Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Reflexões

De volta ao Brasil? 5 coisas que você voltará a se preocupar

Carol Braziel postou em 26 abr 2016

Quando fazemos um intercâmbio, nem sempre nos damos conta do tanto de detalhes que mudam em nossas vidas e que, depois, ao retornar para o nosso país, começamos a ter que reavaliar e readaptar. São coisas simples, mas que fazem uma enorme diferença. Conheça 5 delas, que você provavelmente precisará rever ao voltar à pátria amada salve salve!

1. Notícias do jornal

Parece bobeira, mas é algo que teremos que rever ao retornar à pátria. É tão fácil e rápido se acostumar com manchetes onde o pior cenário, muitas vezes, é um roubo a residência feito por um bêbado que viu uma janela aberta ou como aumentaram o número de bikes furtadas – ou ainda como as aves andam atacando os pedestres. Pois bem, voltando ao Brasil, basta ligar a TV e ver programas e mais programas divulgando chacinas, mortes, etc. :( O que nos leva ao próximo tópico…

Créditos: Pixabay.

Créditos: Pixabay.

2. Tranquilidade

Falamos algumas vezes sobre a diferença na segurança entre o Brasil e a Irlanda – e ela é real. As diferenças entre pegar um ônibus às 22hs ou sacar seus euros no caixa 24hs no meio da avenida principal, te colocam em uma posição que, em muitas cidades, não será mais realidade ao retornar ao Brasil.

Créditos: Pixabay.

Créditos: Pixabay.

3. O que é importante ter…

Com o intercâmbio na Irlanda, você revê seus conceitos de posses materiais. Muitos tiveram que vender seus carros no Brasil para investir nessa experiência e quando chegam à Ilha percebem a diferença que é não precisar dele. Aprendemos que andar 4 km todo dia para ir e voltar ao centro leva aproximadamente 40 minutos e que pegar um ônibus para isso não compensa. Mas, ao retornar ao Brasil, não adianta, você acaba se deparando com a rotina de pegar 2 ônibus lotados (lotados de verdade e não como os que vemos em Dublin), metrô com tanta gente que se não prestar atenção você acaba descendo na estação que a maioria escolhe (sendo praticamente carregado para fora). Isso sem falar dos trens. Não tem jeito, você acaba revendo o conceito de trabalhar e ter seu próprio carro para se locomover com mais tranquilidade e segurança.

Créditos: Pixabay.

Créditos: Pixabay.

4. Muros altos

Por mais que existam pessoas com segundas e terceiras intenções em qualquer lugar do mundo, após viver um período na Ilha você parece que volta com as defesas um pouco mais baixas, principalmente ao conhecer novas pessoas. Ao chegar no Brasil, você percebe que não são tão comuns atividades como o couchsurfing, por exemplo, pois tudo parece mais ameaçador.

Créditos: Pixabay.

Créditos: Pixabay.

5. Polícia

Talvez uma das diferenças mais gritantes seja voltar a se acostumar com polícia armada para todo canto. Lembro que, quando iniciei meu intercâmbio, demorei um pouco para entender como funcionava a polícia sem armamento e admito que me acostumei rapidinho com a ideia de sentir um frio na espinha cada vez que um policial passava por mim. Mas, ao retornar ao Brasil, esse conceito terá que ser repensado, uma vez que não só a polícia, mas também os bandidos são fortemente armados por aqui.

Créditos: Pixabay.

Créditos: Pixabay.

Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Carolina Braziel é formada em Relações Públicas e pós-graduada em MKT pela ESPM|Brasil. Com mais de seis anos de experiência em MKT, decidiu vivenciar o sonho de morar na Europa, mais precisamente na terra dos Leprechauns. Apaixonada incurável por viagens, tem como vício a leitura e pesquisa sobre destinos, curiosidades e roteiros de viagens pelo mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Transporte

Student Leap Card: Você já adquiriu o seu?

2 semanas atrás, por Deby Pimentel
Serviços

Saiba o que funciona ou não neste fim de ano em Dublin

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

Fui roubada no Rio – All That Jess#95 no Brasil

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
E-Dublin TV

Relacionamento com gringos

4 meses atrás, por Tarcisio Junior
Essenciais

Evite golpes no planejamento do seu intercâmbio

4 meses atrás, por Tarcisio Junior
Cultura

Tem irlandês no forró, bem no coração de Dublin

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Meu Intercâmbio

Dublin me fez um brasileiro

5 meses atrás, por Colaborador E-Dublin