Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Economia

Dinheiro: Quanto se ganha e se gasta na Irlanda?

Júlia Paniz postou em 22 fev 2016

Chegou a hora de falar o que poucos tem coragem: dá para viver bem na Irlanda como um mero intercambista, com um trampo de 20 horas semanais? Afinal, quanto se ganha? Quanto vai sobrar ao final do mês?

Mostramos aqui a visão de alguns intercambistas que conseguem pagar suas contas com o salário mínimo de estudante. Mas no texto de hoje, vamos além e fazer uma comparação sobre o que mudou nesses últimos 8 anos, tempo de vida do E-Dublin.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O tão sonhado primeiro emprego

Para quem chegou ainda em 2008, o primeiro bico surgia já nos primeiros 20 dias. Lá por 2013, entrevistamos um intercambista que demorou 46 dias para encontrar o primeiro trabalho. Já o nosso entrevistado de 2016, demorou três meses para conseguir o primeiro salário em euros.

Para as três situações, o período avaliado foi de sete meses. Confira o resultado abaixo:

– Nas três situações o trabalho era ou é de garçom/ garçonete;
– O primeiro entrevistado de 2008 conseguiu dois bicos além dos dois trabalhos fixos que possui, já o intercambista de 2013 ficou apenas com um emprego nestes sete meses. O entrevistado de 2016 consegue, algumas vezes, realizar eventos esporádicos além do trabalho fixo;
– Nos dois primeiros casos os intercambistas procuraram também por trabalho na área; O terceiro chegou a conseguir entrevistas na área de contábeis, mas em todas elas esbarrou na questão da falta de um visto que lhe permitisse trabalhar full-time (40h). Lembrando que o Stamp 2, visto concedido para estudantes, limita o tempo de trabalho a 20 horas semanais, e apenas no verão e final do ano é possível trabalhar 40h/semana.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

A verdade é que está, sim, muito mais difícil de conseguir emprego. Alguns brasileiros têm conseguido trabalho na área, mas sabemos que para isso é preciso muito mais do que força de vontade, é preciso dedicação integral para achar aquilo que quer. Além do mais, a sorte precisa estar ao seu lado, porque muita gente tem competência mas não consegue o aval da empresa para o visto de trabalho.

Os “subempregos” ficaram escassos no país após a crise e a Irlanda está lentamente voltando a respirar melhor neste sentido. Porém, a demanda continua grande. Além de que, as mudanças da regulamentação para estudantes estrangeiros no país também impõem restrições para quem contrata e aquele jeitinho do passado está bem difícil de acontecer, já que os estabelecimentos comerciais podem ser punidos, caso contratem estudantes sem respeitar as normas do visto.

Mas nem tudo é ruim! De 2008 para cá, o salário mínimo, que chegou a ser reduzido e que nos últimos anos era de €8,65/hora, passou para €9,15/hora.

Quanto trazer?

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Em 2008, vir para a Irlanda com €2500 era um valor razoável, tendo em vista que a imigração exigia €1.500 para comprovação do visto. Atualmente, esse valor subiu para €3 mil. No entanto, enquanto se providencia a documentação para o visto, outros gastos são inevitáveis, como o depósito para o aluguel da nova casa, o consumo dos primeiros dias… e é necessário chegar com um dindim extra, já que até a imigração carimbar o passaporte com o Stamp 2 você não poderá usar os 3 mil euros.

No geral, os intercambistas dizem que uma verba extra de €500 a €1000 é o ideal para não passar perrengue na chegada.

Compras no Cartão de Crédito

Alguns intercambistas ainda deixam contas abertas no Brasil e não se desfazem de tudo que possuem. Alguns anos atrás, a prática de pagar contas aqui com cartão do Brasil ainda era comum, o que hoje se tornou inviável, já que o dólar, o IOF e outras taxas implementadas pelo governo brasileiro aumentaram muito.

Quanto se gasta mensalmente? (em média)

2008

Aluguel: €325/mês
Contas (luz + internet): €45/mês
Compras do mês (passando bem): €150/mês
Extras (ônibus, táxi, comer eventualmente na rua, sem bebida alcoólica): €100

Total: €620

2013

Aluguel: €260/mês
Contas (luz + internet): €40/mês
Compras do mês: €80/mês
Extras (ônibus, táxi, comer eventualmente na rua, sair de vez em quando): €120

Total: €500

2016

Aluguel: €340/mês
Contas (luz + internet): €35/mês
Compras do mês: €100/mês
Transporte: €80

Total: €555 apenas de contas fixas. Ficam fora deste valor as saídas, comer fora de casa, viagens, etc.

*Lembrando que os custos podem variar também de acordo com o padrão de vida que você escolherá ter. Dividir quarto e ter regras na casa para economizar nas contas, sempre acabam reduzindo o valor das contas.

O que deu para fazer?

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

2008

5 viagens, incluindo 2 shows, normalmente dois dias cada viagem, com gasto de cerca de €150 a €200, sem contar as passagens pagas com antecedência.

2013

O mochilão ficou para o final do intercâmbio do nosso entrevistado, que passou a viajar pelo interior da Irlanda além de voltar para a Inglaterra duas vezes.

2016

Com muito aperto, o nosso entrevistado conseguiu viajar para 3 países, economizando cada centavo durante todos os meses.

Renda Mensal

2008

O intercambista fez um balanço de quanto havia ganho na Irlanda em 7 meses, o que deu uma média de €700/mês

2013

Naquela época, ganhando um pouco melhor (€9/hora) e podendo trabalhar mais horas por semana, foi possível juntar uma média de €1400 por mês (contando com as gorjetas)

2016

O salário mínimo em 2016 passa a ser em torno de €700 por mês. Para o nosso entrevistado, que trabalha de garçom, a renda aumenta um pouco também devido às “caixinhas”, que podem chegar a €400 por mês, totalizando €1100 mensais. Porém, nem todos os subempregos na Irlanda possuem essa vantagem da gorjeta.

Saldo Final

2008

Dinheiro que trouxe do Brasil + cartão de crédito: €2950
Dinheiro que ganhou em 7 meses de Irlanda: (7 x €700) = €4900

Total de dinheiro disponível pelos 7 meses: €7850

Total de gastos: (7 x €620 = €4340) + (€325 de depósito) + (€450 do cartão) + (€1000 das viagens) + (€50 de presentes) = €6195

2013

Dinheiro que trouxe do Brasil (€3000) + euros que comprou durante o período: €4000

Dinheiro que ganhou em 7 meses de Irlanda: €9800

Total de dinheiro disponível pelos 7 meses: €13.800

Total de gastos: (7x €500 = €3500) + (€ 280 de depósito) + (€1000 euros extra comprados) + (€1500 viagens) = €6280

2016

Dinheiro que trouxe do Brasil: € 4800

Dinheiro que ganhou durante 7 meses de Irlanda (salário + gorjetas): (7 x €1100) = €7700

Total de dinheiro disponível pelos 7 meses: €12.500

Total de gastos: (7 x €555 = €3885) + (€400 de depósito) + (€700 das viagens)= €4985

Conclusão

• Considerando que agora o primeiro emprego está demorando um pouco mais para se tornar realidade, trazer os 3000 euros e mais um extra te dará uma folga para começar o intercâmbio mais tranquilo.

• Com €700/mês dá para viver. Viajar, sair todos os finais de semana, hmmm…. nem tanto! Mas, uma viagem a cada dois meses, reservando a passagem com antecedência, economizando em gastos supérfluos é possível.

• É fácil ganhar mais do que €700? Depende do trabalho. Para quem trabalha em restaurantes e pubs esse valor fica sempre acima da média exatamente por conta das gorjetas. Tudo vai depender também se você for atrás de algum extra que possa render uma grana a mais no final do mês.

Atualize-se com os valores e faixas salariais da atualidade. Para saber os custos na hora de fazer as compras da semana, clique aqui.

Revisado por Tarcisio Junior
Imagens via Shutterstock
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para jornalismo@e-dublin.com.br

Sobre o Autor


Repórter e colaboradora do E-Dublin, tem 24 anos e é formada em Jornalismo desde 2012. Trabalhou com assessoria de imprensa, mídias sociais e telejornalismo. Saiu de Blumenau, Santa Catarina, para estudar inglês em Dublin, na Irlanda, mas descobriu que aprenderia muito mais que apenas um novo idioma. É apaixonada por fotografia, livros, viagens e novas culturas.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

Recentes e populares

Crônicas

O intercâmbio e a descoberta de si mesmo

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Conte Sua Historia

Você é velho demais para fazer intercâmbio?

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Clima

Prós e contras de se chegar na Irlanda no inverno

2 semanas atrás, por Carol Braziel
Trabalho

Impostos trabalhistas na Irlanda: 12a, P45 e P60

4 semanas atrás, por Ávany França
Crônicas

O intercâmbio é bem assim: no fim é só você

4 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Ensino Superior

Vale a pena fazer faculdade na Irlanda?

1 mês atrás, por Colaborador E-Dublin
Publicidade

5 dicas de ouro para quem quer fazer intercâmbio

2 meses atrás, por Publicidade E-Dublin
Trabalho

5 Dicas para não entrar em pânico ao procurar emprego

2 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Reflexões

Intercâmbio aos 50. Embarque nessa ideia

2 meses atrás, por Edu Giansante
Clima

5 Dicas quentes para enfrentar o inverno europeu

2 meses atrás, por Colaborador E-Dublin
Idiomas

Dez nomes irlandeses que vai enrolar a sua língua

2 meses atrás, por Colaborador E-Dublin