Depressão de inverno! Você conhece os sintomas?

Depressão de inverno! Você conhece os sintomas?

Ávany França

11 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

Antes que você diga “Claro, SAD é triste em inglês”, eu direi: S.A.D. – Seasonal Affective Disorder. OK, eu adoro complicar as coisas e isso tem cara de doença, mas, na verdade, se você não se cuidar pode virar mais uma vítima desse transtorno, também conhecido como “Depressão de Inverno”.

shutterstock_520895386

Cansaço excessivo, preguiça e falta de ânimo são sintomas da SAD. Crédito: Shutterstock

Você que já está há um tempinho na Irlanda, diga aí: nas últimas semanas não anda rolando aquela preguiça, desânimo ou aquele sono incontrolável? Esses são sintomas naturais no período de inverno – e agravados nos países do norte. Isso acontece pela ausência ou escassez da luz solar, que é hiper, mega, power importante para a nossa sobrevivência.

Sabe aquela história de europeu ser um povo frio? Parte disso é pela falta do sol. Parece conversa para boi dormir, mas não é. A luz solar é nossa maior fonte de vitamina D, responsável pela liberação de hormônios do bem estar. O simples fato de acordar e vê-lo raiando lá fora, já muda completamente o organismo, e como você sabe, aqui na Irlanda essa visão paradisíaca está fadada a praticamente 165 dias no ano (sendo bem otimista).

Bom, e onde entra a tal da SAD nessa história toda? Exatamente na falta do sol! Sem ele, o organismo deixa de produzir a vitamina D e passa a produzir um outro hormônio chamado melatonina, e o resultado é sentido no corpo. Vai dando aquela preguiiiiiiça.

shutterstock_179493533

O frio está te deixando cada vez mais preguiçoso? Preste atenção! Crédito: Shutterstock

Então galera, já fica a dica: seja forte, saia da cama, circule, pois para correr da SAD você precisa ir em busca de qualquer resquício de luz solar – e mesmo que você não o veja por causa do tempo nublado, a luz do dia já dará uma amenizada na situação. Para casos mais sérios, onde a SAD evolui para um quadro de depressão, existem tratamentos de exposição a uma luz que simula a iluminação solar, mas isso só mesmo com recomendação médica.

Segundo especialistas, nesse inverno uma em cada 15 pessoas será afetada pela SAD.

Mulherada, vocês precisam de um esforcinho extra para fugir da dita cuja, pois, segundo pesquisas sobre o transtorno, estamos sete vezes mais propensas a sofrer desse mal do que os homens. Então, vamos nos unir e montar uma programação quentíssima e outdoor, pois o período de risco só termina no final de março! :(

Lembre-se: o E-Dublin é um site de Intercâmbio que fala sobre tudo relacionado a esta empreitada na Irlanda or wherever! Se você é um especialista, ficariámos felizes em enriquecer este artigo com sua opinião e informações complementares! =)

Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Avatar
Ávany França, Jornalista por profissão, já passou por editorias de moda, gastronomia, história e turismo. Uma vida sem desafios não foi desenhada para essa baiana de Salvador. Amante das viagens, coleciona mais de 80 destinos no passaporte. Quer saber mais? Corre porque até você terminar de ler esse perfil já terei alguma novidade.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar