Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Reflexões

10 atitudes que você deveria evitar no intercâmbio

Colaborador E-Dublin postou em 15 abr 2017

Quando saímos do nosso país rumo ao nosso tão sonhado intercâmbio, sempre temos alguns objetivos em mente. Dentre eles, podemos citar o aprendizado de um novo idioma, o contato com uma cultura diferente e a conquista de um emprego que permita a concretização de planos como viagens e aquisição de bens materiais.

Entretanto, quando chegamos ao nosso destino manter o foco torna-se uma tarefa difícil, pois nos vemos diante de um mundo inteiramente novo. Para fugir de possíveis armadilhas, o E-Dublin selecionou 10 comportamentos ruins, que os intercambistas devem evitar. Dê uma olhada!

1. Não traçar metas

Como dito no início deste post, traçar metas é primordial. Portanto, nossa primeira dica é: faça um planejamento bem estudado e anote-o para não se perder ao longo da jornada. Sem metas, as chances de algo dar errado serão bem maiores.

2. Ter vergonha de praticar a língua

Pratique o inglês. Foto: Shutterstock

Pratique o inglês. Foto: Shutterstock

Se buscamos o intercâmbio visando aprender uma nova língua, por que fugiremos das oportunidades de praticá-la? Apodere-se de todas as formas possíveis e deixe a vergonha de lado. Abuse das oportunidades de puxar assunto com os locais.

3. Faltar às aulas

A comodidade de quem está morando longe dos pais pela primeira vez acaba sendo a razão (ou desculpa) para a falta de assiduidade nas aulas. Lembre-se que a escola é o lugar onde você terá total liberdade para praticar a língua e tirar suas dúvidas, além de ser ideal para começar seu networking local.

4. Gastar descontroladamente

Vemos coisas novas, com bons preços e acabamos comprando demais, já que ainda estamos com a conta bancária gorda no início do intercâmbio. Para não cair nessa armadilha, o ideal é que você faça uma lista de prioridades e uma planilha de gastos. Vale mais a pena segurar a vontade de comer um deal do McDonald’s ou tomar aquela pint de Guinness do que ficar com a corda no pescoço.

5. Se fechar às outras nacionalidades

Faça amigos multiculturais. Foto Shutterstock

Faça amigos multiculturais. Foto Shutterstock

Muitas vezes, nos fechamos às outras nacionalidades apenas por já termos nos identificado com um grupo de brasileiros, o que implica em pouca prática do inglês. Não precisa se esconder dos nossos conterrâneos, mas nossa dica é: opte por lugares com público mais variado, para que, como dito no tópico nº 2, você possa praticar cada vez mais o idioma!

6. Continuar superconectado ao Brasil

Muitos intercambistas agarram-se demais aos recursos tecnológicos e acabam deixando de buscar seus objetivos. O intercambista precisa entender que a saudade do Brasil (amigos, família, etc.) virá cedo ou tarde, mas também não deixe que isso seja um impedimento para uma imersão cultural.

7. Desconhecer as leis do país de destino

Conhecer o mínimo sobre as leis do país de destino é fundamental para não cair em certas enrascadas. Busque informações confiáveis acerca das leis, assim como os costumes locais antes mesmo de embarcar. Assim, chegará bem preparado.

8. Fugir de roteiros culturais

Há diversas opções culturais gratuitas ou à preços acessíveis (principalmente para estudantes!). Fugir por achar desinteressante ou por querer economizar é abdicar de uma aula de inglês em um contexto cotidiano. Não deixe de aproveitar essas oportunidades!

9. Descuidar da saúde

Hábitos saudáveis são imprescindíveis. Foto Shutterstock

Hábitos saudáveis são imprescindíveis. Foto: Shutterstock

A mudança brusca de alimentação, rotina e até mesmo fatores climáticos, são aspectos que devem ser tratados com muita atenção. Portanto, observe o que as mudanças externas estão te causando internamente e, passo a passo, procure se adaptar.

10. Confundir intercâmbio com férias

E para fechar nossa lista, é justamente esta postura que leva muitos intercambistas a terem uma espécie de frustração ao voltar para o Brasil, sentindo que cumpriram pouco ou nada de seus objetivos. Então tenha esse tópico em mente sempre. O tempo passa voando e você não vai querer voltar com essa sensação, vai?!

Revisado por Tarcísio Junior
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para jornalismo@e-dublin.com.br

Sobre o Autor


Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio

Recentes e populares

Trabalho

5 sites para procurar emprego na área de saúde

1 semana atrás, por Elizabeth Gonçalves
Trabalho

Entenda como funcionam os direitos trabalhistas na Irlanda

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Agenda Cultural

15 eventos para curtir pela Irlanda em setembro

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Moradia

O lado obscuro do setor de TI na Irlanda

4 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Ensino Superior

Quais são as melhores universidades irlandesas?

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves
Agenda Cultural

15 eventos para você curtir em agosto na Irlanda

2 meses atrás, por Elizabeth Gonçalves