Coronavírus: Irlanda não deverá dificultar viagens internacionais

Coronavírus: Irlanda não deverá dificultar viagens internacionais

Rubinho Vitti

4 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Com a aproximação de 20 de julho, data limite prometida pelo governo irlandês para a divulgação da “green list” dos países de onde não será necessário fazer quarentena ao desembarcar na Irlanda, uma certa pressão tem sido feita no sentido de endurecer as regras nos aeroportos. O governo, porém, não deve criar mais obstáculos para quem chegar na ilha.

De acordo com reportagem do jornal Irish Times, as medidas atuais deverão ser mantidas. Ou seja, pessoas que chegarem de qualquer destino (fora da “green list”) nos aeroportos e portos irlandeses serão orientadas a fazer quarentena (14 dias) e preencher um formulário, porém a regra não é “mandatory” (uma obrigação).

Testes aleatórios poderão ser feitos em passageiros que chegam nos aeroportos irlandeses. Reprodução: Architecture Ireland

A reportagem informa que a introdução de quarentena obrigatória ou o cancelamento de voos vindos de algumas partes do mundo são Improváveis.

Falando após uma reunião do Gabinete na segunda-feira, o Ministro de Negócios Internacionais, Simon Coveney, disse: “Não acho que deveríamos impedir que os vôos aterrissem na Irlanda ou proibir viagens internacionais. Essa não é a abordagem que adotamos.”

O vice-primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar, afirmou que também é muito difícil que exista algum tipo de teste obrigatório na chegada de pessoas à Irlanda vindas de outros países. Em entrevista à rede RTÉ, ele disse que poderá haver testes aleatórios nos portos e aeroportos.

Varadkar também afirmou que a “green list” será finalizada nos próximos dias.

Ryanair critica quarentena irlandesa e reduz 1.000 voos entre agosto e setembro

A Ryanair é uma das maiores cias aéreas low cost da Europa. Crédito: Senohrabek/Depositphotos

Apesar do não endurecimento das regras, a empresa irlandesa Ryanair criticou a postura do governo irlandês de manter quarentena para pessoas que chegam na ilha via aeroportos. A companhia afirmou que o país é o único da União Europeia a manter essa decisão entre nações pertencentes ao bloco. A UE divulgou uma lista de países onde não é mais necessária a quarentena, além da liberação entre os Estados que fazem parte da área Schengen de viagens entre eles, mas a Irlanda segue com sua política de viagens independente.

A crítica da companhia faz sentido, já que o governo irlandês recomenda aos seus cidadãos que não viagem a países da UE, mas mantém a fronteira aberta com a Irlanda do Norte, que faz parte do Reino Unido, onde a contaminação por coronavírus é maior do que muitos países europeus.

Veja também

Curiosidades sobre a Irlanda

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar