Coronavírus: auxílio emergencial poderá ser estendido na Irlanda

Coronavírus: auxílio emergencial poderá ser estendido na Irlanda

Rubinho Vitti

3 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O auxílio emergencial do governo irlandês para quem perdeu o emprego ou está temporariamente desempregado por conta da pandemia do Covid-19 termina no dia 8 de junho. São 12 semanas após seu início, em 13 de março, conforme estabeleceu o governo como forma de auxiliar quem não tem recebido salário por falta de trabalho. O primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, porém, afirmou que poderá haver uma extensão da data.

Como diz o site oficial do governo, “The COVID-19 Pandemic Unemployment Payment will be in place until at least 8 June”.

Ou seja, mesmo tendo aplicado para receber o auxílio em maio, por exemplo, o beneficiário não vai recebê-lo pelas 12 semanas seguintes, mas sim apenas até 8 de junho, atual data limite do benefício.

Vale lembrar que podem receber o auxílio trabalhadores full time ou part-time que estavam empregados e foram demitidos durante a pandemia. Quem pediu demissão, por exemplo, não tem o direito.

Prazo para o fim do auxílio pode ser estendido

Leo Varadkar afirmou que o benefício para desempregados deverá ser estendido para além de junho. Foto: Merrion Street

O dia 8 de junho, porém, pode não ser a data final. Leo Varadkar afirmou que o governo estuda um plano para continuar pagando os desempregados por um tempo maior.

“Acho que não será possível descontinuá-lo em meados de junho, teremos que ir além, porque as pessoas precisam ter a oportunidade de voltar ao trabalho e há muitas empresas que ainda não será possível reabrir em meados de junho, por isso pretendemos estendê-lo”, afirmou para a rádio Today FM e replicado na imprensa irlandesa.

Ao mesmo tempo, o Taoiseach deu um puxão de orelha nos desempregados. Ele disse que existem pessoas que ganham mais com os pagamentos emergenciais do que em seus empregos, muitos deles part-time, e que, por isso, não querem voltar a trabalhar. “Alguns empregadores estão nos dizendo que é difícil fazer com que as pessoas voltem ao trabalho”, esclareceu.

Leia também: Desemprego bate recorde na Irlanda em abril

Cerca de 590 mil recebem o auxílio

O governo afirmou, porém, que o número de pessoas que está recebendo o auxílio tem diminuindo. São 589 mil desempregados ou temporariamente afastados, que recebem 350 euros por semana.

O número é 9 mil a menos que na última semana, isso porque muitas empresas retiraram o lay-off (pausa temporária) e chamaram seus trabalhadores de volta ao trabalho. O custo semanal do auxílio ao governo é de €206 milhões por semana.

Novos auxílios podem ser criados

O governo também afirmou que pode criar novos tipos de auxílio para beneficiar trabalhadores prejudicados pelo Covid-19.

Segundo o Irish Times, o ministro das Finanças, Paschal Donohoe, indicou que os apoios atuais — tanto os que auxiliam os desempregados como os que ajudam empresas a pagar seus funcionários — não podem continuar em sua forma atual a longo prazo.

Ele disse que o governo “estabelecerá um caminho para lidar com o fim do pagamento do desemprego de € 350 nas próximas semanas”.

Veja também

Tudo sobre o sistema de saúde na Irlanda

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar