Coronavírus: Desemprego na Irlanda pode chegar a 22%

Coronavírus: Desemprego na Irlanda pode chegar a 22%

Rubinho Vitti

6 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O ministro das Finanças da Irlanda, Paschal Donohoe, analisou alguns números atuais sobre o impacto do coronavírus na Irlanda e concluiu que o país pode entrar em profunda recessão, com o desemprego chegando a 22%.

Mais de um milhão de pessoas estão em algum tipo de assistência emergencial ou subsídio salarial. Por isso, o ministro afirmou que em breve os auxílios poderão ser cortados. O ajuste deve acontecer em nove semanas, quando os pagamentos estiverem em vigor por três meses (12 semanas) como o previsto.

“Não é sustentável para a economia continuar pagando um milhão de pessoas entre 350 e 412 euros por semana indefinidamente”, disse.

A fala de Donohoe ocorreu durante entrevista ao programa de rádio RTÉ’s Morning Ireland e repercutiu em toda a imprensa irlandesa. Segundo ele, o choque do Coronavírus na economia da Irlanda será de 23 bilhões de euros.

Ministro das Finanças da Irlanda, Paschal Donohoe, afirmou que coronavírus deve causar rombo de 23 bilhões de euros à Irlanda. Foto: Merrion Street

“O que eu diria em relação a esse cenário é a base de onde queremos chegar à nossa economia: a confiança na saúde pública em primeiro lugar”, afirmou Donohoe.

Leia também: Irlanda proíbe eventos com mais de 5 mil pessoas até o fim de agosto

Ele insistiu que, apesar do cenário que considerou “horrível”, não está fazendo pressão para reiniciar a economia. “A nossa capacidade de combater o vírus é por causa de muitos dos pontos fortes que ainda temos em nossa economia. Acredito que, no próximo ano, continuaremos a ter mais de dois milhões de pessoas trabalhando em nossa economia, e podemos reduzir novamente a taxa de desemprego.”

Veja também

Tudo sobre o sistema de saúde na Irlanda

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar