Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Ká Estou Eu

(Des) Vantagens de morar fora do Brasil com filhos menores

Karine Keogh postou em 06 nov 2016

kaentrenos1

Foto: Arquivo Pessoal

Está enganado quem acha que morar fora do Brasil só tem o lado bom. Como tudo na vida, o ônus também pede a conta.

Aqui vai, na minha opinião, uma lista de vantagens e desvantagens de  morar fora do Brasil com crianças.

Vantagens:

1 – Segurança

Não dá para colocar a mão no fogo e nem dormir de porta e janela aberta, mas há de notar a diferença gigantesca entre a segurança que os países europeus oferecem, se comparados ao Brasil.

2 – Serviço Público

Na Irlanda, muitas famílias vivem sem seguro saúde, algo inimaginável no Brasil.

As escolas públicas também são de qualidade e seguem o mesmo currículo que as privadas – aliás, o número de escolas públicas é infinitamente maior do que os de escolas particulares e todo bairro tem pelo menos uma.

3 – Senso de cidade pequena

Leite entregue pelo leiteiro, crianças indo a pé e de bicicleta para escola, venda de flores na esquina de casa e pais totalmente envolvidos na escola dos filhos são alguns dos exemplos que fazem a gente se sentir como se estivéssemos vivendo em uma cidade pequena.

4 – Liberdade

As crianças na Irlanda crescem com muita liberdade de serem como são.

E porque os adultos também são vistos de todas as cores, credos e sexo, eles são expostos a essa liberdade desde cedo.

5 – Qualidade de vida

Que delícia é não ter que passar horas no trânsito antes de ir a escola, ou ser submetido a exames escolares desde de cedo. A vida ao ar livre também é muito valorizada e todos os cidadãos têm quase a mesma condição econômica. É claro que uns ganham mais do que outros, mas nada tão perceptível como no Brasil.

Férias de verão são, de fato, programadas por 90% das famílias e ver seus filhos expostos a diferentes culturas faz tudo valer a pena.

Desvantagens:

1 – Crescer longe da Família

Não precisa nem de descrição para esse ítem.

2 – Falta de convívio com a língua (materna ou paterna)

Embora a língua de herança tenha muito a ver como os pais encaram o tema, de fato, criar crianças bilingues é muito mais fácil na teoria do que na prática. O momento crítico é quando a criança vai a escola. Aí o jogo vira 20 x 1 e é preciso muito foco e determinação dos pais para que se preserve o Português.

3 – Saúde Pública de pouca qualidade

Para mim, a saúde aqui, tirando a área obstétrica, é o ponto mais negativo do país.

Não só por não existir um serviço público de fato, mas sinto, com algumas exceções, que os médicos são pouco competentes.

Países de terceiro mundo, como o Brasil e Cuba, incontestávelmente, contam com profissionais mais qualificados e isso, de fato, me assusta.

Tenho certeza que se um dia eu precisar tratar uma doença mais complexa, o Brasil será meu destino.

4 – Clima

Não tem como falar nas desvantagens da Irlanda sem mencionar o clima.

O problema não é o frio e nem a chuva, o problema mesmo é fazer frio e chover o ano inteiro.

5 – Você sempre será a estrangeira

E não tem problema nenhum isso – a não ser um preconceito ou outro que a gente pode sofre em determinadas (e poucas) situações.

A Irlanda é bem aberta aos imigrantes. Não é à toa que em um passeio de bus você escuta, no mínimo, umas 5 línguas. Mas existem, sim, fatos isolados de preconceito. Nada muito sério – na maioria das vezes imperceptível – mas não tem como tapar o sol com a peneira.

A gente tá em casa, mas é visita. Mesmo que a observação seja pelo seu sotaque, quando fala inglês ou algum comentário preconceituoso sobre os brasileiros.

Mas nada que nos abale.

Mesmo com prós e contras, as vantagens ainda são maiores, não há como negar.

Você me encontra também no Ká.Entre.Nós e na minha página do Facebook.

Revisado por Tarcísio Junior
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


A Ká escreve crônicas sobre tudo, nem o carteiro se livrou. Ela não bebia até ter 4 kids, agora seus pratos preferidos contem vinho como ingrediente principal. Ela tem um marido rosa, adora compartilhar estórias e tem sempre um plano B. Para conhecer mais sobre a Irlanda e a Maternidade do lado meio irish, meio brasileiro de ser, você pode acompanhá-la no Facebook, Instagram e no seu blog Ká.Entre.Nós.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio

Recentes e populares

Trabalho

É possível trabalhar com enfermagem na Irlanda?

1 dia atrás, por Elizabeth Gonçalves
Saúde

E se você engravidar durante o intercâmbio na Irlanda?

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Trabalho

5 sites para procurar emprego na área de saúde

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Essenciais

Evite golpes no planejamento do seu intercâmbio

2 meses atrás, por Tarcisio Junior