Dicas de alimentos saudáveis para o inverno

Dicas de alimentos saudáveis para o inverno

Colaborador E-Dublin

4 meses atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

Você já deve ter percebido que, no inverno, a fome aumenta e a balança pode, sim, subir alguns ponteiros. Frutas, legumes e verduras perderão espaço e tentações como chocolates, embutidos e alimentos mais calóricos se tornarão irresistíveis.

Não se sinta mal, pois você não está sozinho. A necessidade calórica no inverno é uma realidade, já que as baixas temperaturas exigirão mais energia para manter o corpo aquecido. O segredo está no equilíbrio. Mesclar legumes e verduras, por exemplo, ajudará na ingestão de fibras, o que o manterá saciado por mais tempo.

Com relação às carnes, principalmente no inverno, é importante apostar nas opções mais magras como lagarto, coxão e patinho. O frango permanece, mas sem a pele. Já para os temperos, aposte na cebolinha, sálvia, pimenta, curry, alecrim e em outras combinações para evitar o uso do sal.

Para não cair em armadilhas, a nutricionista e coach Lisiane Giusti lista algumas opções saudáveis e saborosas para mantê-lo aquecido nos dias frios, com boa carga nutricional de vitaminas e minerais que o seu corpo necessita.

E se você tem dúvida sobre quais são os principais vilões nos dias frios, vamos listar também os alimentos que devem ser evitados.

Alimentos saudáveis para se consumir no inverno

Sopas e caldos são bons aliados para a dieta durante o inverno. © Marina Bakush | Dreamstime.com

Sopas: substitua o macarrão, batata e mandioca por grãos integrais, como arroz integral e quinoa.

Cremes e caldos: use ingredientes funcionais, como as farinhas de chia e de linhaça.

Refogados: refogue as verduras e folhas para comê-las quentinhas, pois têm muitos ingredientes importantes. E ficam deliciosas! Brócolis, couve-flor, couve, acelga, cenoura e agrião são algumas sugestões.

Frutas assadas: as frutas frescas podem ser substituídas por frutas assadas, que terão os mesmos ingredientes, porém, como têm menos água, a quantidade consumida precisa ser menor, porque a quantidade de frutose é muito maior. Faça banana assada com canela, maçã, entre outras.

Frutas secas: as frutas secas têm os mesmos ingredientes das frutas frescas. Seguem algumas das delícias para serem apreciadas no inverno: tâmaras, nozes, damasco, ameixa seca, banana passa, castanha, amêndoas entre outras.

O chá é uma ótima opção para o inverno, mas não conta como hidratação. Sendo assim, as pessoas não podem deixar de tomar água, que são 35 ml por quilo de peso.

Alimentos que devem ser evitados no inverno

No inverno é comum esquecer as frutas e apostar nos processados. Fique atento. © Makidotvn | Dreamstime.com

Uma boa estratégia para evitar sucumbir às armadilhas do inverno é evitar os alimentos ricos em colesterol e gordura. Carnes gordas, banha de porco, produtos industrializados, aquela pele de frango tentadora, ou miúdos como fígado, moela, rins são vilões indiscutíveis.

Você não precisa eliminá-los completamente da sua dieta. Porém, é importante usar escolhas mais conscientes durante os dias frios, quando o seu corpo vai precisar de mais calorias que o normal. Tomar cuidado com as repetições também é importante. Organize o horário das refeições e evite cair na tentação de comer toda hora que der vontade.

Chocolate quente: superfamoso no inverno, o chocolate nada mais é que a combinação de açúcar, chocolate e leite. Ou seja, pura gordura e calorias.

Batata frita: assim como outros alimentos fritos, a batata entra no rol dos alimentos a serem evitados por ser rico em gordura saturada, o que pode aumentar o colesterol ruim. Prefira fazer uso de alimentos assados ou cozidos.

Sopas artificiais: os temperos de produtos industrializados são ricos em substâncias químicas, provocam a retenção de líquido. Por isso, todo cuidado é pouco devido à quantidade de sódio no produto. Muitos acabam apostando nelas pela praticidade, mas o impacto na dieta é bem negativo.

Pães branco e biscoitos recheados: as opções industrializadas e rápidas serão as primeiras a surgirem no inverno, já que a ingestão de frutas e dos crus cairá naturalmente.

Vinhos: entre as bebidas alcoólicas, o vinho certamente ganha espaço nos dias frios e, apesar de seus benefícios, sem moderação, ele pode se tornar um vilão, sobretudo por conta das calorias. Beba com moderação.

Lisiane Giusti,

Bacharel em Nutrição pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com formação em Nutrition Coach e Especialização em Perda de peso e Nutrição esportiva. Atualmente, atende em consultório em Dublin, na área de nutrição clínica. Conheça mais o trabalho dela no Instagram @nutricoachlisi.

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar