Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Galway

É possível juntar dinheiro durante o Intercâmbio?

Alessandra Karla Leite postou em 29 nov 2017

Em tempos de uma crise político-econômica como a que o Brasil vem enfrentando nos últimos tempos, muitos brasileiros, em sua maioria os mais jovens, começam a pensar na possibilidade de uma temporada no exterior também como um meio de conciliar estudos, trabalho e, quem sabe, para juntar uma graninha em euro.

Se o seu objetivo é estudar, trabalhar e ter a experiência de viver em países com maior qualidade de vida, welcome! Mas, se você tem aquela visão romantizada de vivenciar tudo isso e ainda juntar uma bolada para levar no caminho de volta ao Brasil, aí a história muda!

Vamos à má notícia…

Juntar dinheiro na Irlanda apenas com o visto de estudante? Será que dá? © Outline205 | Dreamstime

Juntar dinheiro na Irlanda apenas com o visto de estudante… Será que dá? © Outline205 | Dreamstime

A resposta é não! Pelo menos não na Irlanda. A Ilha Esmeralda é um país muito acolhedor, que nos dá a possibilidade de permanecer como estudantes por um período predeterminado e até renovar o visto. No entanto, o alto custo de vida, aliado à limitação das horas permitidas de trabalho (20h semanais) para quem tem visto de estudante, são os principais entraves que inviabilizam a ideia de fazer uma reserva financeira.

Por que é difícil juntar dinheiro como estudante?

Com o valor referente à renda de entre 600-800 euros por mês, é possível pagar o aluguel, alimentar-se muito bem e até aproveitar os voos baratos para conhecer outros países da Europa, se você for econômico.

Uma das principais frustrações relatadas pelos estudantes é justamente a dificuldade de juntar o dinheiro necessário a cada oito meses para renovar o visto. É como se você estivesse chegando de novo, pois é preciso pagar as despesas da imigração, pagar um novo curso de seis meses na escola, entre outros gastos.

Interior: com quantos euros se vive em Galway, por exemplo?

Como estudante você conseguirá para as contas, mas luxos ou reservas é pouco provável. Crédito: © Ocusfocus | Dreamstime

Como estudante, você conseguirá pagar as contas, mas luxos ou reservas é pouco provável. Crédito: © Ocusfocus | Dreamstime

Bom, como já temos muitos textos relatando o custo de vista em Dublin, hoje nosso exemplo será a cidade de Galway. Reza a lenda que viver no interior é mais barato. Será?

No geral, um estudante de inglês gasta, em média, 600 euros mensais com as despesas básicas, incluindo aluguel de 350 euros, transporte público – embora muitos optem pela caminhada ou pela bicicleta – e alimentação. Mas, como disse, essas são as despesas básicas.

Não estou aqui contando com as roupas, capas de chuva, as pints, as idas ao cinema, entre outros gastos, que variam muito do estilo de vida de cada pessoa. Sem falar nos imprevistos, que sempre podem ocorrer.

Juntar dinheiro durante o período de trabalho full-time

Mas aí você deve estar se perguntando: Na Irlanda eu também vou trabalhar só para sobreviver? Para ser bem honesta, na maioria dos casos a resposta é sim! Isso tendo em consideração que você está aqui como estudante de inglês, com visto Stamp 2 e trabalhando apenas 20h por semana, como manda a lei. Já para quem possui outros vistos que permitem trabalho em período integral, a realidade é bem mais confortável.

No entanto, a boa notícia é que temos direito de trabalhar 40h por semana em alguns períodos do ano, ou seja, full-time. É dessa forma que a maioria dos intercambistas consegue o valor necessário para renovar e para o famoso mochilão pela Europa.

No final das contas, temos que ponderar muito para saber onde investir o dinheiro e ter a consciência de que o tempo na Irlanda é sim fantástico para melhorar o idioma, envolver-se com outra cultura, buscar outras possibilidades além do intercâmbio, etc. Mas, aquele formato do passado, onde muitos saíam do Brasil com o objetivo de juntar um bom dinheiro e investir no Brasil, ficou para trás há algum tempo.

Imagens via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Alessandra Karla Leite é jornalista e escritora, com especialização em Comunicação, Cultura e Arte pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. É apaixonada por tudo o que se relaciona a Literatura, Poesia, Cultura e Artes em geral. No começo de 2017, embarcou para Galway, no Oeste da Ilha Esmeralda – onde continua morando – para realizar o sonho do intercâmbio e buscar inspiração na terra da Poesia para futuras obras e projetos.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio

Recentes e populares

Dicas de Viagem

Saiba como viajar barato para os Estados Unidos

3 dias atrás, por Elizabeth Gonçalves
Publicidade

Mude sua Vida em 2018

1 semana atrás, por Publicidade E-Dublin
Eventos e Festivais

5 mercados de Natal imperdíveis na Irlanda

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Agenda Cultural

16 atividades para você curtir em dezembro na Irlanda

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Cultura

Conheça a famosa Casa Georgiana Nº29 em Dublin

2 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin