Coronavírus: governo leva lockdown na Irlanda ao Nível 3

Coronavírus: governo leva lockdown na Irlanda ao Nível 3

Rubinho Vitti

3 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

O governo decidiu rebaixar o país do Nível 2 ao Nível 3 do lockdown na Irlanda por causa da pandemia da Covid-19, o que significa mais restrições impostas em território nacional. A decisão foi tomada na tarde de ontem e passou a começar a valer à meia-noite de terça, 6 de outubro.

Os condados de Dublin e Donegal, mais afetados pelo coronavírus, já estavam no Nível 3. O governo, no entanto, rejeitou a recomendação da NPHET (National Public Health Emergency Team — Equipe Nacional de Emergências de Saúde Pública) de levar o país inteiro ao Nível 5, o mais drástico do lockdown na Irlanda.

Restrições do Nível 3 do lockdown na Irlanda

O Nível 3 do lockdown na Irlanda é um nível intermediário, entre o 5 (mais drástico) e o 1 (mais leve), dentro do Medium-Term Covid-19 Plan

Basicamente, no Nível 3, a prioridade é manter as escolas e creches abertas e minimizar a interrupção de trabalho. Serviços são transferidos para o modo online e espaços culturais são fechados.

Restaurantes e pubs têm mais restrições. Em Dublin, os pubs não foram reabertos, mas no resto do país eles seguem funcionando. Ambos os tipos de estabelecimentos podem atender até 15 pessoas em espaços ao ar livre.

Nível 3 do lockdown na Irlanda:

  • Visitas: permitida apenas de uma outra residência e no máximo seis pessoas
  • Eventos particulares: Nenhuma reunião social ou familiar deve ocorrer em outros ambientes
  • Eventos organizados: Reuniões internas organizadas não podem ocorrer. Encontros organizados ao ar livre podem ocorrer com até 15 pessoas.
  • Serviços religiosos: devem ocorrer online e locais de culto abertos para oração privada
  • Funerais e casamentos: podem ocorrer para até 25 pessoas
  • Museus, galerias e outras atrações culturais: fechados
  • Esportes: jogos (sem contato) em locais abertos são permitidos com até 15 pessoas. Jogos e campeonatos estão proibidos
  • Academias e piscinas: podem abrir para treinamento individual
  • Pubs, cafés e restaurantes (incluindo restaurantes e bares de hotéis): podem atender até 15 pessoas em espaços abertos (exceto Dublin, onde pubs não podem funcionar)
  • Boates, discotecas e casinos: permanecerão fechados.
  • Hotéis e alojamentos: abertos, mas com serviços limitados a residentes
  • Lojas de varejo e serviços: abrem com medidas de proteção
  • Trabalho: deve ser em casa, a menos que seja absolutamente necessário comparecer pessoalmente.
  • Viagens: não devem ocorrer nem mesmo para fora do condado (exceção para estudo e trabalho)
  • Escolas e creches: permanecem abertas com medidas de proteção.
  • Educação superior e escola para adultos: devem ter medidas de proteção adequadas e limitar reuniões
  • Transporte público: limitado a 50% e obrigatório uso de cobertura facial

Governo balanceou saúde e economia para levar Irlanda ao Nível 3

Vice-primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar disse que país ficou tenso durante 24 horas por conta da incerteza da mudança de nível do lockdown na Irlanda. Foto: Merrion Street

A imprensa irlandesa deu destaque à mudança de nível do lockdown na Irlanda nesta terça-feira. O jornal Irish Times mostrou que o governo não seguiu os conselhos da NPHET para rebaixar o país ao Nível 5 para manter a economia aberta.

O jornal ainda destaque que as reuniões entre o governo e o time de saúde pública foram tensas, com embates entre políticos e autoridades médicas.

“Foi um mau dia para a NPHET, um mau dia para o Governo e também para o povo irlandês e para as 400.000 pessoas que durante 24 horas se preocuparam em ter um emprego”, disse o vice-primeiro-ministro Leo Varadkar.

A RTÉ publicou uma matéria com o ministro da Saúde, Stephen Donnelly, que defendeu a decisão do governo de rejeitar o conselho da NPHET. “Não se trata de quem está certo ou errado, mas de tentar tomar a melhor decisão que temos com as evidências que temos”, disse.

 

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar