Este site usa cookies para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar o nosso site você concorda com todos os cookies de acordo com nossa Política de cookies/privacidade. Concordo
Meu Intercâmbio

E quando um hobby vira profissão durante o intercâmbio?

Colaborador E-Dublin postou em 23 mai 2016

Como será trocar uma vida estável em sua área profissional e começar a atuar em algo que era o hobby do final de semana entre familiares e amigos? Essa é a história de Bruno Pinto, de 26 anos, pernambucano da cidade do Recife, que trocou o trabalho de produção e coordenação em marketing e eventos no Brasil para atuar como Line Chef na Irlanda.

shutterstock_134082242

Crédito: Shutterstock

Por Bruno Pinto
Colaboração: Fabiano de Araújo

Eu poderia começar dizendo que sempre tive uma vontade imensa de viajar por aí, o que não seria mentira, mas a verdade é que depois de seis anos trabalhando na área de marketing eu percebi que precisava sair da minha zona de conforto e conhecer realmente quem eu poderia ser.

Eu estava acostumado a olhar as fotos dos meus amigos sempre em lugares lindos e me perguntava: Por que não? Acredito que, assim como muitos, eu estive muito tempo preso aos meus sentimentos e deixei a minha ligação com familiares, amigos e até o medo da saudade me impedir de tomar a decisão que, há muito tempo, assombrava a minha mente, até que um dia essa vontade louca de conhecer o novo falou mais alto.

Artigo_10_Bruno (6)

Arquivo Pessoal

Quando percebi, já estava em uma feira de intercâmbio decidindo aquilo que iria mudar a minha vida bruscamente. Após muito pesquisar e analisar, acabei fechando o contrato com a agência de intercâmbio e marcando a minha primeira viagem ao exterior e com destino certo: IRLANDA!!!

Após um ano e meio me organizando, planejando e juntando dinheiro, eis que aterrizo na Ilha Esmeralda. Nesse meio tempo, compreendi melhor que a minha vontade não era apenas de viajar pelo mundo, o que eu queria mesmo era me sentir pertencendo a um lugar diferente do Brasil.

A escolha para viver essa experiência foi Dublin, lugar que vem deixando as minhas emoções ainda mais intensas e que me mostra todo dia que o melhor é não planejar tanto, pois assim como o tempo, aqui tudo pode mudar sem aviso prévio – e foi exatamente o que aconteceu com a minha vida profissional.

Já estava chegando na reta final do meu dinheiro, ou seja, desesperado por um emprego. Não havia encontrado nada e já estava há quase três meses morando na Ilha. Foi então, com a ajuda de um amigo que possuía um banco de e-mails das empresas aqui na Irlanda, que eu comecei a enviar o meu currículo. Eu apliquei para mais de quatrocentas empresas, para trabalhar em diversas funções. E foi assim, me candidatando à tudo, que a primeira entrevista aconteceu.

Artigo_10_Bruno (8)

Arquivo Pessoal

No Brasil, sempre tive o hábito de cozinhar como um hobby, mas nunca tinha trabalhado em uma cozinha profissional e muito menos feito algum curso de gastronomia. Cresci dentro de uma família que tem o talento nato de cozinhar de um tudo: sopas, salgados, bolos, doces, carnes, pastas, tortas, pizzas… e foi com os meus tios, tias e com a minha mãe que aprendi tudo o que sei sobre cozinha. Finalmente chegou a hora de colocar tudo isso à prova, pois a minha entrevista era para a função de line chef de um restaurante italiano. Isso mesmo! Foi a maior surpresa para mim, pois cheguei na entrevista achando que era para a função de Kitchen Porter. Aceitei o desafio e disse estar preparado, porém não imaginava que naquele momento teria de passar por um teste prático. Tive que preparar uma pasta para o chefe do restaurante em 15 min, eu estava tão nervoso que até hoje não sei como preparei tudo sem cometer nenhum erro fatal.

Quando terminei o prato e apresentei ao chefe, esperei ouvir um grande não, mas faltava ainda a prova de degustação – isso mesmo, além da apresentação visual, o chefe quis provar o que eu havia preparado. Eu suava frio enquanto ele estava saboreando o alimento. Quando eu menos esperava, ele me deu um enorme SIM. Desse dia em diante, comecei o meu treinamento no restaurante. Posso dizer que não foi nada fácil, mas com muita força de vontade, muito estudo e empenho me tornei Line Chef de um restaurante Italiano aqui em Dublin.

Artigo_10_Bruno (5)

Arquivo Pessoal

Eu sei que nada é fácil e hoje tenho dias pesados, com bastante trabalho e estresse, uma rotina comum em restaurante, mas confesso me orgulhar de não ter deixado a oportunidade de aprender algo além do idioma e ainda ganhar por isso. É incrível o que podemos descobrir sobre a nossa capacidade quando nos colocamos em teste. Para mim ficou muito mais claro que quando gostamos do que fazemos, tudo fica mais gostoso, ainda mais quando trabalhamos com algo que antigamente fazíamos por lazer.

Eu não gosto de pensar em arrependimentos, mas não é fácil se desapegar de toda uma vida que ficou no Brasil. Não é fácil suportar a tentação de querer voltar e a necessidade de querer ficar. Sendo assim, venho usando as novas possibilidades e as novas descobertas como combustível para seguir por aqui com calma, um dia após o outro, tentando algo diferente sempre, enfrentando alguns medos e assim, quem sabe, ser intensamente feliz.

Artigo_10_Bruno (4)

Arquivo Pessoal

Print

A série Meu Intercâmbio conta com a colaboração do repórter Fabiano Araújo e tem o objetivo de dar oportunidade a estudantes que estão vivendo a experiência de intercâmbio na Irlanda, de contar suas histórias, alegrias e perrengues como intercambistas. Se você também quer compartilhar como tem sido a sua nova vida desse lado do globo, basta entrar em contato com: [email protected]

Revisado por Tarcísio Junior
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Sobre o Autor


Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do colaborador do E-Dublin e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Quer ver sua matéria no E-Dublin ou ficou interessado em colaborar? Envie sua matéria por aqui!

Veja todos meus outros Posts

Orçamento Fácil

Preencha um formulário e receba orçamento de escolas e agências

Comece agora

E-Dublin: Tudo sobre Intercâmbio


Recentes e populares

E-Dublin TV

Como é ser DJ na Irlanda

42 minutos atrás, por Edu Giansante
Trabalho

Taxa de desemprego na zona do Euro é a menor desde 2009

2 dias atrás, por Elizabeth Gonçalves
Publicidade

Mude sua Vida em 2018

5 dias atrás, por Publicidade E-Dublin
E-Dublin TV

Trabalho de arquitetura na Irlanda

7 dias atrás, por Edu Giansante
Dicas de Viagem

5 destinos para curtir neve na Europa

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

Empregos que vão bombar na Irlanda em 2018

2 semanas atrás, por Edu Giansante
Publicidade

Seu intercâmbio na Irlanda de cara nova

2 semanas atrás, por Publicidade E-Dublin
Saúde

Hospitais irlandeses aumentam taxa de atendimento emergencial

2 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Essenciais

P60 e reembolso do imposto de renda na Irlanda

3 semanas atrás, por Elizabeth Gonçalves
Curiosidades

Trinity College: a Universidade mais antiga da Irlanda

4 semanas atrás, por Colaborador E-Dublin
Irlanda

Conheça Waterford, a cidade mais antiga da Irlanda

1 mês atrás, por Colaborador E-Dublin
Meu Intercâmbio

A saudade é algo que persiste no intercâmbio

1 mês atrás, por Colaborador E-Dublin
Cultura

Você já ouviu falar no Workaway?

1 mês atrás, por Elizabeth Gonçalves
E-Dublin TV

Engenharia Civil na Irlanda

1 mês atrás, por Edu Giansante
Trabalho

À procura de emprego na Irlanda?

1 mês atrás, por Colaborador E-Dublin