Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Dicas de Viagem

Descubra as maravilhas de Roterdã, na Holanda

Elizabeth Gonçalves postou em 15 jul 2016

Apesar de ser um país pequeno, a Holanda tem muito a oferecer. A pouco mais de uma hora da capital Amsterdã, por exemplo, está localizada Roterdã, a segunda maior cidade do país e também uma das mais modernas no quesito arquitetura.

Se conhecer esta cidade está nos seus planos, a dica é reservar mais do que dois dias, já que a quantidade de atrações para se visitar por lá chega a ser surpreendente. Confira algumas que separamos para vocês:

Splashtours

Além de divertida, essa é uma boa opção para se conhecer Roterdã tanto pela terra quanto pela água. Com uma hora de duração, a primeira parte do tour vai te apresentar os principais pontos turísticos da cidade. Em seguida, o ônibus se transforma em um barco e veleja pelo rio Meuse.

Reprodução: Panoramio

Reprodução: Panoramio

Waterbus

Transporte público que trafega na água? Sim, isso existe em Roterdã. O Waterbus é um barco que anualmente transporta mais de 1,5 milhões de pessoas na cidade. Apesar de possuir várias paradas, o ponto de partida de todas as linhas desse sistema de transporte é a Erasmus Bridge.

Por meio do Waterbus é possível fazer um belo passeio pelos arredores de Roterdã, cuja paisagem inclui moinhos de vento. Além disso, essa é uma das melhores maneiras de se visitar Dordrecht, que é uma das cidades mais antigas da Holanda.

Reprodução: Kinderdijk

Reprodução: Kinderdijk

Euromast

Essa torre de 185 metros de altura é um dos principais ícones de Roterdã. De lá de cima, em dias ensolarados, é possível enxergar até a cidade de Haia – e, inclusive, Antuérpia, na Bélgica. O topo da torre conta, também, com restaurante e um hotel. O lugar é bastante popular entre os praticantes de rapel.

Reprodução: Nikon Club Netherland

Reprodução: Nikon Club Netherland

Casas em cubo

As 40 casas convencionais que foram inclinadas em 45 graus para terem o formato de cubos são outro ícone da cidade. O projeto foi realizado em 1984 pelo arquiteto Piet Blom. Hoje a maioria das casas está ocupada, mas sempre uma delas está aberta para visitação. Vale conferir!

Reprodução: Archi Guides

Reprodução: Archi Guides

Casa Branca

Já pensou em conhecer o primeiro arranha-céu da Europa? Eis aqui a sua chance! A Casa Branca, que por acaso não tem nada a ver com a homônima americana, foi construída em 1898, possui 43 metros de altura e dez andares, o que, se comparado aos arranha-céus de hoje, é nada, mas para a época foi uma construção surpreendente. Sem falar que esse prédio é um dos poucos que sobreviveram aos bombardeios que a cidade sofreu durante a Segunda Guerra Mundial. Inclusive, até hoje é possível conferir os danos causados à estrutura naquele período.

Reprodução: World Port Source

Reprodução: World Port Source

Westelijk Handelsterrein

Esse, sem dúvidas, é um dos melhores lugares para curtir a noite em Roterdã. O Westelijk Handelsterrein é um complexo de antigos armazéns totalmente restaurados, hoje ocupados por lojas, bares e restaurantes.

O bacana é que durante a noite a maioria dos restaurantes por lá se transformam em balada, onde a festa dura até o amanhecer.

Reprodução: Rotterdan

Reprodução: Rotterdan Info

St. Laurenskerk

Como Roterdã foi praticamente destruída durante a Segunda Guerra, essa igreja é a única construção medieval que sobrou na cidade. Construída entre 1449 e 1525, a igreja sofreu grandes danos durante a guerra e foi restaurada pelos moradores em 1952.

Reprodução: Rotterdan Info

Reprodução: Rotterdan Info

Como chegar

Não há voos diretos conectando Dublin a Roterdã. Porém, a Ryanair voa para Eindhoven, cidade que está localizada a 82 quilômetros de Roterdã e ambas as cidades estão conectadas por trem. A viagem entre elas leva cerca de duas horas e os bilhetes de trem custam em torno de 16,80 euros.

Outra opção bem acessível é fazer um roteiro “2 em 1” com a Bélgica. De Bruxelas, por exemplo, dá para fazer um bate e volta de um dia em Roterdã utilizando-se do trem. A viagem leva 2h30 e a paisagem dos dois países observadas pela janela do trem é um aperitivo a mais.

Saindo da Estação Central de Amsterdã, a viagem de trem leva pouco mais de uma hora e as passagens custam em torno de 14,20 euros por trecho.

Revisado por Tarcisio Junior
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Elizabeth Gonçalves é jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há mais de um ano e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Irlanda

Dublin ocupa 34ª posição em ranking de qualidade de vida

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Publicidade

E-DublinXP II – Conheça nossos expositores: KLM

2 meses atrás, por Publicidade E-Dublin
Dicas de Viagem

5 destinos para curtir neve na Europa

3 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves
Pra Onde Ir

Intercambistas contam como é o Ano Novo na Europa

4 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
E-Dublin TV

Roteiro alternativo em Londres – Hevialand#16

5 meses atrás, por Tarcisio Junior
Publicidade

Conquiste uma experiência internacional na Irlanda

5 meses atrás, por Publicidade E-Dublin
Saúde

Depressão? Onde procurar ajuda na Irlanda?

6 meses atrás, por Deby Pimentel