Aqui está uma estratégia de 10 minutos de presente para você :

  1. Entre no LinkedIn e comece a rolar pelo seu feed
  2. Procure postagens que tenham a ver com você e / ou que sejam novas (nas últimas 4 horas) e tenham bom engajamento (mais de 20 reações).
  3. Dedique alguns minutos para redigir um comentário (uma opinião, feedback, etc) que agregue valor à postagem e à conversa
  4. Clique em publicar
  5. Faça isso mais uma vez com outras postagens

Entre nas conversas, faça parte delas, engaje com outras pessoas nos comentários. É assim que construímos novas conexões de valor .

Se você quiser mais dicas personalizadas, com uma mentoria de carreira em um grupo pequeno, irei iniciar uma nova turma muito em breve. Preencha os seus dados nessa página para que eu possa entrar em contato com você.

Sei que este é um momento incerto (e assustador), mas também acredito que momentos como esses trazem o melhor das pessoas. Vamos continuar a pensar no coletivo e fazer o melhor que pudermos para sairmos dessa mais fortes do que nunca.

Fiquem com Deus.

Veja também

Como é o Regime Trabalhista na Irlanda?

Edu Giansante
Edu Giansante, Fundador e CEO do E-Dublin, Edu chegou na Irlanda em 2008, no ano pré-crise, pegou a nevasca de 2010 e comeu cérebro de cabra em Marrakesh. O Edu também é baterista da banda Irlandesa Medz.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar