Dublin, Irlanda: saiba tudo sobre a capital da Ilha Esmeralda

Dublin, Irlanda: saiba tudo sobre a capital da Ilha Esmeralda

Ana Carolina Brunelli

3 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Dublin é uma das cidades mais amigáveis do mundo. Colorida, animada e parte importante na história da Europa, a capital da Irlanda é também reduto para multinacionais e recheada de atrações turísticas e artísticas.

Não é à toa que Dublin se tornou destino para muitos intercambistas vindos do Brasil. Em comparação aos níveis de violência de grandes centros urbanos, Dublin é considerada bem pacífica e oferece diversas atividades de cultura e lazer ao ar livre, sem contar os inúmeros pubs, tão famosos na cidade.

Com vários pontos positivos a seu favor, a capital da Irlanda conta hoje com mais de 1 milhão de habitantes, entre eles os “dubliners”, como são chamados os moradores da cidade, e, claro, vários estrangeiros que escolhem a cidade para morar e aperfeiçoar a língua inglesa.

Leia também: Intercâmbio na Irlanda: o guia definitivo (2020)

A história de Dublin, Irlanda

Dublin, Irlanda: palco para a revolução pela independência do país. Foto: Ireland.ie

Mais do que saber que Dublin é a capital da Irlanda, é importante entender o contexto em que a cidade foi fundada. A origem de Dublin está totalmente ligada aos Vikings que vieram da Escandinávia e se tornaram os responsáveis por sua fundação, no século 8.

No início, os Vikings eram invasores que chegaram à capital irlandesa com objetivo de roubar as riquezas e capturar prisioneiros para vender como escravos na Escandinávia.

Leia também: 9 curiosidades interessantes sobre Dublin, de 140 d.C. a 2020

Porém, com o passar do tempo, eles se identificaram com o lugar e perceberam uma grande oportunidade de começar a comercializar diversos artefatos. Com os negócios a todo vapor, estruturaram a cidade, que se tornou um verdadeiro centro urbano.

Dublin passou por muitos períodos políticos e históricos, desde a derrubada dos Vikings, as guerras contra a Inglaterra, como o Easter Rising, em 1916, até a independência.

Por que a capital da Irlanda se chama Dublin?

Muitos estudantes costumam questionar o significado do nome, que tem origem gaélica e é conhecida no idioma nativo como Dubh Linn, que quer dizer “lago negro”.

Lembram que a capital da República da Irlanda foi construída ao longo do Rio Liffey? Então, o encontro entre o Liffey e o rio Poddle formava um poço profundo e escuro, que deu nome à cidade, e que se localizava bem atrás do Dublin Castle, famoso castelo e parada obrigatória para quem está na cidade.

Esta publicação é um oferecimento da World Study

Inaugurada em 1998, a World Study já enviou mais de 100 mil alunos para o exterior em 300 destinos espalhados pelo mundo. Seja qual for a experiência internacional que você queira viver, a World Study vai ouvi-lo para oferecer o intercâmbio mais adequado ao seu perfil.

Solicite um orçamento exclusivo com a World Study e obtenha mais informações!

Dublin Castle: símbolo político da Irlanda

Dublin Castle é um dos principais cartões postais de Dublin (Irlanda). Foto: Wikipedia

Localizado na Dame Street, em D2, o Dublin Castle é, sem dúvida, um dos principais cartões postais da cidade e definitivamente precisa entrar para sua lista de lugares a serem visitados na capital irlandesa. Conhecer a importância e a história de suas atrações faz com que você descubra coisas surpreendentes sobre o lugar onde vai estudar e morar.

Antigamente, o poder do Reino Unido sobre a Irlanda dominava o local onde hoje está situado o Dublin Castle, sendo, até 1922, a sede administrativa do Reino Unido na Irlanda.

Leia também: 13 pubs que você precisa visitar em Dublin | 2020

Contudo, na época, a construção foi um “forte” e era utilizada para vigiar e guardar o território e as riquezas da cidade. E, ao longo da história, chegou a ser residência do vice-rei da Irlanda, escritórios, tribunais e o próprio Parlamento chegou a funcionar por lá. Ou seja, tudo isso apenas reforça o valor dessa linda e antiga construção da capital.

Dublin, cidade mais cosmopolita da Irlanda

Com milhares de estrangeiros vivendo em terras irlandesas, Dublin se tornou uma cidade bem cosmopolita. Foto: Diogo Palhais/Unsplash

De fato, a Ilha Esmeralda se tornou a queridinha dos estrangeiros que desejam conciliar estudo, cultura e diversão em um único lugar.

Hoje, a Irlanda tem mais de 535,4 mil estrangeiros vivendo no país, sendo que a maioria escolhe a cidade de Dublin para residir e estudar. Não é para menos! A capital cosmopolita conquista a todos com o seu charme e com seu clima de cidadezinha do interior.

Sem contar as inúmeras opções culturais, musicais, esportivas e de lazer que, com certeza, não vão decepcionar. Na verdade, a cidade oferece tantas atividades, que o difícil mesmo é escolher por onde começar a explorar.

Cultura na Irlanda: Dublin é capital das atrações turísticas

Kilmainham Gaol foi a prisão mais importante da Irlanda e teve um grande papel na história de Dublin. Foto: Pixabay

A incrível capital irlandesa é repleta de museus, teatros, música e literatura por literalmente todos os cantos. Então, se fazer um intercâmbio em um lugar que exala cultura é o mais importante para você, Dublin é, sem dúvida, o destino certo.

E existem passeios culturais imperdíveis que não podem ficar de fora do seu roteiro pela cidade!

Confira 4 deles:

  • The National Museum of Ireland: dentro do National Museum Of Ireland existe um museu incrível de arqueologia, que mostra curiosidades da Irlanda desde a pré-história. Além disso, o espaço conta com antiguidades de ouro, restos mortais de combatentes celtas e é simplesmente lindo em todos os detalhes. E a entrada é gratuita.
  • Kilmainham Gaol: o atual museu Kilmainham Gaol antigamente foi a prisão mais importante da Irlanda e teve um grande papel na história do país. O local é realmente muito especial para os irlandeses, pois foi onde muitas pessoas que lutaram pela independência da Ilha foram encarceradas. E foi graças a elas que a Irlanda conquistou sua independência.
  • The National Museum Of Ireland: o museu de história natural, também conhecido como o “zoológico morto”. Lá é possível ver uma variedade de animais empalhados, esqueletos e representações; dá para realmente conferir de perto a fauna irlandesa e é uma forma diferente de conhecer mais sobre o país.
  • Casino Marino: não tem nada a ver com jogos, viu? Ao contrário do que o nome sugere, o Casino Marino é um edifício projetado por Sir William Chamber, com uma arquitetura neoclássica e considerado o mais importante da Irlanda, com mais de três andares e 16 ambientes e oferece aos visitantes diferentes ilusões de ótica. Sua arquitetura é surpreendente.

Temple Bar: o bairro mais popular de Dublin, Irlanda

Dublin tem quase 800 bares, o mais famosinho deles, o The Temple Bar.© Attila Tatár| Dreamstime.com

Dublin (Irlanda) tem quase 800 bares, o mais famoso deles é o The Temple Bar. Foto: Attila Tatár| Dreamstime.com

O coração de Dublin, capital da Irlanda, é festivo, animado, colorido, recheado de arte, música e, claro, pubs. Estamos falando do Temple Bar, o bairro mais famoso de Dublin e da Irlanda. Isso porque nele está localizado um dos bares mais antigos do país, o próprio Temple Bar, além de dezenas de lugares legais para ir.

Há galerias de arte, restaurantes de diversas nacionalidades, teatro, mercadinho de rua, lojas de produtos “indie” e roupas diferentonas, brechós, museus, cafés charmosos, clubes, casas de show, cinema alternativo e muito mais.

Para começar, os pubs mais tradicionais da Ilha estão lá. Há dezenas deles espalhados pelos quarteirões do Temple Bar, inclusive o seu homônimo.

Dublin: Irlanda e as multinacionais

Você sabia que Dublin fica exatamente no lugar onde as principais multinacionais decidiram se instalar? Apesar de já ser um dos destinos de estudo mais populares para quem deseja aperfeiçoar o inglês no exterior, a cidade também se tornou foco de grandes empresas.

Isso porque, com impostos baixos, mão de obra qualificada e estando geograficamente bem próxima das grandes cidades da Europa, Dublin se tornou um ótimo lugar para empreender.

Entre as principais multinacionais da cidade se destacam: Facebook, Salesforce, LinkedIn, Amazon, Infosys, BMS, entre outras.

Todas elas enxergaram em Dublin um excelente local para fazer negócios. Com a chegada delas, as oportunidades de empregos para nativos e estrangeiros alavancaram muito.

Irlanda: Dublin tem papel importante na economia da Europa e do mundo

Dublin (Irlanda) é sede na Europa de muitas empresas multinacionais. Foto: Gabriel Ramos/Unsplash

A região de Dublin é o maior centro econômico da Irlanda, e sua economia já foi considerada uma das que mais cresceu nos últimos anos em relação às demais cidades da Europa. Segundo dados da Central Statistics Office, as estimativas iniciais para o primeiro trimestre de 2020 indicam que houve um aumento de 4,6% no PIB em termos reais em comparação ao primeiro trimestre de 2019.

A indústria (excluindo construção) deu a contribuição mais positiva para o resultado do primeiro trimestre, aumentando 21,3%, com Informação e Comunicação registrando um aumento de 10,3%.

Também foram registrados aumentos nas seguintes atividades:

  • Finanças e Seguros (8,0%)
  • Construção (6,6%)
  • Agricultura (5,0%)
  • Administração Pública, Educação e Saúde (3,8%)
  • Atividades Imobiliárias (1,1%)

Já o setor de Distribuição, Transporte, Hotéis e Restaurantes recuaram 9,3% e Serviços Profissionais e Administrativos e Artes e Entretenimento exibiram redução de 2,9% e 0,3%, respectivamente.

Dublin é palco das principais decisões políticas da Irlanda

Principais prédios administrativos da Irlanda estão em Dublin. Foto: Nicholas Chester-Adams/Unsplash

Você sabia que Dublin é o maior centro político e econômico do país? Isso mesmo! É o principal lugar da Irlanda onde os grandes políticos se reúnem e é onde todas as decisões importantes são tomadas.

Em Dublin, é o local onde fica o Parlamento Irlandês, com os TDs (deputados) e senadores, onde os governos são montados. É também onde o primeiro-ministro toma suas decisões e recebe as autoridades de todo o mundo, dos integrantes da monarquia inglesa ao Papa.

Sem contar que Dublin é onde o querido presidente, Michael Higgins, atualmente mora. Na verdade, a residência do presidente, também conhecida como “Áras an Uachtaráin”, está localizada dentro do Phoenix Park, considerado um dos maiores parques urbanos da Europa e um excelente lugar para passear, caminhar e descansar.

O parque conta com uma gigantesca área verde e, se você der sorte, é possível esbarrar com alguns (ou vários) veadinhos por lá. Vale a pena a experiência!

Se for para definir Dublin em uma única palavra, ela é simplesmente contagiante! As pessoas, a cultura, a música, as ruas, a natureza, tudo na cidade contagia. E se você embarcar para lá, vai ser difícil não querer ficar.

Veja também

Tipos de vistos para Portugal: Turismo, trabalho, estudos

Ana Carolina Brunelli
Ana Carolina Brunelli, Formada em jornalismo pela UNIMEP. Criadora de conteúdo para redes sociais, com experiência em Diversidade & Inclusão. Esteve na Irlanda duas vezes e, desde a primeira vez no país, soube que Dublin era o seu lugar no mundo. Ama inspirar e incentivar as pessoas a viverem a incrível experiência de conhecer a Ilha Esmeralda.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

  • Onde fica Dublin?

    Destinos de Intercâmbio

    Onde fica Dublin?

    A Irlanda é um dos países mais procurados pelos brasileiros na hora de...

    Rubinho Vitti

    3 dias atrás

    Onde fica Dublin?
  • Turismo: Irlanda para conhecer, visitar e se apaixonar

    Destinos pela Irlanda

    Turismo: Irlanda para conhecer, visitar e se apaixonar

    Na Irlanda, turismo é coisa séria. Um país repleto de cultura, paisagens de...

    Colaborador E-Dublin

    6 dias atrás

    Turismo: Irlanda para conhecer, visitar e se apaixonar

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar