Tudo o que você precisa saber sobre Cork (Irlanda)

Tudo o que você precisa saber sobre Cork (Irlanda)

Deby Pimentel

5 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Considerada a segunda capital da Irlanda, Cork está localizada às margens do rio Lee, a pouco mais de 250 km ao sudoeste de Dublin, a capital oficial do país.

Considerada a segunda maior cidade irlandesa e a terceira mais populosa (com 120 mil habitantes), Cork está na segunda colocação na busca de estrangeiros por estudo e trabalho na Irlanda, ficando atrás apenas de Dublin.

Para quem pensa em fazer um intercâmbio na Irlanda, mas ainda acha que Dublin tem um custo de vida inviável, Cork é uma boa opção. Mas será que vale a pena viver em Cork? Qual é o custo-benefício de se morar em Cork? Como fazer para estudar e trabalhar em Cork?

O E-Dublin responde essas e outras perguntas.

Afinal, quanto custa viver em Cork?

Com um custo de vida acessível, a cidade atrai muitos estudantes estrangeiros. Crédito: Dreamstime

Com um custo de vida acessível, a cidade atrai muitos estudantes estrangeiros. Crédito: Dreamstime

Na Irlanda, Cork destaca-se na economia por ser um importante porto marítimo, além das ótimas condições de transporte ferroviário e aéreo, que garantem ao comércio fácil acesso às indústrias de diversos setores, favorecendo, inclusive, a instalação de muitas delas.

Toda essa infraestrutura também mantém um bom comércio local, com lojas variadas, vida cultural agitada e, sendo assim, a cidade torna-se um polo importante e de referência para a economia.

Os moradores de Cork têm um poder de compra 15% superior ao dos dublinners, segundo o Numbeo.com. Essa diferença, porém, era 20% há dois anos, o que mostra que a cidade está cada vez mais parecida com Dublin em termos de gastos gerais.

O mesmo site garante que o custo de vida em Cork é 34% mais barato que a capital. Ou seja, se um estudante tem um custo mínimo de 1.000 euros para viver em Dublin, ele conseguirá viver em Cork com 660 euros por mês.

Aluguel em Cork (Irlanda) tem custos menores que Dublin

É possível encontrar um quarto single por 300 euros em regiões mais periféricas de Cork, o que chega a representar 35% menos que em Dublin. No entanto, na parte central, o mesmo quarto single pode sair por nada menos que 125 euros por semana, valor mais parecido com o que se encontra na capital irlandesa.

Na comparação da locações anuais publicada em 2020 na Irlanda, as grandes cidades seguiram aumentando seus preços de aluguéis. Do final de 2018 para o final de 2019, os aluguéis em Dublin foram 3,5% maiores (2.052 euros) e 5,5% em Cork (1.386 euros) e Galway (1.309 euros). Limerick foi 3,8% (1.217 euros) e Waterford foi 4,3% (1.010 euros).

Vale lembrar também que é preciso levar em consideração os custos com água, luz, telefone e internet, que podem chegar a 7% menos que na capital.

Transporte em Cork: 20% mais barato que na capital Dublin

Devido à infraestrutura de transporte, Cork atrai muitas empresas. Crédito: Dreamstime

Devido à infraestrutura de transporte, Cork atrai muitas empresas. Crédito: Dreamstime

O transporte local é acessível. Tanto em custo — chega a ser 20% mais barato quando comparado a Dublin — como em opções, e é possível locomover-se pela cidade facilmente de ônibus, táxi, carro ou bicicleta. Considere aderir ao Leap Card, deixando a tarifa ainda mais em conta.

Para se ter uma noção, uma passagem completa de ônibus em Dublin custa 3 euros, enquanto em Cork o valor cai para 2,40 euros. O pacote mensal é 130 euros na capital contra 80 euros na cidade do interior.

Leia também: 5 locais em Cork que todo intercambista precisa conhecer

Gastos com alimentação não mudam muito entre Cork e Dublin

A alimentação é um dos fatores que mais podem pesar no seu custo de vida: comer fora, preparar, armazenar, comprar. Toda essa logística e dinâmica devem ser colocadas na ponta do lápis, pois envolvem tempo e, sobretudo, dinheiro.

Cork e Dublin não têm uma diferença gritante quando o assunto é comer fora. Conhecida por seus bons restaurantes, a cidade da cortiça tem preço médio de pratos a 15 euros, o mesmo que a capital irlandesa.

A diferença nos supermercados também é de poucos centavos entre as duas cidades. Um quilo de banana, por exemplo, sai a 1,96 euro em Dublin e 1,61 em Cork, segundo o Numbeo.

Cork, uma cidade universitária

Universidade de Cork. Crédito: Dreamstime

University College Cork está entre as 400 melhores do mundo, segundo QS World University 2020. Crédito: Dreamstime

A cidade abriga muitas universidades, entre elas a University College Cork, classificada entre as 400 melhores do mundo, segundo o QS World University 2020. Também tem o Instituto Tecnológico de Cork e a Universidade Nacional Marítima da Irlanda. Essas instituições apresentam diversas opções de cursos e a região tem se destacado por abrigar inúmeras escolas de inglês.

Cork também é polo para muitos estudantes estrangeiros, sendo o destino preferido de chineses (há muitos convênios entre os governos de ambos os países), assim como poloneses, indianos, americanos, franceses, alemães, entre outros.

Cork, Irlanda: oportunidades de trabalho e salário menor

Na Irlanda, Cork chamou a atenção de importantes multinacionais como Pfizer, GlaxoSmithKline, Novartis, Apple, Facebook, Dell, entre outras, que escolheram o condado para montar suas fábricas. Isso estimula aqueles que estão em busca de aliar ensino com uma possibilidade de emprego.

Entretanto, em geral, os postos de trabalho são os mesmos que os encontrados em Dublin, como restaurantes, cleaners, au-pair ou em pubs. Vai depender do nível de inglês e das qualificações.

Leia também: Cork está entre as dez cidades mais amigáveis do mundo

Para os profissionais, o mercado também está em expansão, sobretudo para quem tem o idioma fluente e os vistos como work permit, Stamp 2 (limitação de trabalho de 20h semanais), entre outros.

Somente em 2017, foram cerca de 100 mil novos postos de trabalho. Áreas como a farmacêutica, biotecnologia, tecnologia, finanças, contabilidade, construção, logística e engenharia estão em alta em Cork. Se esse é o seu caso, considere esse destino.

O salário em Cork chega a ser um pouco menor do que na capital irlandesa. Segundo o Numbeo, o valor é 7,79% menor, com média de 2.279,37  euros mensais.

Cork x Dublin: comparação de preços e valores

  • Custo de vida médio em Cork, incluindo o aluguel, é 15% mais barato que em Dublin
  • Aluguel em Cork é 34% menor que o valor em Dublin
  • São 4.369 euros necessários em Cork para ter o mesmo estilo de vida gastando 5.200 euros em Dublin
  • Salário em Cork é 7,7% mais baixo que em Dublin
  • Contas (eletricidade, aquecimento, lixo, etc.): 150 euros (tanto em Cork quanto em Dublin)

O condado de Cork e suas cidades movidas pela história

A prova máxima de que Cork prima por sua história está no Castelo de Blarney, localizado na Blarney Village, a 8 km da cidade de Cork. Ele foi construído por Dermot McCarthy, Rei de Munster em 1446. É visita obrigatória pelos turistas que forem ao sul da Irlanda.

Castelo de Blarney é visita obrigatória pelos turistas que forem ao sul da Irlanda. © Juergen Kriger | Dreamstime.com

Castelo de Blarney é visita obrigatória pelos turistas que forem ao sul da Irlanda. © Juergen Kriger | Dreamstime.com

A sensação é de entrar em um filme de época, já que o território tem milhares de hectares de florestas com árvores que chegam a ser centenárias (e com idade até ultrapassando os mil anos). Além disso, o castelo está conservado e é possível percorrer seus muros que foram testemunha das guerras entre irlandeses e seus inimigos em um passado sangrento.

Outra cidade histórica (e pitoresca) é Cobh. Ela está localizada em Cork Harbour, segundo maior porto natural do mundo. Foi o porto de partida de muitos irlandeses durante a Grande Fome de 1844 a 1848 e tem a distinção de ser o centro de dois dos piores desastres marítimos da história. Foi lá a última parada do Titanic, que afundou na costa sul da Irlanda. Por isso mesmo, existe o museu Titanic Experience Cobh, onde o visitante pode reviver as emoções dos passageiros e saber tudo o que houve com o navio.

Outra cidade interessante para a visita está em Kinsale. Voltada à pesca, é também conhecida pelas suas galerias de arte e restaurantes. Por isso, é considerada a capital gourmet da Irlanda. É possível ouvir a música tradicional irlandesa tocando nos restaurantes e pubs durante a caminhada por suas ruas estreitas de casas coloridas.

Cork: a segunda capital da Irlanda

 Cobh em Cork, apresenta muito da história naval e irlandesa. © Daniel M. Cisilino | Dreamstime.com

Cobh, em Cork, apresenta muito da história naval e irlandesa. © Daniel M. Cisilino | Dreamstime.com

Assim como Dublin, a cidade de Cork é cosmopolita, repleta de cultura e lazer, com muita história, museus, galerias, restaurantes. A diferença é mesmo seu tamanho populacional, já que, apesar de ser a segunda cidade mais populosa da Irlanda, tem 180 mil habitantes, muito longe dos mais de 1 milhão da capital oficial.

Mas, por isso mesmo, Cork é considerada a segunda capital da Irlanda. Os turistas que a visitam podem conhecer sua história, que remonta o ano de 650, quando foi construído um mosteiro, que daria origem à cidade ao longo do rio Lee.

Cork city é essencialmente uma ilha com 16 pontes. A principal área comercial está localizada ao longo da St. Patrick Street, da Grand Parade, da Washington Street, da Oliver Plunkett Street e da Main Street.

O charme e a beleza da cidade de Cork giram em torno dos contrastes que a cidade oferece. Há uma infinidade de teatros e uma variedade de artes. Há, também, uma grande variedade de excelentes restaurantes, cafés e pubs com música tradicional irlandesa. Entre os melhores pubs está o Franciscan Well, baseado em um antigo mosteiro franciscano.

O famoso uísque Jameson tem sua trajetória contada na Irlanda no Jameson Experience. Lá você visita moinhos, armazéns antigos, fornos e muito mais. No final do tour especial, dá pra experimentar uma boa dose da bebida para a experiência ser completa.

Quais as melhores atrações históricas para se visitar em Cork?

Blarney Castle é um dos castelos mais conhecidos de Cork, Irlanda. Foto: Connor Misset/Unsplash

Como dissemos, os monumentos e locais históricos cercam o condado e a cidade de Cork. É possível fazer passeios por lugares pitorescos, cheios de significados e por onde foram vividas cenas impressionantes da história da Irlanda.

São castelos, igrejas, universidades, parques e museus que contam a trajetória da cidade e do condado de Cork.  Mas vamos falar um pouquinho mais sobre cada um deles.

Listamos dez passeios incríveis em Cork para você não deixar de fazer:

1. St. Anne’s Church

Construída em 1722, a St. Anne é uma das igrejas mais importantes do início do século XVIII na Irlanda. Atualmente, os visitantes podem subir os 30 metros de altura até a torre do sino e ter uma vista incrível da cidade.

2. Tour de castelos

Assim como em todo o país, Cork tem alguns castelos incríveis! Vale uma visita ao Blackrock Castle, às margens do rio Lee, a mais ou menos 1,5 km do centro e também ao famoso Blarney Castle, um dos principais pontos turísticos da cidade, a 10 km do centro da cidade.

Outra atração interessante é o Desmond Castle, situado 16 km ao sul do centro de Cork. Dentro dele, está localizado o Museu Internacional do Vinho.

3. Museu da Manteiga

Localizado na zona histórica de Cork, o Cork Butter Museum conta a história do produto que é tido como expoente da exportação irlandesa, a manteiga.

Ele descreve como funcionou a fabricação artesanal do produto no passado e como ele teve uma grande parcela no desenvolvimento do país.

4. Fitzgerald’s Park

A poucos minutos de distância do centro da cidade, o parque está situado às margens do rio Lee e se estende por, aproximadamente, 18 hectares.

Seus lindos e famosos jardins abrigam o Cork Public Museum, o Riverview Café e uma variedade de esculturas, além de uma pista de skate.

5. Cork Public Museum

Localizado dentro do Fitzgerald Park, o museu público tem entrada gratuita e conta com guias dispostos a auxiliar sua visita.

As exposições contam a história econômica, social e municipal da cidade.

6. Crawford Municipal Art Gallery

Localizada no coração da cidade, a Crawford Art Gallery é dedicada às artes visuais. A galeria conta com uma exposição de diversas obras de artistas irlandeses, que vão desde pinturas e esculturas, até peças feitas em prata ou vidro.

O local, que recebe mais de 200.000 visitantes por ano, tem a entrada gratuita.

7. University College Cork

Uma das principais universidades da Irlanda, a University College Cork oferece dentro do campus um observatório, uma biblioteca e uma igreja aberta ao público.

A universidade conta, ainda, com a maior coleção das pedras Ogham da Irlanda (Ogham era o alfabeto utilizado pela civilização celta).

8. The English Market

Situado no coração da cidade de Cork, o The English Market é um mercado de alimentos que tem suas origens nos tempos do Rei James I, em 1610, mas que iniciou suas atividades, oficialmente, em 1788.

Hoje, o The English Market é reconhecido pelos moradores da cidade como um lugar imperdível não apenas para conhecer, mas também para comer e fazer compras.

9. Cork City Gaol

A antiga prisão, fechada em 1923 e reaberta em 1927 como uma estação de rádio, também merece uma visita.

Com o apoio do áudio tour, é possível conhecer as celas restauradas, que remontam o cenário no qual viviam os prisioneiros e dão uma ideia de como era o sistema penal do século XIX.

10. Bishop Lucey Park

Inaugurado em 1986, o parque tem parte de antigas muralhas. O que hoje está exposto à visitação, foi encontrado em escavações e, posteriormente, restaurado. Vale a pena conferir!

Leia também: Mizen Head, um paraíso escondido em Cork, Irlanda

Cobh: a vila mais charmosa de Cork, Irlanda

Irtercambio

Vila Cobh – Cork. Foto: Pixabay

Localizada ao leste de Cork, essa vila à beira-mar se destaca por sua história centenária. Antiga Queenstown, o local foi o último porto de escala do lendário Titanic, antes de seu naufrágio em 1912.

Além disso, a cidade foi o ponto de partida para 2,5 milhões dos seis milhões de irlandeses que emigraram para a América do Norte entre 1848 e 1950. Repleto de casas aconchegantes e coloridas, o vilarejo é um lugar acolhedor e que vale a visita.

Cork, a capital gastronômica da Irlanda

Com influência americana, o menu do Shake Dog, em Cork, traz lanches apetitosos. Reprodução Facebook Shake Dog.

Outro ponto essencial quando se fala em Cork (Irlanda) é a gastronomia. A cidade é reconhecida internacionalmente por seus ótimos restaurantes.

O “pedigree culinário” de Cork está bem estabelecido na Irlanda — por isso, é frequentemente conhecida como a capital gastronômica da Ilha. O conceito emergiu ao longo dos anos por existir uma gama de excelentes produtos artesanais em Cork.

E não pense que a experiência de se comer bem em Cork está apenas na culinária irlandesa. Existem restaurantes que vendem os sabores de todo o mundo. A gente listou alguns deles neste artigo.

Foto de capa: Jamie O’Sullivan/Unsplash

Veja também

Como contratar um intercâmbio na Europa

Deby Pimentel
Deby Pimentel, Jornalista com MBA em Marketing e Empreendedorismo e uma paulistana apaixonada por fotografia, gastronomia e tecnologia. Uma virginiana que adora novas culturas e desafios. Acredita que a informação é sempre a melhor maneira de transformar sonhos em possibilidades.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

  • 10 dicas sobre como morar em outro país

    Planeje seu Intercâmbio

    10 dicas sobre como morar em outro país

    Cada vez mais pessoas têm manifestado o desejo de abandonar a rotina no Brasil...

    Ana Carolina Brunelli

    2 dias atrás

    10 dicas sobre como morar em outro país
  • O que significa intercâmbio?

    Planeje seu Intercâmbio

    O que significa intercâmbio?

    Com certeza, você já deve ter pensado em sair do Brasil para estudar ou...

    Ana Carolina Brunelli

    3 dias atrás

    O que significa intercâmbio?

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar