Covid-19: acordos da UE com farmacêuticas chega a 1,4 bi doses de vacinas

Covid-19: acordos da UE com farmacêuticas chega a 1,4 bi doses de vacinas

Rubinho Vitti

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A União Europeia anunciou mais um acordo para compra de vacinas contra a Covid-19 para países do bloco. Na segunda-feira, foram negociadas 405 milhões de doses com a potencial vacina produzida pela empresa alemã CureVac.

Junto com a nova leva comprada, estão acordos de fornecimento AstraZeneca, Johnson & Johnson, Sanofi e Pfizer, totalizando 1,4 bilhão de doses das vacinas potenciais.

“Tenho o prazer de anunciar um novo acordo para comprar até 405 milhões de doses de uma vacina produzida pela empresa europeia CureVac”, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em seu Twitter.

As negociações com a CureVac acontecem desde julho com a UE, segundo o Irish Times. Os gastos pagos pela UE serão reivindicados conforme os países do bloco comprarem as doses das vacinas. O preço acordado para a vacina não foi divulgado.

Leia também: Pfizer diz que vacina contra a Covid-19 tem 90% de eficácia

Apesar das boas notícias com a compra de vacinas pela União Europeia, a Irlanda deverá vacinar em massa sua população apenas em 2021.

As primeiras doses que chegarem ao país, segundo o primeiro-ministro irlandês, Micheál Martin, serão para os mais vulneráveis. Leia matéria completa sobre este assunto aqui.

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar