Como tirar a certidão negativa dos 10 cartórios?

Como tirar a certidão negativa dos 10 cartórios?

Edu Giansante

3 anos atrás

Siga o E-Dublin no Instagram

shutterstock_83971027

Crédito: Shutterstock

Desta vez a dica está relacionada à regularização no nosso país. Antes de viajar, o Edu precisou tirar a certidão negativa dos 10 cartórios. Confira como foi o processo:

“Me fiz essa pergunta quando estava regularizando tudo aqui no Brasil, antes de partir.

Acontece que, por infelicidade, eu havia passado um cheque uns 4 meses antes da viagem e nem me lembrava, até que cancelei a conta do banco e o sujeito depositou o cheque. Ai, claro, voltou. Porém, naquela situação eu paguei para a pessoa em dinheiro, peguei o cheque e joguei fora… nem sabia que precisava apresentar ao banco. Dito e feito: “seu CPF encontra-se irregular senhor” – disse o gerente do banco.

Após pedir microfilmagem, fazer a carta (reconhecida firma) comprovando que paguei o sujeito, foi necessário apresentar essa tal “certidão negativa dos 10 cartórios”. O problema é que eu não sabia o que era essa certidão.

Bom, essas 10 certidões basicamente provam que você não tem culpa no cartório. Mas como tirá-las?

Solicitação pode ser feita online.

Fui no cartório próximo de casa, e descobri que só podia ser feito na rua XV de novembro, no centro de São Paulo. Fiquei triste, claro. Liguei para alguns despachantes, que cobravam caro para efetuar o processo que leva, em média, cinco dias úteis.

Resolvi fazer uma pesquisa e acabei descobrindo que o processo pode ser feito pela Internet. Viva a tecnologia!

E é bem simples. Basta acessar o site do Serviço Central de Protesto de Títulos e fazer a solicitação, clicando em “Pedido de Certidão”. Cada emissão dessa certidão tem um valor individual. O total dos Dez Tabelionatos fica por volta de R$ 145 (valor dos cartório em SP). Além do valor, é adicionada uma taxa de entrega via Sedex e em aproximadamente dois dias você tem as certidões em casa”.

CONSULTA

Em busca de orçamentos para o seu intercâmbio? Comece por aqui!

Edu Giansante
Edu Giansante, Fundador e CEO do E-Dublin, Edu chegou na Irlanda em 2008, no ano pré-crise, pegou a nevasca de 2010 e comeu cérebro de cabra em Marrakesh. O Edu também é baterista da banda Irlandesa Medz.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar