O guia definitivo para entrevista de emprego: 21 dicas de alta performance

O guia definitivo para entrevista de emprego: 21 dicas de alta performance

Edu Giansante

1 semana atrás

Quanto custa um intercâmbio?

Não vendemos pacotes e nem somos agência,
mas podemos te colocar em contato com elas.

Com o passar dos anos, muitas coisas mudaram na forma de selecionar candidatos para vagas de trabalho. No entanto, a entrevista de emprego permanece, tão temida e poderosa como antes.

Causadora de muita antecipação em candidatos de todas as idades, a entrevista não se torna motivo de preocupação à toa. Afinal, ela é o momento para o qual todo o processo seletivo caminha e no qual o poder de decisão do seu futuro profissional está mais próximo das suas mãos.

As palavras certas e o comportamento certo, combinados, podem garantir um novo emprego. Entendemos que a pressão é grande. No entanto, apenas se preocupar não é suficiente, pelo contrário, pode levar você ao mindset errado e ser contraprodutivo.

O que acontece é que todos esses fatores podem fazer pensar que você não é bom o suficiente para a vaga, e, sendo honesto, se esse for o caso, ela não será sua.

Mas vamos parar de teorizar. Sua entrevista de emprego está marcada, o que fazer agora?

Pode ser que você fique bastante tempo em espera. Revise as perguntas e respostas que elaborou. © Georgerudy | Dreamstime.com

Pode ser que você fique bastante tempo em espera. Revise as perguntas e respostas que elaborou. © Georgerudy | Dreamstime.com

Num cenário ideal, impressionar tanto os recrutadores que eles cancelem todos os outros candidatos e deem o emprego de imediato. Achou utópico? Pois não é, e com nossas 21 dicas você terá a melhor chance de se aproximar disso.

Abordamos, neste guia, tudo que você precisa ter em mente antes, durante e depois da entrevista. Estamos afirmando isso sem exagerar em nada, tendo em vista que falaremos, inclusive, sobre alimentação e higiene do sono.

Traremos para a discussão dicas de alta performance e inéditas. Além disso, falaremos com detalhes preciosos e de forma contundentemente diferente de coisas que você pensava estar cansado de ouvir.

E só para o caso de você achar que isso ainda não é suficiente para um guia definitivo, não acaba por aí, meu amigo, pois vamos fechar com insights de especialistas que podem fazer a diferença no grande dia.

Para tirar o melhor da leitura, pegue um bloco de notas. Anote em quais aspectos você precisa de mais trabalho e em quais você já se sente confiante. Aproveite para construir um calendário de aplicação pessoal com metas diárias que culminam em sua próxima entrevista. Temos certeza de que suas chances vão mais que dobrar.

O que empregadores procuram em uma entrevista de emprego?

Recrutadores buscam analisar o candidato por completo. © One Photo | Dreamstime.com

Recrutadores buscam analisar o candidato por completo. © One Photo | Dreamstime.com

Antes de começarmos com as dicas, é importante realizarmos um pequeno exercício de psicologia reversa. O que os recrutadores procuram em um candidato durante uma entrevista de emprego?

Já parou para pensar sobre isso? Pode ser que esteja tão preocupado pensando no quanto precisa da vaga, que nem se colocou na posição do empregador por alguns minutos. Contudo, essa deveria ser uma das primeiras coisas em sua mente, antes mesmo de começar a se preparar.

O que a empresa está precisando? Você tem isso para oferecer? Contratar seria lucrativo?

Você não está pedindo esmola, está se candidatando a uma vaga de emprego. Se você não é um bom candidato para a vaga, infelizmente só temos uma dica para você neste guia: candidate-se a outra vaga.

Mas vamos lá, digamos que você consiga se passar por um bom candidato na base da mentira para um péssimo recrutador. Sabe o que aconteceria? Bem, provavelmente você não passaria da fase de experiência.

Algo assim seria ruim para você e para a empresa. Por isso, vale a pena revisar suas pretensões e se candidatar para um emprego em que você saiba poder atuar com confiança e crescer profissionalmente.

Agora, se você sabe que é uma ótima escolha para a vaga, basta mostrar a eles essa verdade, e é exatamente para isso que servirão todas as dicas. Isso deve ser suficiente para tirar um pouco a pressão que está sentindo. Viu como é importante começar por esse exercício? E olha que ainda nem finalizamos.

Uma entrevista de emprego, feita com carinho, para uma posição estratégica, leva de 45 minutos a uma hora. Pode parecer muito tempo para você que está nervoso e com medo de vacilar. Não deveria.

Definitivamente, não é tempo suficiente para que um empregador tenha certeza de que colocar sua empresa em um compromisso de longa duração com você é uma boa ideia. E é aqui que você deve dedicar a sua energia. Não em fingir ser quem você não é, mas em conseguir mostrar que você é o candidato certo em um período tão curto de tempo. Esse é o seu desafio.

Mantenha em mente que você será julgado em todos os aspectos possíveis, como:

  • Aparência
  • Linguagem Corporal
  • Autoconfiança
  • Conhecimento

Ok, talvez aquela pressão tenha voltado agora, mas temos certeza de que essa tarefa, pelo menos, é possível. E com nossas dicas você se sentirá preparado para o desafio.

Para facilitar sua compreensão, organizamos nossas 21 dicas em 3 grupos, e o primeiro não vem nessa posição à toa. Vamos falar de preparação?

Como se preparar para uma entrevista de emprego?

Correndo risco de estar apelando para uma citação que já foi usada demais, vamos abrir essa seção com o que disse Benjamin Franklin, “Ao falhar em se preparar, você está se preparando para falhar”. Nesse caso, essa lógica não poderia estar mais correta.

Cada entrevista é um evento único e necessita de preparação específica. Mesmo que existam outras entrevistas, nenhuma será para essa vaga. Dependendo de como você for nessa, talvez nenhuma outra seja para essa empresa.

Quanta preparação é muita preparação? Não acreditamos que exista um limite, pelo contrário, quanto mais tempo você tiver, melhores serão suas chances. Faça o seu melhor.

1 – Pesquise a empresa e a vaga para a qual está se candidatando

Aprenda absolutamente tudo que existe para saber sobre a empresa e o cargo. Vamos dizer por onde começar, mas o importante é que você se deixe guiar por uma curiosidade sincera.

No site da empresa, leia cuidadosamente cada página, aprenda tudo sobre sua história, produtos, serviços, valores e missão. Procure informativos que a própria empresa solta de tempos em tempos e leia todos os recentes.

Nos perfis da empresa em redes sociais você conseguirá absorver informações sobre sua cultura e a forma como gosta de ser vista pela comunidade. Fique de olho nos comentários dos posts da organização.

Usando o LinkedIn, você conseguirá identificar empregados da empresa. É relevante que você pesquise pessoas que atuam no cargo que você deseja e suas qualificações. Além disso, pode aproveitar para descobrir um pouco mais sobre o perfil dos recrutadores e dos profissionais de RH.

Não se esqueça, é claro, do Google e de verificar as diversas menções à empresa, todas as notícias recentes, críticas e elogios.

Por último, uma ferramenta super interessante para esse tipo de pesquisa é o Glassdoor (antigo Love Mondays no Brasil). Lá você vai encontrar opiniões e avaliações sinceras de empregados de milhões de empresas.

Em resumo, meu amigo, deixe o stalker dentro de você sair livre. Faça notas de todas as informações que serão úteis na entrevista. Digo úteis para demonstrar interesse e preparo e para ajustar seu comportamento. Por favor, não assuste o entrevistador ao demonstrar conhecimento de informações pessoais.

2 – Conheça o seu currículo

É bem provável que surgirão diversas questões sobre o seu currículo. Se não diretamente, perguntas incentivadas por ele. Por isso, é importante que você saiba exatamente tudo que está lá.

E indo além, que consiga responder diversas perguntas de forma a fortalecer o que deixou por escrito.

Esteja preparado para provar que, de fato, tem quaisquer competências e habilidades que afirmou ter no papel.

3 – Pratique responder todas as perguntas possíveis

Já ouviu falar que a prática leva à perfeição? Então, chegou a hora de jogar fora a sua vergonha e começar a responder perguntas comuns em entrevistas de emprego em voz alta, para o espelho ou um amigo.

Acha que estamos exagerando? Não mesmo! Pensar ter formulado uma resposta ou, mesmo, escrever uma, não se compara à dificuldade de pronunciar a resposta perfeita em um ambiente de pressão. Sua melhor chance está em já ter prática.

A boa notícia é que você pode já chegar 100% preparado para responder todas as perguntas que são quase sempre feitas.

O vagas.com.br preparou uma lista de perguntas ultrafrequentes em entrevistas de emprego, e selecionamos algumas para que você possa começar a treinar a resposta.

  • Você pode falar um pouco sobre você?
  • Por que você quer este trabalho?
  • Por que devemos contratar você?
  • Quais são seus pontos fortes?
  • Quais são seus pontos fracos?
  • Qual é a sua maior conquista profissional?
  • Fale sobre um desafio ou conflito que você enfrentou no trabalho e como você lidou com isso.
  • Onde você se vê daqui a cinco anos?
  • Por que você foi demitido?
  • Qual é sua expectativa salarial?
  • O que você pode nos oferecer que outra pessoa não pode?

Comece garantindo que é capaz de responder em voz alta e em menos de 2 minutos qualquer uma dessas perguntas. Anote suas respostas e pratique várias vezes. Caso sobre tempo, avance por listas maiores disponíveis na internet.

Se precisar de ajuda para começar a responder algumas dessas perguntas, não se preocupe. Fizemos um vídeo sobre isso há um tempo que ficou muito bom. Dá uma olhada.

4 – Prepare-se para questões inusitadas

Já está 100% preparado para as questões comuns? Agora é hora de virar profissional. Esteja também preparado para responder perguntas bastante inusitadas. Veja, por exemplo, algumas separadas pela Exame que já foram feitas por essas empresas famosas.

  • “O que você faria se fosse o único sobrevivente em um acidente de avião?” – Empresa: AirBnB
  • “Se você acordasse e tivesse 2 mil e-mails não lidos e pudesse responder apenas 300 deles, como escolheria quais responderia?” – Empresa: Dropbox
  • “Qual sua princesa favorita da Disney?” – Empresa: Cold Stone Creamery (rede de sorveteria)

Será que isso realmente acontece? Esse tipo de pergunta tem se tornado moda em entrevistas de emprego de Startups e empresas de tecnologia.

Já sabe suas respostas? Não esquenta a cabeça, não precisa se desesperar, preparamos um passo a passo para você usar caso se descubra em uma situação dessa.

É importante que você leve em consideração que, independemente da pergunta, o objetivo dos recrutadores não é te ver gaguejar. Mas, sim, avaliar por meio de sua resposta espontânea se sua forma de raciocínio e prioridades são compatíveis com as da empresa. Com isso em mente, a melhor solução é se comportar da seguinte forma.

  1. Transpareça calma e confiança.
  2. Ganhe um pouco de tempo com uma frase do tipo: “Boa pergunta, me dê uns instantes para pensar sobre isso”.
  3. Reflita sobre qual habilidade necessária à função pode ser demonstrada na resposta à pergunta.
  4. Construa uma resposta que demonstre essa habilidade e resolva de fato o problema proposto.
  5. Caso o branco em sua cabeça seja inevitável, é melhor lidar com isso de forma direta e permitir que a entrevista continue em vez de enrolar. Para tanto, diga algo no seguinte sentido: “A pergunta é realmente muito interessante, e gostaria de respondê-la com carinho. Posso tirar um pouco mais de tempo para considerar e respondo mais tarde?”.
  6. Preste atenção na entrevista. Nada de ficar viajando na pergunta feita, seu cérebro trabalhará nela naturalmente enquanto a conversa segue para outros rumos.
  7. Quando a resposta ocorrer, aproveite uma oportunidade que surja para voltar ao assunto. Caso contrário, opte por encaminhar a resposta em seu follow-up (falaremos sobre isso mais tarde).

5 – Prepare perguntas para a empresa

Na maior parte das entrevistas, você vai receber a oportunidade de fazer algumas perguntas para a empresa. E mesmo que a oportunidade não seja dada, se o clima da conversa for positivo é importante que você as faça, mesmo assim.

Em primeiro lugar, porque fazer questionamentos ao recrutador vai dar uma oportunidade única de demonstrar seu nível de preparo e interesse na vaga, além de, é claro, demonstrar mais sobre quem você é. Em segundo lugar, porque toda entrevista é uma via de mão dupla.

Deixa eu explicar, você não é o único sendo julgado, você também deve avaliar se essa empresa é um bom lugar para investir a sua carreira. E demonstrar, respeitosamente, esse nível de confiança e preocupação só traz vantagens.

Planeje com antecedência as perguntas que gostaria de fazer e evite voltar em tópicos que já foram abordados. Separamos alguns questionamentos interessantes e que vão passar boas impressões para você começar.

  • Pode me contar mais sobre as responsabilidades diárias que terei se preencher a vaga?
  • Como você descreveria a cultura da empresa?
  • Como vocês medem e avaliam desempenho?
  • Que qualidades você diria que são necessárias para se ter sucesso nessa função?
  • Qual é a sua parte favorita de trabalhar na empresa?

E por último, temos uma pergunta que pode permitir virar o jogo em um fator que você nem sabia que estava atrapalhando:

  • Existe algo no meu passado ou currículo que faz você questionar se sou o candidato certo para essa vaga?

6 – Aprenda o caminho para o local da entrevista

Programe-se para chegar com antecedência a entrevista. Atrasos são imperdoáveis. © Kiosea39 | Dreamstime.com

Programe-se para chegar com antecedência à entrevista. Atrasos são imperdoáveis. © Kiosea39 | Dreamstime.com

Olhar a localização da empresa no Maps, definir sua rota até lá e o meio de transporte que usará não é o suficiente. Pelo menos, não se você realmente quiser esse emprego.

Faça um teste. Se possível, no mesmo dia da semana em que está marcada sua entrevista, percorra o caminho até o local, mirando chegar com, pelo menos, meia hora de antecedência.

Descubra quanto tempo de fato é necessário. Calcule rotas para o caso de acidentes de trânsito e bloqueios. E se programe para no dia chegar meia hora antes, mesmo que tudo dê errado.

Se com todo seu preparo, ainda assim alguma coisa sair do controle e você for atrasar, respeite o tempo de seus possíveis empregadores. Por mais vergonhoso que seja, ligue avisando e tente remarcar para mais tarde. Nem tudo está perdido.

7 – O que levar para a entrevista de emprego?

Estar preparado envolve levar para a entrevista alguns itens essenciais que podem ser necessários. Coloque em uma bela e superdiscreta pasta ou bolsa os seguintes itens:

  • 10 cópias do seu currículo (caso eles não tenham preparado uma cópia, e você queira mencionar algo)
  • Seu portfólio impresso (caso seja viável)
  • Caneta e um bloco de notas (o mundo ainda não está pronto para candidatos que tomam nota em um smartphone)
  • Uma versão escrita das questões que você planeja perguntar (para olhar enquanto aguarda, não durante a entrevista)
  • Uma lista de referências para entregar, caso seja solicitada
  • Certificados originais que você menciona ter no currículo
  • Balas de menta para combater o mau hálito (de forma alguma use durante a entrevista)

9 – Defina como vai se vestir

Sabe qual é a roupa certa para a sua entrevista de emprego? A usada pelos funcionários da empresa no dia a dia. Para descobrir se a cultura da empresa é mais formal ou descontraída quanto a vestimentas, explore bastante os perfis sociais da organização e de seus funcionários. Se necessário, faça uma visita antes de sua entrevista de emprego.

Prepare suas roupas, no mínimo, na noite anterior, de forma a se misturar bem na empresa. Verifique se elas estão passadas, sem manchas ou buracos. Além disso, garanta que seus sapatos também estejam em ótimo estado.

Se não tiver certeza sobre o código de vestimenta da empresa, é melhor se vestir bem demais do que o contrário.

9 – Durma bem

Sabemos que você estará ansioso, e que isso é exatamente o que você não precisa para dormir bem. No entanto, existem coisas que você pode fazer para contra-atacar a ansiedade e garantir, ao menos, 8 horas de sono de qualidade.

Encerre todas as suas atividades ao menos duas horas antes do momento de dormir. Desligue todas as telas. Nada de ler sobre a entrevista, pois isso o deixará ansioso de novo.

Tome um banho morno de 15 minutos antes de se deitar e, então, leia um livro de ficção ou escute músicas relaxantes.

Dessa forma, você vai construir uma ótima noite de sono. Só não se esqueça de programar o despertador!

10 – Tome café da manhã

O café da manhã é a refeição mais importante do dia. Quantas vezes você já ouviu essa afirmação? Sendo ela verdade ou mentira, é extremamente importante acertar na escolha de seu desjejum ao se preparar para uma entrevista de emprego.

Evite itens que podem causar dor de barriga ou mesmo uma leve letargia. Você está mirando em consumir boa energia para manter seu cérebro em pleno funcionamento.

Por isso, dê preferência a opções proteicas, boas gorduras e carboidratos complexos.

O mesmo cuidado deve ser redobrado caso a entrevista seja depois do almoço. Se for esse o horário, aposte em uma alimentação leve.

11 – Não surte

É normal que seus níveis de ansiedade cresçam perigosamente quanto mais próxima estiver a entrevista de emprego. Aceite isso, não tente lutar contra sua natureza, respire e se lembre que fará o seu melhor. Mantenha em mente o que estabelecemos ainda no começo desse artigo, você é um ótimo candidato, e é apenas isso que veio mostrar.

Além disso, não se esqueça de que você também estará julgando se essa é uma ótima empresa, tome controle da sua carreira e realmente não se contente se não for. Lembrar que você está numa posição de poder costuma ajudar com o nervosismo.

O que fazer durante uma entrevista de emprego

Nas entrevistas, seja você mesmo e controle a linguagem corporal. Foto: Gpointstudio/Dreamstim

Nas entrevistas, seja você mesmo e controle a linguagem corporal. Foto: Gpointstudio/Dreamstime

Acabou o preparo, o grande dia chegou, você já está dentro do prédio, simplesmente aguardando ser chamado. O que fazer agora? Como se comportar? Como tirar o melhor de todas as oportunidades que estão prestes a surgir? Nessa seção, você vai encontrar tais respostas.

12 – Incorpore sua identidade

Opa, peraí, se já é minha identidade, por que preciso incorporá-la? Porque a maioria das pessoas opta por fingir ser quem não é em situações de pressão e vergonha.

Pensa comigo. Pessoas com pouca autoconfiança tendem a se comportarem como se todo mundo estivesse fazendo um favor a elas no lugar, agindo como se não merecessem a vaga, mesmo sabendo que estão a altura dos requisitos. E pessoas arrogantes tendem a agir como se fossem donas de tudo e não tivessem defeitos a declarar que os fizessem menos qualificados que outros candidatos.

Estamos mirando no meio aqui. Saiba para qual dos dois lados você tende a ir, reconheça isso, e se controle para incorporar sua identidade real, em todas as suas ações. Aja como alguém que é grato pela oportunidade, mas que sabe que é um ótimo candidato.

13 – Seja bem-educado

Ser educado é gratuito, e quase todos os candidatos estão prontos para tratarem o entrevistador como um rei absolutista. O que poucos fazem é lembrar que esse tipo de educação seletiva é óbvia falsidade.

Seja polido e trate com respeito e carinho todos que encontrar em seu caminho até a entrevista e faça o mesmo no caminho de volta.

14 – Controle sua linguagem corporal

Estudos sugerem que a linguagem corporal é responsável por 60 a 65 por cento de toda comunicação humana. Não subestime isso. Especialmente porque recrutadores são normalmente treinados para ler seu corpo.

O autoconhecimento é o que vai ajudar aqui. Faça entrevistas-teste com amigos, filme-se e conheça os seus cacoetes, para que, quando a hora chegar, estejam todos sob controle.

Vamos ver algumas dicas gerais.

  • Comece com um sorriso e uma saudação sincera
  • Ofereça uma aperto de mão firme
  • Apresente-se com confiança
  • Dirija-se ao entrevistador pelo nome
  • Diga que é um prazer conhecê-lo
  • Mantenha contato olho no olho (sem parecer um psicopata)
  • Sente-se de forma ereta e confortável
  • Evite cruzar os braços

15 – Seja você mesmo

Autenticidade é vista como essencial por vários recrutadores, e é aconselhada por diversos livros e autores. Mesmo assim, estima-se que 81% das pessoas mentem durante a entrevista de emprego.

Não caia nessa armadilha, meu amigo. Ao responder perguntas sobre suas habilidades e competências, faça um link com experiências e exemplos reais de sua vida.

Se o entrevistador perguntar algo que você não souber responder, não tenha medo de admitir. No mínimo, você ganhará seu respeito.

Se suas opiniões pessoais forem questionadas, não deixe de ser sincero. No entanto, faça isso de forma respeitosa. Lembre-se de que, nesse ponto, suas redes sociais já foram analisadas, e leve isso em consideração ao ponderar como comentar tópicos polêmicos.

16 – Ouça ativamente

Muito tem-se falado recentemente sobre a Escuta Ativa, tema que já não é novo. Além disso, você provavelmente ouviu seus pais dando um sermão sobre saber ouvir. Mas será que você prestou atenção mesmo?

Faça esse simples teste na próxima vez em que for conversar com um amigo para descobrir como estão suas habilidades de escuta. Enquanto ele fala, você apenas escuta, ou fica formulando sua próxima resposta ao que ele está dizendo?

Esse pequeno questionamento é suficiente para nos fazer repensar o quanto realmente escutamos. Será que o que a outra pessoa está falando é realmente tão tedioso que não merece nossa atenção completa? Mesmo que seja esse o caso com seus amigos, não será assim em uma entrevista de emprego.

Por mais tentador que seja formular como vai responder, você não saberá a resposta certa a não ser que ouça 100% do que foi perguntado. Pequenos detalhes em seu comportamento e comentários podem garantir a vaga. Escute e, depois disso, reflita e responda.

17- Saiba ser preciso e conciso

Está lembrado de que o tempo de uma entrevista é sempre curto e insuficiente para que o avaliador o conheça por completo? É importante que você o ajude. Dê respostas de qualidade, mas com concisão.

Não é um problema você contar histórias de resolução de problemas e outras experiências profissionais relevantes. Mas não deixe que elas saiam do tópico.

Use um relógio e cheque-o disfarçadamente. Mirar em 2, no máximo 3 minutos por resposta é saudável.

18 – Termine suas falas bem

Durante a maior parte da entrevista, é o recrutador que vai dar as cartas, escolhendo as perguntas e guiando a conversa. Mas você tem mais influência nisso do que pensa.

Controlando a forma como termina suas falas, você será capaz de ditar muito sobre a próxima questão vindo em sua direção. Opte por finalizar em notas positivas.

O entrevistador provavelmente vai pegar um gancho no que você disse por último para fazer a próxima pergunta.

Por exemplo, se uma pergunta exigir que você mencione uma demissão, terminar sua fala nesse ponto pode fazer com que o recrutador questione por que foi demitido. Continuar até chegar em um ponto positivo, de preferência um interessante, pode livrá-lo disso.

19- Não fale mal de sua antiga empresa ou chefe

Essa dica continua valendo, mesmo que você tenha todos os motivos do mundo para falar mal de sua antiga empresa. Digamos que o pior tenha acontecido e que você tenha saído de lá por que a cultura tóxica estava fazendo mal, você não tem nada a ganhar mencionando isso.

Em uma entrevista de emprego, sua capacidade de lidar com problemas, resolvê-los, encaixar-se e trazer valor à empresa serão pontos julgados. Toda história tem dois lados, e se você contar o seu, nada impedirá o recrutador de pensar que existe outro.

Deixar o entrevistador em dúvida sobre se você é uma pessoa razoável ou difícil de agradar, se é capaz de resolver problemas ou se desiste não trará vantagem alguma em um processo seletivo.

Ao responder perguntas que poderiam levar você a murmurar, foque em sua autorresponsabilidade, em seu esforço ativo de construir sua carreira, e em ninguém mais.

O que fazer depois da entrevista de emprego

Faça uma auto-análise do processo e entenda o que precisa melhorar. © Melpomenem | Dreamstime.com

Faça uma autoanálise do processo e entenda o que precisa melhorar. © Melpomenem | Dreamstime.com

Ao finalizar a entrevista, independentemente de quão bem ou mal você acha que tenha ido, seja tão educado quanto ao chegar. Agradeça a oportunidade e se coloque à disposição.

Seja cortês com todos no caminho de volta e lembre-se de que a entrevista não acabou de verdade.

20 – Analise o que aconteceu

Ao chegar em casa, enquanto sua memória ainda está fresca, analise tudo o que acabou de acontecer. Anote as perguntas que foram feitas e suas respostas. Destaque pontos em que você foi bem e outros nos quais vacilou.

Além de ser capaz de refletir sobre isso para uma próxima entrevista caso as coisas não sejam como desejado, essas informações serão úteis se uma nova entrevista for solicitada, e também para o próximo item da nossa lista.

21- Escreva o follow-up perfeito

Envie ao recrutador (caso possível; caso contrário, ao contato que tiver na empresa) um e-mail agradecendo a oportunidade. Faça isso no mesmo dia da entrevista.

Mantenha o texto conciso.

Para que ele se lembre de quem você é, mencione alguma coisa memorável que tenha acontecido durante sua conversa. Por exemplo, um tópico que vocês repetiram bastante ou algo sobre o qual riram muito.

Resuma mais uma vez por que você acha que é a escolha certa para a empresa e reitere que adoraria se juntar ao time.

Esse também é um bom momento para enviar alguma entrada do seu portfólio ou exemplo de trabalho que faça sentido para a vaga e seus desafios.

Dicas de especialistas

Temos certeza de que, aplicando essas 21 dicas, sua próxima entrevista de emprego pode muito bem ser a última. No entanto, não poderíamos fechar esse texto sem antes trazer a perspectiva detalhista de profissionais com anos de experiência no campo.

Insights, retirados de entrevistas e livros, que, se aplicados no todo que discutimos, trarão ainda mais segurança para o momento decisivo.

Felipe Brunieri, da Assetz Expert Recruitment

“A entrevista de emprego é muito curta. O candidato tem mais ou menos uma hora para se fazer conhecer e mostrar a que veio.”

Ao trazer à tona mais uma vez a necessidade de usar o tempo da melhor forma possível, Felipe deixa uma dica matadora: identifique o estilo e jeito de falar de seu entrevistador e se porte de forma similar.

“Cada recrutador tem uma personalidade diferente: alguns são mais sisudos e formais, enquanto outros preferem uma abordagem mais coloquial e descontraída. Identificar rapidamente esse estilo, e se adaptar a ele, conta muitos pontos ao seu favor. (…) Se o headhunter vem de RH, de finanças ou do comercial, isso deve estar refletido na sua forma de se dirigir a ele.”

Cesar Kaghofer, proprietário da Dale Carnegie Training

A recomendação de Cesar é que você estruture suas respostas em torno que como você pode trazer soluções para a empresa.

“O foco da conversa deve ser em resolver o problema do empregador. O que a empresa está precisando?”

Raphael Falcão, diretor da consultoria Hays

Raphael destaca que o maior diferencial que você pode ter é autenticidade.

“A ‘magia’ acontece quando a pessoa mostra que não está forçando um personagem para convencer você a contratá-la.”

Também aponta a importância de quebrar o gelo no começo das entrevistas com assuntos do cotidiano, mas, ainda assim, de forma interessante.

“Essa conversa, de início, costuma revelar o repertório cultural do candidato, seu conhecimento geral e sua capacidade de conectar assuntos. (…) Se a pessoa consegue dizer coisas triviais, porém interessantes, a entrevista já começa bem.”

Paulo Sérgio Camargo, especialista em Linguagem Corporal

Paulo destaca a importância de detalhes, como seu sorriso ao entrar na sala e sua postura ao ouvir uma pergunta.

“Pode parecer um detalhe irrelevante, mas o sorriso é uma arma poderosíssima para criar um vínculo interpessoal.”

“Se recostar para trás ao ouvir uma pergunta mostra defensividade, como se você não gostasse do que está sendo dito.”

Uma dica deixada pelo profissional e de fácil aplicação para evitar esse problema é intencionalmente se inclinar ligeiramente para frente durante perguntas.

James Rice, da WikiJob

James deixa uma importante dica que, além de melhorar suas chances, pode impulsionar seu networking.

“Pergunte ao entrevistador se você pode solicitar uma conexão com ele no LinkedIn e, se ele der permissão, envie a solicitação logo após a entrevista. Isso ajudará a ficar na memória dele ou dela, e também garante que seu perfil recentemente atualizado seja visto. Mesmo se não for escolhido nessa ocasião, você será capaz de manter contato, o que pode levar a novas oportunidades mais tarde.”

Jon Hayes, da Authority Hacker

Novamente, um especialista deixa um conselho sobre autenticidade e honestidade, mesmo ao tratar de temas delicados.

“Seja honesto ao falar sobre suas falhas. Honestidade e abertura estão se tornando uma qualidade cada vez mais importante no mundo de hoje. Quando eu pergunto a alguém qual é a sua principal fraqueza, na verdade estou tentando descobrir quão aberto e introspectivo é o candidato. Se eles vêm com uma resposta pronta, que obviamente não é verdade, isso instantaneamente ativa uma sinal vermelho.”

Erros fatais para evitar em uma entrevista de emprego

Seguindo todas as dicas que leu até aqui, certamente obterá bons resultado. No entanto, também achamos válido virar o jogo e falar um pouco sobre o que não fazer em uma entrevista de emprego. Fizemos um rápido vídeo sobre o assunto.

Revise os principais pontos

Chegamos ao fim do nosso guia, mas queremos lembrar do ponto mais importante. Você já tem o que o empregador está procurando! Nossas dicas apenas servem para ajudar a reafirmar isso em uma entrevista de emprego. Este é seu verdadeiro desafio: não vender um produto inexistente.

Revise suas notas e comece a trabalhar em suas principais fraquezas. E caso você não tenha feito anotação nenhuma, ainda assim vamos ajudar com um rápido resumo.

  • Esteja completamente preparado, tanto a nível de conhecimento, quanto para o dia de fato.
  • Treine em voz alta as respostas para as principais perguntas feitas em entrevistas. Se seus vizinhos não acham que você está maluco, não deve ter treinado o suficiente.
  • Seja educado e polido com todos ao chegar à empresa, cuide de sua linguagem corporal, mantenha uma boa postura e não se esqueça de oferecer sempre um sorriso e um firme aperto de mão.
  • Seja autêntico, conciso e, acima de tudo, honesto. Tenha coragem de dizer quando não sabe algo.
  • Lembre-se de que você também está numa posição de poder e está descobrindo se aquela empresa é ideal para sua carreira.

E aí, meu amigo? Você está mais perto do emprego dos seus sonhos do que imagina. Antes de irmos, queria deixar com você uma última reflexão para que nada limite sua carreira profissional.

O Brasil não é o limite. Caso você tenha sufocado a muitos anos o desejo de obter um emprego no exterior, quem sabe agora não seja a hora certa? Diferentemente do que muitos brasileiros pensam, conseguir isso é possível. O maior obstáculo é nossa falta de conhecimento do mercado estrangeiro. E esse problema o E-Dublin ajuda a resolver.

Nosso portal tem dezenas de artigos e vídeos de qualidade sobre trabalho no exterior, e para que você não fique confuso, organizamos uma playlist no Youtube especialmente para você.

Com a preparação certa, você vai conseguir seu emprego dos sonhos, seja no Brasil, seja no exterior.

Veja também

Como montar um currículo para a Irlanda

Edu Giansante
Edu Giansante, Fundador e CEO do E-Dublin, Edu chegou na Irlanda em 2008, no ano pré-crise, pegou a nevasca de 2010 e comeu cérebro de cabra em Marrakesh. O Edu também é baterista da banda Irlandesa Medz.

Stock Photos via Dreamstime
Encontrou algum erro ou quer nos comunicar uma informação?
Envie uma mensagem para [email protected]

Este artigo foi útil?

Você tem alguma sugestão para a gente?

Obrigado pelo feedback! 👋

O que ver em seguida

Cadastre-se em
nossa newsletter

Seu email foi cadastrado.

Cadastrar outro email

Comentários

🍪

Este site usa cookies para personalizar a sua experiência. Ao utilizar o E-Dublin você concorda com a nossa política de privacidade.

Aceitar e fechar