Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Alimentação

É pra isso que eu vim! – Parte 2

postou em 31 jul 2008

Acho que este post vai misturar um pouco do resultado das últimas duas pesquisas que fizemos no site: Experiencia de vida e Comida!

Nos primeiros tempos aqui em Dublin foi difícil. Comendo fora quando estávamos na Host Family (homestay), e depois dandos os primeiros passos na cozinha, ainda não sabíamos como fazer nada. E o pior, as marcas e tipos de coisas que gostávamos no Brasil, aqui recebem outro nome, ou são feitos de forma diferente.

A primeira comida a aprender a fazer o arroz!

– Alo mãe, como faz arroz?
– Filho, põe óleo na panela, frita um poquinho de alho. Aí poe uma porção de arroz para duas de água.. depois poe um pouco de sal!
– Beleza mae!

Pronto, sei fazer arroz! Po, mas por que ta ficando em bloco? Queimando o fundo…

Com o tempo fomos aprendendo! Depois de fritar o alho, antes de colocar a água, é bom dar uma fritada no arroz. Depois poe a água (e não precisa por tudo de uma vez). E no final, antes que a água seque toda, e voce queime o arroz, desligue o fogo, tampe a panela e deixe ela ali por uns 10 ou 15 minutos… só o calor e o vapor termina de cozinhar o arroz! Não queima e não fica em blocos!

Dos que a gente comprou (dos baratos, lógico), Easy Cook Rice da Tesco foi o mais fácil de fazer.

O ingrediente feijão a gente demorou um pouco mais pra descobrir o verdadeiro segredo!

Quando chegamos, falaram de comprar um feijão no molho de tomate (eles comem isso, e acham gostoso de verdade), e depois fazer ele normalmente. Ficou bizarro.

Depois, descobrimos que existe o Red Kidney Beans. É um feijão preto, maior que os que a gente come no Brasil. A diferenca é que eles já vem pré-cozidos.

O segredo do feijão é quase o mesmo do arroz. Óleo, frita alho e cebola. Pega a lata de feijão (eu tiro quase todo o líquido que vem na lata), e poe na panela. Poe 3/4 de lata de água. Mistura, tempera e tá pronto.

Pode parecer bobagem, mas antes de chegar aqui a única coisa que eu sabia fazer era esquentar coisas no microondas, ou fritar na frigideira, e olhe lá. Não sou o melhor cozinheiro do mundo, mas já consigo me virar. Se eu não tivesse vindo pra cá, talvez ainda levasse mais uns anos pra pensar em aprender isso tudo!

Além do arroz e feijão, já fizemos: Lasagna, Yakisoba, Macarrão Alho e Óleo. E acho que foi isso, vem mais por aí, já já!

Sobre o Autor


Fundador e CEO do E-Dublin, Edu chegou na Irlanda em 2008, no ano pré-crise, pegou a nevasca de 2010 e comeu cérebro de cabra em Marrakesh. O Edu também é baterista da banda Irlandesa Medz.

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

Como alugar

7 aplicativos essenciais para quem vive em Dublin

1 semana atrás, por Elizabeth Gonçalves
Crônicas da Ilha

Procura-se um lar

1 mês atrás, por Leandro Mota
Crônicas da Ilha

Dublin emagrece – e engorda!

2 meses atrás, por Leandro Mota
Alimentação

Culinária da Irlanda: Frutas e Verduras

4 meses atrás, por Edu Giansante
Alimentação

Por que engordamos no intercâmbio?

4 meses atrás, por Ávany França