Como tirar carteira de motorista na Irlanda

Como tirar carteira de motorista na Irlanda

Ávany França

3 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Tirar carteira de motorista na Irlanda é um pouco diferente do Brasil. Fonte: Shutterstock

Tirar carteira de motorista na Irlanda é um pouco diferente do Brasil. Fonte: Shutterstock

Há alguns anos, publicamos um texto bem explicativo sobre como tirar uma carteira de motorista na Irlanda, explicando por que possuir uma habilitação irlandesa pode ser uma mão na roda na hora de procurar emprego. Porém, daquela época para cá, as leis irlandesas de trânsito mudaram bastante. Algumas alterações foram pequenas, outras nem tanto. Então, como a gente está aqui para deixar você atualizado, vamos falar do que mudou!

1. Você deve estar se perguntando: se eu posso dirigir com a carteira internacional brasileira, por que tirar uma na Irlanda?

A resposta é simples. Primeiro, porque a carteira internacional de habilitação só é aceita nas ruas irlandesas por um ano, ou seja, se você renovar o visto, já era! Segundo, porque o sistema de seguros aqui é bem diferente do Brasil e, num processo de trabalho, por exemplo, a carteira internacional pode não ser suficiente e interferir nas categorias do seguro!

2. Antes, ao adquirir a carteira provisória irlandesa, conhecida como Learner Permit, você estava liberado para dirigir por aí, com exceção das rodovias (motorways). Pois é, meu povo, isso mudou. Agora, com a provisória (que tem validade de dois anos), você só terá permissão de rodar a chave do carro se tiver algum motorista experiente do seu lado. Se isso é realmente cumprido, só Deus sabe, mas a regra é essa!

Além de não poder dirigir sozinho, sujeito a multas e, até mesmo, à apreensão do veículo, outras exigências são feitas aos portadores da carteira de motorista provisória na Irlanda, são elas:

  • Idade mínima: é preciso ter 17 anos para dirigir um carro na Ilha.
  • Placa “L”: todos os que conseguirem passar no teste teórico e estiverem aptos a dirigir na Irlanda são obrigados a adesivar o carro com a letra L, de Learner. A placa precisa ser vermelha em um fundo branco, perfeitamente visível na parte da frente e de trás do veículo.

Atenção às multas: como já avisamos, quem descumprir essas regrinhas pode arrumar um problemão com o governo irlandês. Quem for pego fora das normas será multado em 80 euros, caso pague em 28 dias, ou 120 euros, caso faça o pagamento dentro do período de 56 dias.

Caso o sujeito seja condenado pelo Tribunal, 4 pontos são retirados da carteira, com chance de o carro ser apreendido e receber mais uma multa de 120 euros. E ainda tem mais: se o carro não pertencer ao motorista, o dono vai ter que encarar uma penalidade de 1000 euros e, com certeza, vai ter o carro apreendido.

Leia também: Como funciona a carteira de motorista provisória na Irlanda

3.  E mesmo depois de passar pelo teste prático, você ainda assim terá algumas limitações, incluindo o uso do N (novice) colado no carro, já que você apesar de ter conquistado a carteira full, continua um condutor inexperiente.

4. O que não mudou, mas é bem diferente do Brasil, é que aqui basta passar no teste teórico para receber a carta de motorista provisória e sair dirigindo por aí! Ah, mas e a prova prática? Você tem dois anos de prazo para fazê-la antes de pegar a definitiva. Dá para praticar horrores! Já já vamos explicar tudo o que você precisa saber caso esteja interessado em tirar sua carteira de motorista na Irlanda.

5. Antes, diferentemente do Brasil, também não era necessário ter aulas obrigatórias antes do teste prático. Já deu para perceber que mudou, não é? Pois bem, já faz um tempão que elas são OBRIGATÓRIAS: 12 horas com instrutores regulamentados para carros e 16 horas para motos!

Porém, para aqueles que já têm uma carta de motorista no Brasil, essas horas são cortadas pela metade. Em 21 de janeiro de 2019, a RSA (Road Safety Authority) anunciou um programa mais curto para quem já estava licenciado no seu país de origem fora da União Europeia.

Desde então, quem já tem carteira de motorista estrangeira e estiver dentro das regras e exigências do Essential Driver Training, o curso de “aulas práticas” aqui na Irlanda, pode cortar 6 das 12 aulas obrigatórias. Isso só vale para a categoria B, ou seja, para os requerentes da habilitação para carros.

As aulas do EDT seguem um logbook, onde as etapas 2,3,4,8,11 e 12 foram cortadas depois das novas mudanças. Além do tempo poupado, estima-se que cerca de 200 euros serão economizados com o processo simplificado para estrangeiros. Dessa forma, o programa passa a ensinar somente o básico das habilidades de condução vitais, focando principalmente nas normas de segurança e nas leis irlandesas.

Outro atalho que o motorista estrangeiro ganhou com a novidade do EDT é que não é mais preciso esperar 6 meses entre o teste teórico e o teste prático. O valor das aulas práticas não são tabelados e vão variar conforme a escola e o instrutor. A média é de 35 a 40 euros por hora.

Porém, infelizmente, nem tudo são flores. Não são todos os imigrantes que podem se inscrever no sistema do ETD simplificado. Intercambistas ou portadores novatos da CNH, por exemplo, não estão aptos ao processo. Saiba o que é preciso para aplicar:

  • Ter uma carteira de motorista estrangeira completa.
  • Ter uma licença por, pelo menos, dois anos.
  • Sua licença não pode ter expirado por mais de seis meses na data de recebimento do formulário de candidatura.
  • É preciso residir na Irlanda
  • É preciso ter uma Irish Learner Permit, ou seja, ter passado no teste teórico que citamos lá em cima.

Para aplicar para o EDT simplificado, basta anexar os documentos exigidos ao formulário Foreign Licence Holders Application for Reduced Essential Driver Training (EDT) and/or Exemption from Six Months Wait, são eles:

  • Carteira de motorista original.
  • Letter of Entitlement certidão da CNH.
  • Enviar o formulário e os anexos para: Reduced EDT, National Driver Licence Service, PO Box 858, Southside Delivery Office, Cork.

A Letter of Entitlement é a carta de titularidade, conhecida como a certidão de CNH no Brasil. Você consegue pedir a sua pelo site do Detran, dependendo do estado onde foi emitida. Em São Paulo, por exemplo, você pode fazer a emissão online. Porém, como o documento estará declarado em português, é preciso que seja enviada uma tradução certificada por um membro profissional da Irish Translators Association.

6. Se dirigir, não beba! O limite máximo de volume alcoólico no sangue também reduziu para 20 mg/100 ml. Ou seja, não beba, não beba e não beba antes de dirigir! E no caso dos aprendizes, que estão com a carteira provisória (aqui chamados de Learners), as punições são muito mais severas. Se você infringir uma das regras durante esse período, pode perder a carteira!

Apesar de a carteira provisória ter validade de dois anos, após seis meses você já pode aplicar para o teste de direção e, consequentemente, solicitar a licença definitiva!

Para se manter atualizado sobre as mudanças nas leis de trânsito na Irlanda, não deixe de visitar o site da RSA.

Pensando em tirar a carta irlandesa?

O adesivo com o L é obrigatório para quem possui a carteira de motorista provisória na Irlanda. Fonte: Shutterstock

O adesivo com o L é obrigatório para quem tem a carteira de motorista provisória na Irlanda. Fonte: Shutterstock

Primeiro, você precisa aprender, decorar, desenhar… ou seja, usar o método que achar melhor e que faça aprender como se comportar no volante! São mais de 600 questões sobre situações no trânsito, placas e regulamentação. Dessas, 40 cairão no teste teórico, e você só pode errar 5 delas! O tempo disponibilizado para a realização do teste é de 45 minutos, e o material de estudo (Livro + DVD) pode ser adquirido no site da DTT.

• Vale lembrar que se você quer adquirir a carteira de motorista para carro (B) e moto (A), terá que aplicar para cada uma, em separado.

• Está familiarizado com as questões e pronto para o teste? Entre no site da DTT e agende a sua prova. O valor é de 45 euros e existem várias datas disponíveis!

• A prova é exatamente igual aos simulados. Em um computador, é só responder as 40 questões de múltipla escolha. Passou? Siga para o próximo passo. Não passou? É só remarcar a prova e pagar novamente os 45 euros.

• Para quem passou para a próxima etapa, basta ir até uma ótica/oftalmologista e solicitar o exame de vista para carteira de motorista! Paga-se entre 20 e 35 euros, dependendo do local. O exame de vista é como qualquer outro no Brasil, a diferença é o formulário preenchido e assinado pelo oftalmologista, que determinará se você precisará usar óculos ao dirigir ou não!

• Psicotécnico? Exame de força? Esqueça… Aqui só precisa mesmo do exame de vista!

• Bom, agora que você tem o certificado de aprovação no teste teórico e o formulário do oftalmologista, é só juntar os dois, mais duas fotos (tamanho passaporte) e levar tudo até o National Driver License Service, onde a carteira será produzida.

learner_permit_image_front_fonte-rsa

• Uma vez entregues os documentos, a carteira chegará linda e esverdeada no seu endereço pelo correio, no prazo de uma semana. Aí é começar a próxima parte do desafio… dirigir na mão inglesa!

Qual o investimento para se adquirir a primeira habilitação irlandesa (provisória)?

• Material preparatório Livro (17,99) ou DVD (22,16)
• Teste teórico – 45 euros
• Exame de vista – 35 euros
• Motor Taxi Office fee – 15 euros

A carteira de motorista irlandesa está mais fácil para estrangeiros

Carta de motorista está mais fácil para estrangeiro na Irlanda. Foto: Pxhere

Carta de motorista está mais fácil para estrangeiro na Irlanda. Foto: Pxhere

O chamado treinamento essencial do motorista são as nossas “aulas práticas” feitas no Brasil. Elas acontecem após a realização do teste teórico. Nós explicamos o passo a passo aqui no E-Dublin.

Assim como no nosso país, na Irlanda, as aulas práticas podem ser feitas com uma autoescola ou um instrutor credenciado. Os valores não são fechados. Por isso, podem ser diferentes dependendo da escola ou do instrutor, mas a média é de 35 a 40 euros por hora/aula.

O EDT completo dura 12 etapas, seguindo o EDT LogBook, referência para fazer as aulas práticas. Ou seja, a cada etapa, há uma aula diferente. Não é preciso fazer uma aula por dia. Assim como no Brasil, você consegue agendar com a autoescola ou instrutor a quantidade de horas que você quer fazer por dia.

Quais foram as mudanças no EDT para estrangeiros habilitados?

Carta de habilitação irlandesa (Driving License) tem forma de cartão. Foto: Divulgação

Carta de habilitação irlandesa (Driving License) tem forma de cartão. Foto: Divulgação

Países da União Europeia têm um contrato de troca de licenças. Ou seja, um italiano com carteira de motorista da Itália consegue trocar sua carta por uma irlandesa. Simples assim. Porém, no caso de um motorista estrangeiro de um país de fora da União Europeia (ou seja, situação na qual o Brasil se encaixa), a carteira de motorista não está apta a ser apenas trocada. É preciso passar por todo o processo como se fosse a primeira vez.

Porém, desde janeiro, esses estrangeiros ganharam facilidades. Das 12 etapas do EDT, eles só precisam fazer seis. Ficam de fora as etapas: 2, 3, 4, 8, 11 e 12. Ou seja, além de tempo, o requerente da carta de motorista irlandesa economizará cerca de 200 euros em aulas, que ele pode fazer em um intensivo de apenas um dia.

O EDT reduzido vai ensinar basicamente as habilidades de condução mais vitais para a direção segura, focando na compreensão da segurança rodoviária da Irlanda em si. O processo simplificado só vale para a categoria B (carro).

Da mesma forma que o motorista habilitado com carta de motorista estrangeira não precisa fazer seis das 12 aulas do EDT, ele não precisa permanecer seis meses com a Irish Learner Permit para, então, aplicar ao teste prático. Basta provar que já tem carta de motorista no Brasil e ser habilitado para o programa, conforme explicaremos a seguir.

Quem pode se inscrever no EDT simplificado?

Teste de habilitação para brasileiros habilitadoss pode ser facilitado na Irlanda. Foto: Pxhere

Teste de habilitação para brasileiros habilitados pode ser facilitado na Irlanda. Foto: Pxhere

Os titulares de uma carta de condução estrangeira completa de outro país podem se inscrever. Porém, é necessário seguir algumas regras. Intercambistas, por exemplo, não entram na lista de possíveis candidatos. Nem mesmo de portadores novatos da CNH.

Condições para aplicar:

  • Você deve ter uma carteira de motorista estrangeira completa.
  • Você deve ter uma licença por, pelo menos, dois anos.
  • Sua licença não deve ter expirado por mais de seis meses na data de recebimento do formulário de candidatura.
  • Você deve residir na Irlanda.
  • Você deve possuir uma Irish Learner Permit

Lembrando que a Irish Learner Permit é a carta de habilitação de aprendiz, que o candidato consegue após estudar as regras de trânsito e passar no teste teórico, etapa que antecede as aulas práticas obrigatórias do EDT. Com a Irish Learner Permit, você só pode dirigir acompanhado de um motorista experiente ao lado. Do contrário, pode levar multa.

Como aplicar?

Não é difícil aplicar para a redução de aulas do EDT. Basta preencher um formulário, anexando os documentos necessários.

O que é Letter of Entitlement (certidão da CNH)?

A Letter of Entitlement (carta de titularidade) é conhecida como certidão da CNH no Brasil. Nela, é preciso constar nome, endereço, data de nascimento, número da CNH, data em que a CNH foi emitida e a data em que expira e categoria do veículo autorizado para dirigir.

É possível requerer a certidão pelo site do Detran, dependendo do estado. Em São Paulo, ele é facilmente encontrado para emissão online. Como a certidão não estará em inglês, é preciso que seja enviada uma tradução certificada por um membro profissional da Irish Translators Association.

Links úteis

Drive Theory Test – Onde fazer a prova?
Road Safety Authority
Motor Tax Offices
NDLS

Obs: Os valores citados nessa matéria podem sofrer mudanças e são informados apenas como referência.

Ávany França
Ávany França, Jornalista por profissão, já passou por editorias de moda, gastronomia, história e turismo. Uma vida sem desafios não foi desenhada para essa baiana de Salvador. Amante das viagens, coleciona mais de 80 destinos no passaporte. Quer saber mais? Corre porque até você terminar de ler esse perfil já terei alguma novidade.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar