Destinos incríveis para curtir o verão na Irlanda em 2020

Destinos incríveis para curtir o verão na Irlanda em 2020

Elizabeth Gonçalves

2 semanas atrás

Seguro Viagem

Sabia que é obrigatório ter um seguro viagem para ir pra Europa?

As cidades irlandesas são puro charme, encanto e história. Portanto, se você quer aproveitar o verão que está chegando para desbravar a Ilha da Esmeralda, o que não falta são ótimas opções de lugares fascinantes para conhecer.

Sim, a gente sabe das restrições por causa da pandemia da Covid-19. A boa notícia é que, se tudo der certo, até agosto será permitido viajar pelo país. Então, que tal já se preparar para, finalmente, poder colocar as manguinhas de fora e aproveitar todos os tons de verde que a Irlanda tem a oferecer?

Fizemos abaixo um roteiro completo de três lugares mágicos para você conhecer neste verão irlandês.

Cork, o condado da boa gastronomia e da natureza selvagem

A cidade de Cork tem muitas atrações que merecem ser visitadas. Foto: Madrugadaverde | Dreamstime

Cork é o maior condado da Irlanda e faz parte do Wild Atlantic Way. Com mais de 1.000 km de costa, oferece uma quantidade fascinante de experiências a serem vividas.

Cork City é a principal cidade do condado e realmente vale a pena ser visitada. Construída em uma série de ilhas, essa antiga cidade mercante é rica em história marítima e tem muita tradição cultural.

Vibrante, Cork nos traz também uma próspera cena gastronômica. Sua lista de restaurantes premiados e o famoso English Market a tornaram a capital gastronômica da Irlanda, elogiada pelos críticos em todo o mundo, enquanto a florescente cena de cervejas artesanais de Cork complementa o catálogo interminável de bares aconchegantes e amigáveis, que geralmente servem de palco para shows de música irlandesa tradicionais.

O que ver:

Vale começar o passeio pela cidade visitando a principal instituição cultural de Cork, a linda Crawford Gallery, que remonta a 1724. O prédio, que era sede da alfândega da cidade, abriga atualmente uma grande quantidade de salas de exposições que são incrivelmente modernas. A galeria conta também com um charmoso restaurante, reconhecido por servir um dos mais deliciosos brunchs da cidade.

E por falar em comida, não dá para visitar Cork sem passar pelo English Market. O mercado comercializa todo tipo de iguarias irlandesas locais, como carne com especiarias, ling salgada (um prato tradicional de peixe branco irlandês) e drisheen (um tipo de linguiça feita com sangue), além de queijos locais.

E se você gosta de cerveja, não pode deixar de visitar a cervejaria Franciscan Well. Ela foi construída num monastério franciscano nada menos do que em 1219. O local conta com uma atmosfera vibrante e por lá são servidas pizzas no jardim. Imperdível!

Durante sua estadia pela cidade aproveite para dar um pulinho no Elizabeth Fort. Situado no lado sul da cidade, ele é considerado um dos melhores exemplos de um forte em forma de estrela do século XVII. O forte em si passou por várias fases e reconstruções. Originalmente construído em 1601 durante o reinado de Elizabeth I, sendo substituído em 1624 por um forte mais resistente.

O que ver ao redor de Cork:

O Blarney Castle é uma das principais atrações turísticas de Cork. Foto: Captblack76 | Dreamstime

Apenas uma curta viagem de 20 a 25 minutos a noroeste da cidade de Cork, está localizada Blarney, uma bonita cidade que cresceu em torno de uma das maiores lendas do mundo: a famosa Pedra Blarney.

Por lá, está localizado o Blarney Castle. Ele foi construído há quase seiscentos anos por um dos maiores chefes de estado da Irlanda, Cormac MacCarthy, que, na época, era rei do condado de Munster.

Leia também: Mizen Head, um paraíso escondido em Cork, Irlanda

O condado de Cork também é sede da Caverna Mitchelstown, que consiste em um dos maiores e mais complexos sistemas de cavernas da Irlanda. É possível fazer uma excursão guiada para conhecer as antigas passagens das impressionantes cavernas.

Outra opção para curtir a natureza é se dirigir ao Fota Wildlife Park. Essa reserva animal oferece paisagens amplas com animais exóticos alojados em habitats que se estendem por mais de 100 acres. A organização de financiamento independente responsável pelo parque prioriza a conservação de animais raros e ameaçados de extinção.

Onde ficar em Cork:

Na hora de escolher a sua acomodação em Cork, nada melhor do que utilizar um portal para comparar preços e achar a melhor opção para a sua estadia. Nós selecionamos algumas com o Booking.com para você:

Localizado na região central de Cork, o The Metropole Hotel está a poucos minutos a pé das principais atrações turísticas da cidade, além de oferecer uma bela vista para o rio Lee, que corta a cidade. O hotel tem quartos para duas pessoas a partir de €85.

O Ambassador Hotel é uma ótima opção a cerca de 1 km do centro de Cork. O hotel conta com quartos amplos e confortáveis, além de restaurante, bar e spa. Durante o verão, há quartos para duas pessoas disponíveis a partir de €144.

Para quem quer ficar localizado em Blarney, a The Blarney Stone Guesthouse tem opções de quartos para duas pessoas a partir de €129, com café da manhã incluso.

Dingle, entre belas paisagens e golfinhos

A Península de Dingle integra a rota turística do Wild Atlantic Way. Foto: Cristim77 | Dreamstime

Localizada no belo condado de Kerry, a Península de Dingle se estende por 48 quilômetros até o Oceano Atlântico, na costa sudoeste do Wild Atlantic Way da Irlanda.

O litoral magnífico consiste em falésias íngremes, como Slea Head, além de belas praias de areia, com a premiada Inch Beach, por exemplo.

Portanto, Dingle é o lugar perfeito se você quer passar férias num lugar rico em tradição, literatura e cultura, onde o gaélico prospera ao lado das línguas modernas, onde você pode relaxar e saborear a paisagem, a flora e a fauna, arte e fotografia, cultura, arqueologia, comida local, destilaria artesanal e cervejarias.

Esta publicação é um oferecimento da World Study

Inaugurada em 1998, a World Study já enviou mais de 100 mil alunos para o exterior em 300 destinos espalhados pelo mundo. Seja qual for a experiência internacional que você queira viver, a World Study vai ouvi-lo para oferecer o intercâmbio mais adequado ao seu perfil.

Solicite um orçamento exclusivo com a World Study e obtenha mais informações!

O que fazer em Dingle:

Dingle é parada obrigatória durante a sua viagem. A cidade, inclusive, já foi descrita pela National Geographic Traveller como um dos lugares mais bonitos do mundo. Apesar de pequena e de contar com pouco mais de 2 mil habitantes, recebe turistas durante todo o ano, principalmente entre os meses de abril e dezembro.

Além de caminhar pelo local, não deixe de fazer um passeio de barco para conhecer o morador mais famoso: Funghi, o golfinho. Embora a idade desse popular golfinho selvagem ainda permaneça desconhecida, ele é visto nas águas de Dingle há mais de 32 anos.

Ao redor da península, há atrações para todos os gostos, desde longas trilhas e caminhadas a opções de ciclismo, por exemplo. Isso sem falar nas atividades aquáticas, como surfe, caiaque, mergulho, remo, windsurfe, etc.

Leia também: 5 destinos imperdíveis na Irlanda

Também é impossível visitar a Península de Dingle e não ficar impressionado com sua herança artística e cultural. Reconhecido como bastião da língua e cultura irlandesas, o local conta com mais de 45 festivais ao longo do ano, cada um com seu caráter individual. Neles, as comunidades da península recebem visitantes para se juntar a eles em suas celebrações.

Gastronomia em Dingle:

A Península de Dingle tem uma longa tradição de comida caseira, panificação, pesca e agricultura.

Essa área remota e selvagem é famosa por uma intensa devoção de seus moradores a alimentos frescos e produzidos localmente. Frutos do mar pescados na hora, peixe defumado na charcutaria e carnes de gado e carneiros são combinados com legumes e ervas sazonais cultivados em casa, como tem sido por gerações.

Queijos artesanais, sorvetes feitos com o leite de vaca de Kerry, conservas, pães, chocolates, tortas são alguns dos doces da Península de Dingle. A maioria pode ser encontrada facilmente no menu de restaurantes e cafés locais e realmente devem ser saboreados.

Onde ficar em Dingle:

A região de Dingle conta com diversas pousadas aconchegantes para você ficar durante sua viagem. Foto: Booking.com

Dingle é repleta de pousadas, chamadas aqui de B&B (Bed and Breackfast). Por ser uma cidade tão comunitária, Dingle oferece aos viajantes uma oportunidade única de conhecer os habitantes locais, além de obter todas as melhores dicas sobre como conhecer a cidade.

A pousada Waterfront, por exemplo, está localizada no centro da cidade, de frente ao porto de Dingle. Com um ambiente acolhedor e confortável, ela oferece quartos para 2 pessoas a partir de €131 durante o verão.

Outra opção no centro da cidade é o Murphy’s Pub and B&B. A 1 minuto a pé de Dingle Harbour, o Murphy’s Pub and B&B é um pub irlandês tradicional com Guinness, comida caseira e música ao vivo. Dispõe de quartos com banheiro privativo, Wi-Fi gratuito e café da manhã irlandês completo por cerca de €90.

Já para quem quer ficar instalado de frente para uma das mais belas praias da península, a Inch Beach House B&B é uma ótima opção. A pousada tem quartos com preços a partir de €95 e café da manhã incluso.

Connemara, o cartão-postal de Galway

Connemara é o destino perfeito para curtir a natureza na Irlanda. Foto: Tab1962 | Dreamstime

Galway é o segundo maior condado da Irlanda, com muito mais a oferecer ao visitante do que apenas a cidade de mesmo nome. Seus mais de 6.000 quilômetros quadrados consistem em montanhas elevadas, na costa Wild Atlantic Way e na bela região de Connemara — lar da maior comunidade de língua irlandesa da Ilha.

Connemara é também uma das áreas naturais mais bem preservadas de todo o país, com uma rica paisagem e herança linguística.

O que ver em Connemara:

Você saberá que está em Connemara quando entrar em um imenso pântano, mas, ao dirigir, notará como a paisagem se torna uma mistura de rios, lagos, bosques, prados ricos, colinas escarpadas, montanhas dramáticas. Além disso, tropeçará em uma deslumbrante costa não poluída de praias inebriantes e águas azuis.

Clifden é a cidade mais populosa da região, com pouco mais de 3 mil habitantes. Está localizada próximo ao Oceano Atlântico, no oeste de Connemara e a cerca de 75 quilômetros de Galway.

Leia também: Galway: a Capital Europeia da Cultura 2020

Provavelmente, a melhor maneira de explorar Connemara é de carro. Com um carro, você pode parar onde e quando quiser e realmente sair da trilha batida. Vale destacar que existem pouquíssimas opções de transporte público na área, dadas as peculiaridades do terreno de turfa, as estradas menores costumam ser extremamente irregulares.

A cidade está a poucos quilômetros do Parque Nacional de Connemara, uma extensa área de 2.957 hectares de pântanos, picos de montanhas, prados e bosques irlandeses que é conhecida por ser o destaque de uma excursão por todo o país para alguns viajantes.

Depois de conhecer a abundante beleza natural aqui, dirija alguns minutos até a histórica Abadia de Kylemore e explore seu mosteiro beneditino e jardins murados vitorianos ou peça algo para comer na Tea House.

Onde ficar em Connemara:

Clifden é a cidade mais populosa da região e tem diversas opções de hospedagem. Foto: Booking.com

A pousada Sharamore House, em Clifden, está localizada a poucos minutos do centro da cidade e a cerca de 10 minutos de carro do Connemara National Park e outros pontos turísticos da região. O local conta com quartos espaçosos e confortáveis, a diária fica em torno de €110 para duas pessoas com café da manhã.

Também em Clifden, a The Stones Boutique oferece acomodação, cozinha compartilhada e café da manhã a partir de €89 euros.

Para conferir outras opções de acomodação em Connemara ou ao redor do mundo, confira o portal da Booking.com.

Veja também

Curiosidades sobre a Irlanda

Elizabeth Gonçalves
Elizabeth Gonçalves, Jornalista viciada em cinema, música e literatura. Paulistana, se apaixonou por Dublin, onde mora há cinco anos e sonha em fazer uma viagem de volta ao mundo.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar