Desemprego em área do euro é a menor em 11 anos

Desemprego em área do euro é a menor em 11 anos

Rubinho Vitti

3 meses atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

A taxa de desemprego ajustada sazonalmente da área do euro (EA19) foi de 7,5% em junho de 2019, face a 7,6% em maio e 8,2% em junho de 2018. Essa é a taxa mais baixa registada nessa área do euro desde julho de 2008, que inclui os países que utilizam o euro como moeda: Bélgica, Alemanha, Estônia, Irlanda, Grécia, Espanha, França, Itália, Chipre, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Holanda, Áustria, Portugal, Slovênia e Finlândia.

Desemprego na Irlanda caiu de 5,9% para 4,5%. Foto: Pxhere

Na UE28 — que inclui, além dos países da UE19, países que não utilizam o euro, mas estão na União Europeia — a taxa de desemprego foi de 6,3% em junho de 2019, estável em relação a maio de 2019 e menor que em junho de 2018, quando estava em 6,8%. Essa é a taxa mais baixa registada na UE28 desde o início da série de desemprego mensal da UE, iniciada em janeiro de 2000.

Esses números são publicados pelo Eurostat, o serviço estatístico da União Europeia. O Eurostat estima que 15,674 milhões de homens e mulheres estão desempregados na UE28, sendo 12.377 na área do euro. Comparado com junho de 2018, o desemprego caiu em 1.205 milhões no UE28 e 1,032 milhões na área do euro.

Entre os Estados-Membros, as taxas de desemprego mais baixas em junho de 2019 foram registadas na República Checa (1,9%) e Alemanha (3,1%). As maiores taxas de desemprego foram observadas na Grécia (17,6% em abril de 2019) e na Espanha (14,0%).

Em comparação com o ano anterior, a taxa de desemprego diminuiu em 24 Estados-Membros e manteve-se estável na Estônia e Polônia, embora tenha aumentado na Suécia (de 6,3% para 6,4%) e em Luxemburgo (de 5,6% para 5,8%).

As maiores quedas registaram-se na Grécia (de 19,8% para 17,6% entre abril de 2018 e abril de 2019), Chipre (de 8,3% a 6,5%), Croácia (de 8,6% para 7,1%), Irlanda (de 5,9% para 4,5%) e Eslováquia (de 6,7% para 5,4%).

Rubinho Vitti
Rubinho Vitti, Jornalista de Piracicaba, SP, vive em Dublin desde outubro de 2017. Foi editor e repórter nas áreas de cultura e entretenimento. Também é músico, canceriano e apaixonado por arte e cultura pop.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar